HomeSaúdeSintomas de crise de ansiedade: O que causa, sinais, tem cura, pode...

Sintomas de crise de ansiedade: O que causa, sinais, tem cura, pode matar?

-

Quais são os principais sintomas de crise de ansiedade? Será que um momento de crise pode realmente chegar a matar alguém?  Bem, essas são dúvidas cada vez mais comuns no Brasil: no ano de 2020, os remédios calmantes tiveram um aumento de vendas em 17% com a pandemia da Covid-19.

Os dados mostram que os sintomas não estão presentes somente na rotina de adolescentes como também em adultos: com o desemprego abrangendo a rotina de 15 milhões de brasileiros em 2021, a maioria tem medo e receio de ser demitido, se não conseguir se graduar e vários outros fatores. 

Identificar os sintomas de crise de ansiedade nem sempre é uma tarefa fácil. É necessário, muitas vezes, ir em busca de um especialista que possa realizar o diagnóstico. Em alguns casos, o procedimento pode  ser feito até mesmo online através de testes de sintomas de crise de ansiedade.

10 Sintomas da crise de ansiedade

Veja, abaixo, quais são os sintomas mais comuns durante uma crise. Vale salientar, no entanto, que eles podem variar de acordo com o indivíduo. Um cidadão pode não sentir as mesmas sensações – ou com as mesmas intensidades – que outros. 

  1. Palpitação no coração; 
  2. Medo de morrer, ficar desempregado, de não ter como se manter, de não conseguir terminar os estudos; 
  3. Dificuldade de se manter concentrado; 
  4. Tremores e tensões musculares; 
  5. Frio na barriga e dores abdominais; 
  6. Insônia; 
  7. Compulsão alimentar; 
  8. Sentimentos de irrealidade;
  9. Sensação de afogamento ou sufocação;
  10. Visão embaçada. 

O que causa ansiedade?

Sintomas de crise de ansiedade
Créditos: zenklub.com.br

Os sintomas de crise de ansiedade podem surgir com uma série de fatores diferentes e podem variar de acordo com a forma como o indivíduo foi criado, com a sua cultura. Por isso, especialistas argumentam que existem várias causas. Algumas, além disso, podem ser genéticas: 

  • Estudos mostram que pessoas com familiares que sofrem com ansiedade possuem a tendência que contrair o mesmo. 
  • A possibilidade aumenta quando se trata de familiares mais próximos como pais ou irmãos. 
- Continua Depois da Publicidade -

O medo de desemprego, notas baixas na graduação e questões relacionadas ao desempenho – como apresentação de seminários ou debates em grupo – também estão entre as maiores causas de sintomas de crise de ansiedade. 

O mais indicado, para descobrir qual é a origem do problema, é ir em busca de um profissional que seja formado no assunto. Ele poderá fazer um diagnóstico completo para ajudar o indivíduo a descobrir a raiz e a pensar em formas de evitar que a ansiedade continue impactando no dia a dia de forma tão direta. 

Leia também: Frases de crise de ansiedade: Como acalmar e ajudar alguém por mensagem

10 Sinais para identificar uma crise de ansiedade

Sintomas de crise de ansiedade
Créditos: tuasaude.com

Responda as perguntas abaixo e some os pontos de acordo com: 0 – se não houve identificação com a frase / 1 se houve identificação mas em pouca escala / 2 se houve uma identificação mediana / 3, se ocorre com bastante frequência. 

  1. Estou constantemente com medo de ser demitido, de não conseguir pagar as minhas contas ou de não terminar a formação acadêmica. 
  2. Sinto falta de ar e aperto no coração. Mas, nem sempre consigo identificar as causas disso. 
  3. Meu coração tem os batimentos mais acelerados que a maioria das pessoas da minha idade. 
  4. Tenho dificuldades em me adaptar a coisas novas, isso me deixa muito nervoso. 
  5. Não consigo me relacionar com as pessoas do meu trabalho, sinto que elas não gostam de mim e que estão constantemente me perseguindo. 
  6. Tenho dificuldade em relaxar em meus momentos de lazer. Em alguns casos, sequer consigo me concentrar em atividades que eu sempre gostei porque penso que deveria estar trabalhando ou “fazendo algo útil”. 
  7. Não tenho mais apetite para comer coisas que gostava muito.
  8. Demoro muito para pegar no sono, sofro com insônia e sempre fico pensando muito tempo em problemas que tive durante o dia a dia. 
  9. Não tenho mais vontade de me relacionar sexualmente, falta libido e sinto dores. 
  10. Estou me sentindo muito frustrado, sem perspectiva para vida. Não sabe o que pretende fazer nos próximos anos. 

Se a pontuação for acima de 20, há fortes chances de que sejam sintomas de crise de ansiedade. Por isso, é mais que necessário ir em busca de um especialista que tenha domínios sobre o assunto para recomendar formas de autocontrole e até mesmo medicamentos, se assim for necessário. 

Como controlar a crise de ansiedade?

sintomas de crise de ansiedade
Créditos: boconsulta.com

O processo de controle da ansiedade não é uma tarefa simples. Na verdade, não existe uma regra geral para todas as pessoas. O que pode acontecer são alternativas que servem para uns mas que não são boas para outros.  Por isso, neste artigo recomendamos algumas alternativas gerais e que são recomendadas por psicólogos. Cabe ao paciente ir testando para descobrir qual delas se encaixa mais no seu tipo de perfil. 

Pinte o corpo

Essa é uma dica destinada para os pacientes que costumam ter crises mais intensas e que, durante o processo, podem acabar se arranhando ou mutilando com diversos objetos diferentes como forma de relaxamento. 

Por isso, uma dica neste caso seria usar um pincel para pintar o corpo. Se preferir, também pode usar maquiagens e até mesmo canetas coloridas. Faça desenho de coisas que gosta, como doces, salgados, livros, séries favoritas e tudo o que puder imaginar.  Isso também ajuda a acalmar a mente e afastar pensamentos  obsessivos e compulsivos de suicídio. 

Sucos calmantes naturais

- Continua Depois da Publicidade -

Apenas tomar água com açúcar pode não ser a melhor alternativa para quem está em busca de relaxamento dos sintomas de crise de ansiedade. Neste caso, o mais indicado seria optar por calmantes naturais antes mesmo de ir em busca de remédios como Rivotril e Fluoxetina. 

O suco mais indicado é o de maracujá sem açúcar. No entanto, se preferir, também pode optar por usar chás naturais como o de camomila. Leite com mel também consegue relaxar as tensões musculares do corpo humano, fazendo com que tenha mais sono e uma diminuição da crise. 

Conversar

Conversar também pode ser uma saída para quem está passando por um momento de tensão. Muitas vezes, podemos pensar que as pessoas ao nosso redor não estão preocupadas com nossos sentimentos. No entanto, não é isso que acontece: a mente faz com que pensemos assim, mas essa não é a realidade. 

Se estiver nestes momentos, ligue para uma pessoa que gosta de conversar e que tem mais apego para que consiga desabafar sobre o que está incomodando, o que está causando desconforto. 

Vale salientar, entretanto, que nenhuma conversa com amigos e parentes pode substituir a conversa que deve ter com um psicólogo. Somente eles possuem a capacidade de auxiliar o paciente a tomar a melhor escolha e caminho. 

Banho quente

Você sabia que o banho quente pode ajudar a aliviar as tensões corporais? Então, pode ser uma boa alternativa para quem está enfrentando problemas com ansiedade extrema. E, além disso, pode ser um momento de auto cuidado: use produtos de bem estar e beleza para se depilar, para conseguir se auto cuidar. 

O auto cuidado tem muitos poderes mas nem sempre sabemos disso. Cuidar-se pode elevar a auto estima, trazer outra visão de mundo sobre o seu corpo, sobre quem é. E, isso pode fazer toda a diferença durante a sua crise de ansiedade. 

Ansiedade tem cura?

Tudo depende quando se trata de assuntos da mente. Isso acontece porque os sintomas de crise de ansiedade podem ser causados por uma série de fatores diferentes – desde questões genéricas – até questões mais específicas da rotina de alguém. 

- Continua Depois da Publicidade -

Por exemplo, um paciente pode ser diagnosticado com depressão genética. Neste caso, pode ser recomendado que ele use medicamentos durante toda a sua vida para evitar recaídas.  Outra pessoa pode ser diagnosticada com sintomas de crise de ansiedade ao passar pela morte de um ente querido. Logo, após a superação da morte – que pode ser conquistada com terapia – pode-se não sentir mais as náuseas, tonturas e tremores. 

Ansiedade pode matar?

Sim! Apesar de ser algo muito difícil de acontecer, os sintomas de crise de ansiedade podem matar quem sofre com eles. Isso porque podem causar dificuldade na respiração e até mesmo parada dos batimentos cardíacos. Por isso, o setembro amarelo é tão importante: ele estimula que quem sofre com as crises busque ajuda. E, como consequência, evitam que haja essas situações.  Realmente, os sintomas de crise de ansiedade são sérios e, se não cuidados, podem levar ao pior, inclusive, à morte.

Caso não consiga controlar os sintomas com dicas naturais, das quais citamos neste artigo, pode optar por medicamentos. No entanto, os medicamentos são fornecidos mediante a uma consulta médica e uma receita. A maioria deles são controlados e, por isso, não se deve tomar decisões sozinhas sobre a dosagem.

Número para ligar durante sintomas de crise de ansiedade

Caso esteja passando por uma crise muito intensa, ainda pode optar por ligar para o CVV, que foi criado pelo Ministério da Saúde para ajudar cidadãos que estão passando por crises de depressão e ansiedade. Se estiver sem acesso a outras pessoas e precisar conversar, pode ligar para o 188. O número atende durante 24 horas do dia e para residentes de todo o país. Não deixe para amanhã o que pode conversar hoje. O CVV (Centro de Valorização à Vida) pode ser uma opção.

Em alguns casos, a ansiedade ainda pode ocasionar em crises de depressão maior ou menor. Desencadeando, portanto, automutilação e suicídio. 

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -