HomeEmpresas & NegóciosiFood: saiba como comprar com desconto e vender produtos

iFood: saiba como comprar com desconto e vender produtos

-

O iFood é uma das plataformas de pedidos de comida mais conhecidas no Brasil.

Os usuários do aplicativo em um mês durante a pandemia fizeram uma média de 100 milhões de pedidos, um número estarrecedor se comparado às métricas dos períodos anteriores.

Atualmente, esse aplicativo possui 2 milhões de usuários ativos que se localizam em outros países da América Latina, além do Brasil.

O número de entregadores é de quase 200 mil em todo o Brasil e seus funcionários são de um total de 2,5 mil pessoas.

Uma coisa é fato, muitas pessoas estão deixando de preparar comida em casa para fazerem pedidos em aplicativos de delivery.

- Continua Depois da Publicidade -

 aplicativo
Pessoa segurando celular com aplicativo do iFood aberto

Tanto pela praticidade, pelas facilidades e também por entregar vários outros benefícios, o iFood é um dos apps preferidos entre o público para o ramo alimentício.

Empreendedores donos de estabelecimentos do ramo alimentício cada vez mais aderem a ideia de ter o iFood em seu portfólio de serviços.

Isso porque o aplicativo oferece uma série de benefícios que estimulam para fomentar o mercado de produção de alimentos.

Outro ponto marcante sobre esse aplicativo é que há pouco tempo passou a integrar em seu sistema de entregas o serviço de mercado, que é um diferencial entre muitos concorrentes do ramo.

O iFood ainda oferece cupons de desconto para seus usuários. Isso possibilita que vez ou outra se consiga consumir coisas por um preço menor e até de graça!

Por isso, no artigo abaixo estarão algumas maneiras de conseguir comprar comida e bebida com desconto nesse aplicativo que é o querido dos brasileiro.

Além disso estará um passo a passo ensinando como vender produtos nesse app.

Como comprar com desconto no iFood?

- Continua Depois da Publicidade -

Todo mundo gosta de comer bem e pagar barato.

E talvez essa tenha sido a ideia do iFood ao pensar num sistema de descontos para as pessoas que usam o aplicativo.

Seja por meio de promoções repentinas que aparecem na tela do celular ou via cupons que podem ser achados na web, o iFood oferece uma série de possibilidades de fazer pedidos com desconto.

Por isso, é muito importante que os usuários que usam esse aplicativo tenham consciência da possiblidade de conseguir comprar alimentos por um preço mais barato do que, muitas vezes, se for comprado direto com os estabelecimentos.

São várias as estratégias para conseguir comprar com desconto nesse aplicativo.

Por isso, é importante que o leitor pegue seu bloco de notas para anotar cada detalhe e nunca mais precisar deixar de comprar algum alimento que tenha vontade.

Cupons da internet

São vários os sites que tem parceria com o iFood que disponibilizam descontos na internet.

Alguns, como Cuponeria e Catraca Livre liberam descontos de todos os tipos para que os usuários do iFood usufruam desse “macete”.

- Continua Depois da Publicidade -

Para ter acesso, basta pesquisar numa plataforma de busca, como o Google ou Bing, ” cupons de desconto do iFood”.

A partir daí, uma série de sites de cupons irão aparecer para que se resgate os cupons disponíveis.

Um fato muito importante nisso tudo é que nem sempre todos os cupons estarão disponíveis.

Isso porque sua disponibilidade pode variar de acordo com localidade; prazo de tempo; período do ano; entre outras variáveis que irão determinar se um cupom é válido ou não.

Após anotar o cupom ou clicar no link que direciona até o aplicativo, basta ir até a sessão de cupons do App  e inserir o código que foi disponibilizado.

Todavia, cada cupom disponibilizado, além de pré requisitos para ativação, tem também requisitos de uso que estão disponíveis nas regras do cupom, sessão presente no aplicativo.

Indicando amigos

Ao indicar amigos, um usuário do iFood tem direito a receber 10 reais de desconto na hora de fazer um pedido no app.

Para isso, basta que o aplicativo seja aberto e, em seguida, que se clique no ícone de “perfil”.

A partir daí, a primeira opção será “Ganhe R$ 10 indicando o iFood”. É necessário clicar nele e, em seguida, o código pessoal será disponibilizado na tela.

Para compartilhar, basta copiar, colar num chat e enviar para os amigos. É importante frisar que ao baixarem o aplicativo, que insiram o código que foi compartilhado.

Uma maneira mais fácil de fazer isso é clicando no ícone “compartilhar”, que irá compartilhar o link de download com o código pessoal subscrito para as pessoas que o receberem.

O compartilhamento pode ser feito de forma ilimitada, mas o valor de 10 reais só é validado quando aqueles que receberam o código fizerem o primeiro pedido usando o app.

Clube iFood

Essa é uma novidade dentro do aplicativo.

Agora o iFood oferece um clube de benefícios que oferta cupons de desconto que podem ser usados por um determinado prazo de tempo.

Para ter acesso a essa função, basta entrar no aplicativo e ir até a sessão do perfil.

Então, ao abrir essa sessão do app, o usuário precisa se direcionar até a quarta opção da lista de sub sessões e clicar em “Clube iFood”.

Caso tenha algum cupom do clube disponível, aparecerá logo na primeira página.

Caso contrário, o usuário deverá clicar na sessão de ajuda.

Ali aparecerão possíveis dúvidas que as pessoas podem ter sobre essa modalidade do iFood.

O que deve ser feito é clicar na pergunta ” O que é Clube iFood”.

Ali aparecerá uma definição do que se trata e abaixo estará o ícone “Conheça o Clube iFood”.

O usuário deverá clicar nessa opção e todas as informações sobre funcionamento estarão disponíveis ali.

Além disso, um conjunto de cupons de desconto do Clube iFood estará disponível para aquisição.

Com certeza essa é uma ótima maneira de economizar dinheiro ao fazer pedidos no iFood.

Esse pack de cupons é feito de acordo com o perfil do cliente e são tomados como base os pedidos que já foram feitos na plataforma anteriormente.

Esses cupons são válidos em restaurantes, mercados, farmácias e serviços para pets.

Conferindo os descontos

Outra maneira de conseguir fazer pedidos no iFood pagando mais barato é conferindo quais são as promoções que o aplicativo disponibiliza para o dia.

Além disso, existem algumas opções que aparecem logo na primeira página que mostram opções de alimentos a partir de determinado valor.

Essas opções podem servir de base para pessoas que estão com um orçamento pré estipulado para fazer pedidos conseguirem decidir o que irão comer na ocasião.

promoção app
Celular ao lado da logo do iFood mostrando na tela “Festival de pizza”, que indica uma promoção nesse tipo de alimento.

A cada semana, dependendo da região em que se encontra o usuário, promoções são disponibilizadas para variados tipos de produtos alimentícios.

Por exemplo, ao abrir o aplicativo uma pessoa pode ver que a semana em que está é a “Semana do hambúrguer”.

E como é possível deduzir, nessa semana com campanha voltada para a venda desse produto, os hambúrgueres ou combos que possuem esse alimento podem sair mais barato para os consumidores.

Por isso, é muito importante estar sempre atento às notificações do aplicativo e também abrir constantemente o app para estar por dentro dos descontos que ficam disponíveis.

Promoções

Outra maneira de conseguir fazer compras no app pagando menos é fazendo compras clicando na opção “Promoções “.

Ali, todas as promoções ofertadas por estabelecimentos da região aparecem.

Para comprar mais barato nessa seção não há segredo.

Basta decidir o produto que se deseja consumir e, em seguida, adicionar ao carrinho.

Por fim, basta finalizar o pagamento e esperar a entrega no conforto de casa.

Como vender no iFood?

Atualmente, a pandemia de Covid – 19 ainda assola o Brasil, diferente de alguns países do mundo que já estão com maior parte de sua população imunizada.

Por isso, o ramo de restaurantes, lanchonetes, bares e outros estabelecimentos que trabalham com o fornecimento de alimentos e consumo no local ainda estão prejudicados.

Todavia, uma maneira usada por empreendedores donos de estabelecimentos do ramo alimentício é a integração aos aplicativos de entregas.

iFood Básico
Homem que trabalha como entregador do iFood segurando celular com tela do aplicativo aberta.

Muitos comércios do ramo alimentício que se integraram a realidade do “novo normal” por meio do iFood conseguiram ter retornos financeiros que, caso tivessem mantido as portas fechadas, não teriam obtido.

Além disso, muitas empresas já estavam cadastradas no iFood e faziam entregas usando os serviços desse aplicativo.

Estima-se que mais de 210 mil estabelecimentos estejam cadastrados no iFood atualmente, o que é um número muito maior do que se tinha anteriormente a pandemia.

Isso mostra que esse fenômeno epidemiológico de escala global vetorizou o processo de digitalização das empresas de ramo alimentício.

Atualmente, estima-se que o brasileiro use 7% de seu orçamento com aplicativos de comida.

Isso mostra o quão importante é para um estabelecimento do ramo alimentício que esteja cadastrado em apps, como o iFood ou Uber Eats.

Por isso, é muito importante para a sobrevivência de um comércio desse ramo que seu responsável se preocupe em registrar a empresa em aplicativos de entrega de comida, como o iFood.

Por isso, nesse artigo será explicado como fazer isso de maneira simples.

 Cadastrando um estabelecimento no iFood

Para fazer o cadastro no iFood como fornecedor de produtos é bem simples e nada burocrático.

Além de ser totalmente online, tudo que é exigido como requisito é que se tenha um CNPJ em nome da empresa que será cadastrada.

O primeiro passo para fazer isso é acessar restaurante.ifood.com.br e preencher as lacunas de informação que são requisitadas dentro do site.

Em seguida, ao dar sequência ao processo, outra página será aberta.

Ali outros dados devem ser fornecidos, tais como CNPJ, endereço, etc.

Nessa segunda parte do processo é necessário que o responsável pelo cadastro do estabelecimento coloque no que o local tem como especialidade.

Por exemplo, se for um restaurante de comida japonesa, é necessário que coloque que sua especialidade é comida japonesa ou asiática, dependendo de como estiver disponível a opção a ser marcada.

Em seguida, aparecerão os formatos de trabalho oferecidos pelo iFood para o comércio.

As opções possíveis são iFood Básico e iFood Entrega.

As especificidades de cada um desses planos será explicada posteriormente nesse artigo.

A pessoa que estiver fazendo o cadastro deve, então, selecionar a opção desejada de acordo com sua vontade.

A etapa seguinte consiste em fazer a assinatura digital via email e estabelecer as outras configurações requisitadas pelo App.

Por fim, o iFood contatará a empresa cadastrada para auxiliar no restante dos trâmites a serem seguidos para finalizar o cadastro no aplicativo.

Como dito anteriormente, é um processo muito fácil e nada burocrático. Por isso, é muito interessante que uma empresa do ramo alimentício, mesmo que de pequeno porte, seja cadastrada no iFood.

Planos: iFood Básico e iFood Entrega

Como dito anteriormente, aqui serão explicados os planos de vínculo entre uma empresa e o iFood.

Basicamente, o iFood Básico consiste no formato de vínculo entre um estabelecimento e o aplicativo da maneira mais básica, onde o local cadastrado fica responsável por fazer entregas dos pedidos.

Planos iFood entrega
Planos iFood entrega e iFood Básico lado a lado com suas especificidades.

Mas, devido a presença da empresa no catálogo do iFood, uma mensalidade de R$ 100 deverá ser paga.

Sobre cada pedido haverá uma taxa de 12% que será cobrada toda vez que um pagamento for efetuado.

Além disso, se o pagamento for feito via aplicativo, 3% do valor do pedido será direcionado para o iFood.

Agora, no plano Entrega do iFood o app fica responsável por fazer a entrega via entregadores cadastrados no app.

A taxa sobre cada pedido é de 27% e, além disso uma mensalidade de 130 reais é cobrada para garantir a presença do estabelecimento na plataforma.

Afinal, qual dos dois escolher?

Para decidir qual dos dois planos assinar ao cadastrar um restaurante no iFood, basta que o responsável pelas finanças decida qual é mais pertinente de acordo com o porte da empresa.

Por exemplo, se a empresa já conta com um serviço de entregas eficiente e não deseja contratar os serviços de entrega do iFood, é compreensível que opte pelo plano básico.

Agora, caso não se tenha entregadores ou caso haja poucos entregadores no estabelecimento, é muito pertinente que se contrate o plano iFood Entrega.

Leia também: Instagram: o que é, como ganhar seguidores e vender mais

 

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -