HomeRedes SociaisWhatsapp Web: O que é, história, curiosidades e como usar

Whatsapp Web: O que é, história, curiosidades e como usar

-

A melhor definição para o whatsapp web é a de um aplicativo multitarefa criado com o objetivo de permitir a troca de mensagens de texto ou de voz, de forma instantânea, por meio de um computador conectado à internet.

Além disso, a ferramenta permite o compartilhamento de documentos em PDF, fotos, vídeos e imagens; e por isso mesmo é o aplicativo de mensagens mais utilizado no mundo, presente em cerca de 109 países e, juntamente com a versão para a Android e IOS, com mais de 2 bilhões de usuários.

Criado em janeiro de 2015, o software chegou para atender a uma imensa demanda daqueles usuários que precisavam utilizar o recurso de forma mais profissional, ou seja, precisavam tê-lo sempre à disposição durante as tarefas executadas no desktop do computador.

Apesar de caracterizar-se pelo uso no desktop, curiosamente, não há como usar o whatsapp web sem ter um smartphone também conectado à internet, o que configura-se como um dos principais inconvenientes do aplicativo. E em síntese, para utilizá-lo, você terá que fazer uma integração entre o seu smartphone e o computador, por meio de um código QR, que é o sistema utilizado pelo whatsapp para conectá-lo ao site oficial do whatsapp web.

E esse é mesmo o principal inconveniente da ferramenta, pois não há como entrar no whatsapp web sem que você mantenha o seu smartphone ou iPhone constantemente conectados à internet, seja por meio de um sinal wi-fi ou ao menos por uma rede 3G/4G de internet móvel.

Um pouco mais sobre a história do whatsapp web

- Continua Depois da Publicidade -

O whatsapp via web é uma evolução, se é que podemos chamar assim, da versão inicial do whatsapp desenvolvido lá pelos idos de 2009 por Brian Acton e Jan Koum, com a ajuda do programador russo Igor Solomennikov, que tinham em mente criar uma tecnologia que fosse capaz de fazer frente ao sistema de mensagens por SMS – até àquela altura o meio de comunicação mais utilizado por quem quer que desejasse comunicar-se de forma instantânea.

O problema é que eles não sabiam que iriam simplesmente desbancar esse sistema; eles não sabiam que iriam criar uma ferramenta que apenas 2 anos depois tornar-se-ia um dos 20 aplicativos mais baixados da Apple Store e o preferido por 8 de 10 indivíduos que de alguma maneira quisessem comunicar-se da maneira mais rápida.

Hoje, além de mensagens de texto, também há como fazer chamadas de vídeo pelo whatsapp web, bem como enviar fotos, imagens, texto, arquivos…mas tudo isso apenas enquanto possui o seu smartphone ou iPhone conectado à internet, segundo o CEO do Whatsapp, Jan Koum, como forma de garantir que todo o seu histórico de navegação e mensagens mantenham-se convenientemente arquivados apenas nesse aparelho.

Os avanços da tecnologia do whatsapp web

O whatsapp web foi uma evolução do whatsapp para Android e IOS criado em 2015, de maneira restrita ao navegador Google Chrome, mas ainda no mesmo ano atualizado de maneira a poder ser utilizado nos navegadores Opera e Mozilla Firefox; e o melhor: sem mais aquelas cobranças anuais que, de imediato, fez com que o aplicativo se tornasse o nº 1 quando o assunto eram trocas instantâneas de mensagens.

No dia 02 de janeiro de 2016, Mark, Zuckerberg, o polêmico e controverso dono do gigante Facebook, anunciou que o whatsapp atingia a marca de 1 bilhão de usuários como poucos serviços dessa era digital conseguiram fazer; e por isso mesmo o aplicativo passava, também ele, para as mãos do Facebook pelo assustador, e à época inacreditável, valor de US$19 bilhões de dólares.

Dessa forma, usuários do whatsapp para smartphones e whatsapp web passaram a, necessariamente, compartilhar os seus dados com a gigante das redes sociais, em uma manobra das mais polêmicas até então concebidas, a ponto de criar sérios problemas com os europeus, que não aceitaram, em hipótese alguma, essa imposição de compartilhamento obrigatório dos seus dados com o Facebook.

Algumas das principais atualizações do whatsapp web

Para os admiradores da ferramenta, uma novidade: muito em breve todos nós teremos como fazer chamadas de vídeo no whatsapp web, segundo informações da WABetaInfo, com uma qualidade insuperável; e agência informou, também, que, atualmente restrito para apenas alguns poucos privilegiados, a funcionalidade deverá estender-se para todos os usuários do aplicativo, restando apenas alguns detalhes que tratam de aperfeiçoar o sistema para essa nova função.

Para fazer chamadas de vídeo e áudio por meio do whatsapp web, bastará apenas e tão somente aceitar um contato, aguardar a abertura de uma janela, aceitar (ou recusar) a ligação – e ainda com a possibilidade de decidir usar a funcionalidade a qualquer momento, por meio de um pop-up que mantém-se todo o tempo aberto durante a interação.

- Continua Depois da Publicidade -

De acordo com os seus desenvolvedores, a experiência oferecida será a mesma do whatsapp para Android e IOS; porém ela ainda encontra-se em sua fase de testes beta, e por isso mesmo só está sendo disponibilizada para usuários do sistema operacional macOS.

E para utilizar o serviço, bastará apenas seguir o passo a passo indicado abaixo:

  • Escolha uma determinada conversa no whatsapp web;
  • Clique em um dos botões no canto superior direito (para vídeo, áudio ou ligação telefônica);
  • Clique no ícone “Câmera” para iniciar uma chamada de vídeo;
  • Caso o seu interesse seja por uma chamada de áudio, utilize o microfone após clicar no ícone “Telefone”, no canto direito superior do seu desktop;
  • E, enfim, você já estará conectado e pronto para realizar uma chamada de áudio ou vídeo com qualquer pessoa conectada à internet ou pela rede 3G/4G de internet móvel.

Outras atualizações do whatsapp web

Com o objetivo de conceder à ferramenta as mesmas funcionalidades da versão para Android e IOS, os desenvolvedores do whatsapp para web pretendem implementar diversas atualizações no aplicativo. E entre as principais estão:

WhatsApp Pay

Uma das funcionalidades mais aguardadas pelos usuários do whatsapp web é a possibilidade de realizar pagamentos e transferências bancárias no ambiente do aplicativo, durante  a própria conversa, sem qualquer cobrança de taxas e encargos, bastando apenas que o usuário tenha um cartão de crédito ou a função débito automático.

Na verdade, a função já está sendo aguardada até com um certo atraso, muito por conta da recusa do Banco Central Brasileiro de autorizar esse tipo de operação, alegando os riscos de quebra da competitividade saudável dentro desse segmento de pagamentos online. 

Organização de stickers

Além de saber como fazer chamadas de vídeo e áudio pelo whatsapp web, não custa também inteirar-se um pouco mais sobre alguns aperfeiçoamentos pelos quais o aplicativo passou nos últimos anos. E a novidade aqui é a possibilidade de organizar aquelas figurinhas utilizadas de acordo com o teor de cada conversa; um recurso há muito disponibilizado na versão do whatsapp para Android e IOS, e que, ao que tudo indica, deverá ser mesmo liberado para usuários dessa versão para desktop.

 Aviso de print

Um dos recursos mais úteis, apesar de bastante controverso, dessa tecnologia de mensagens instantâneas, é a possibilidade de tirar prints das conversas realizadas. 

Mas o problema com essa funcionalidade estava apenas no fato de que até então não se tinha como saber quando, durante uma conversa, alguém simplesmente tirava prints da tela. Só que agora, graças a uma tecnologia inicialmente implementada pelo Snapchat, tudo indica que, ainda esse ano, o Facebook irá liberar essa funcionalidade também para o whatsapp web.

 Mas como usar o whatsapp web em vários dispositivos?

- Continua Depois da Publicidade -

Essa é outra exigência dos usuários do aplicativo: a possibilidade de manter o mensageiro logado sem a necessidade de um smartphone ou iPhone conectados à internet. Na verdade esse é um dos principais chamarizes de redes sociais como o Telegram, por exemplo; e justamente por isso os desenvolvedores do whatsapp já pensam com maior carinho na possibilidade de fazer também essa atualização.

Modo “ler mais tarde”

O modo “ler mais tarde” também é conhecido como o “modo férias”; e ele consiste, basicamente, numa funcionalidade, bastante comum em outros mensageiros, que permite o armazenamento de mensagens antigas a fim de que elas não sejam repostas automaticamente na lista principal, mesmo depois de arquivadas.

Apesar de não haver ainda previsão de quando ela será implementada, a funcionalidade está também entre as mais aguardadas pelos usuários do whatsapp web, muito por conta do fato de que ela acaba ajudando a diminuir as interrupções por alertas nos smartphones e iPhones que possuem o aplicativo.

Editar conversas

Um recurso que torna aplicativos como o Telegram tão atraentes é o “Editor de Mensagens”. É uma funcionalidade que permite ao usuário editar, em vez de apagar, uma mensagem com erros gramaticais ou enviada por engano. 

Apesar de também não haver uma previsão para o seu lançamento, tudo indica que até o final de 2021 os usuários do whatsapp web terão mais essa regalia para as suas conversas e bate-papos de forma instantânea pela internet.

GB Whatsapp

O GB whatsapp pode ser definido como uma modificação do aplicativo original. É uma maneira, encontrada pelos desenvolvedores, de aproveitar o sucesso de uma versão original para vender outras; como é o caso do GB whatsapp, que funciona pelo mesmo princípio de um mensageiro instantâneo, porém com algumas funcionalidades extras.

Entre essas funcionalidades, podemos destacar a modificação da cor do cabeçalho e a possibilidade de tornar o seu whatsapp transparente. Mas com essa versão também é possível enviar mensagens de áudio bem maiores do que as que podem ser enviadas com o whatsapp web tradicional.

Em síntese, o GB whatsapp – uma espécie de “clone” do whatsapp original –  é obtido por meio de um APK não-oficial que você pode baixar em websites diversos, para com isso adquirir o direito de obter novas funcionalidades ou o aumento das potencialidades do seu aplicativo.

Mas o problema com essa aquisição está justamente no fato de que, ao baixá-lo, você estará, como consequência, desrespeitando algumas regras do Facebook, entre elas, a recomendação de não utilizar APKs não-oficiais que quebrem o código dos seus aplicativos.

E entre as razões para isso, está o fato de que esses APKs são arquivos de pacotes criados exclusivamente para Androids, facilmente adquiridos de terceiros, sem as atualizações de segurança do Google e dos seus parceiros, além de outras peculiaridades que acabam por fazer esses gigantes perderem dinheiro por, de certa forma, compartilharem os seus clientes com inúmeros outros concorrentes.

As características e como usar o GB whatsapp web

O GB whatsapp, assim como a versão original, funciona por meio de uma cópia do código-fonte do aplicativo. Logo, bastará a você apenas fazer o download do programa no seu smartphone ou iPhone para que possa realizar as suas trocas de mensagens até mesmo com os contatos que não possuem essa versão em seus aparelhos.

Dentre os principais atrativos dessa ferramenta, está o fato de ela oferecer recursos que não podem ser encontrados no aplicativo original. Com ela você poderá, por exemplo, utilizar um PIN como ferramenta de segurança, ocultar as informações de quem lhe enviou uma mensagem, mostrar ao interlocutor que está digitando algo, manter-se online mesmo com o computador desligado, além de poder cadastrar vários telefones celulares para usar no seu whatsapp web.

Paralelamente a isso, também há como entrar no whatsapp web mesmo com o seu smartphone desconectado, programar o envio de uma mensagem, ter à diposição 250 caracteres para o seu Stories (em vez dos 139 do original), utilizá-lo também no whatsapp web; sem contar o fato de ele atualizar a sua listagem de funções em períodos razoavelmente curtos.

E quais os principais riscos de se utilizar esse GB Whatsapp?

Talvez o principal risco de usar esse clone do whatsapp (ou do whatsapp web) seja mesmo o fato de ele não estar disponível no Google Play, não possuir autorização legal para o funcionamento, e por isso mesmo não estar submetido aos sistemas de segurança oferecidos pela gigante dos buscadores.

Além disso, o aplicativo só pode ser utilizado em smartphones Androids (e não em iPhones), só é encontrado em sites desconhecidos, entre outras deficiências que acabam tornando-o frágil do ponto de vista da segurança e da sua adequação aos termos de uso e privacidade do Facebook.

O Google é incapaz de analisar o aplicativo no que diz respeito à sua vulnerabilidade a vírus e malwares; e mais: ele funciona por meio da utilização do código-fonte do whatsapp original, ou seja, você terá um whatsapp clandestino, baixado de um site desconhecido, e que terá acesso à totalidade da sua lista de contatos, histórico de conversas, fotos, imagens, vídeos, documentos e um sem número de informações confidenciais.

Outra coisa interessantes a saber sobre o uso desse whatsapp não-oficial, é que ele possui praticamente as mesmas funcionalidades do “Yo Whatsapp”. Ambos são baixados por meio de um APK não-oficial, utilizam o código-fonte do whatsapp original, oferecem funcionalidades bastante parecidas, além de apresentarem os mesmos riscos de utilização.

No entanto, não é possível afirmar que se trata do mesmo aplicativo; e por isso mesmo o recomendado, tanto nesse como em outros casos, é dar preferência sempre aos aplicativos baixados diretamente das tradicionais lojas do Google Play e Apple Store.

Alguns aplicativos semelhantes ao whatsapp web

Telegram

Um dos principais concorrentes do whatsapp web, se é que podemos chamar a assim, anunciou recentemente o número de 500 milhões de usuários ativos. Mas a coisa não fica só nisso! O aplicativo pode ser utilizado em Windows, macOS e web; e ainda com funções consideradas bem mais avançadas do que as que podem ser encontradas no whatsapp.

Talvez o grande diferencial do Telegram em relação a ele seja o fato de não exigir um smartphone ou iPhone constantemente ligados; bastando apenas e tão somente ter um computador conectado à internet para que você possa utilizar todas as suas funcionalidades, entre elas, até 15GB de espaço na nuvem, envio de mensagens com indicação de quem as enviou, tema no modo “noturno”, chat autodestrutivo, entre outros diferenciais que, ao que tudo indica, o whatsapp web já corre contra o tempo para tentar equiparar.

 Skype

O Skype já é por demais conhecido. Esse foi o aplicativo responsável por revolucionar esse sistema de ligações telefônicas via web. Apesar de estar meio desprestigiado, alguns dos seus recursos continuam insuperáveis quando o assunto são videoconferências, como é o caso das suas ferramentas de videochamadas, compartilhamento de arquivos, disponibilidade de GIFs e stickers, chamadas de voz e de vídeo diretas do computador, entre outras funções às quais o whatsapp web ainda não é capaz de fazer frente.

Mas apesar de não haver como fazer chamadas de vídeo e áudio no whatsapp web com a mesma qualidade do Skype, ele acaba sobressaindo-se quando o assunto é a entrega de mensagens, algo que esse aplicativo ainda não consegue, nem de longe, igualar.

 Messenger do Facebook 

O Facebook Messenger é o mensageiro do Facebook. Ele também é uma dessas alternativas ao whatsapp web, habilitado para desktop e navegadores, de forma separada dos smartphones e iPhones, e ainda com recursos como GIFs, stickers, jogos online, além de uma interface das mais amigáveis nesse universo dos mensageiros instantâneos.

Os pontos fracos dessa alternativa são, entre outras coisas, o pouco espaço para envio de arquivos (não mais do que 25MB), não permitir a desvinculação do seu nome de usuário ao perfil do Facebook; além, obviamente, de um menor raio de ação, já que praticamente todo o mundo hoje utiliza quase que exclusivamente o whatsapp e o whatsapp web quando o assunto são mensagens instantâneas via web.

Signal

Depois que o ex-agente da NSA, Edward Snowden, o recomendou como o seu mensageiro preferido e mais seguro, o Signal começou a, paulatinamente, cair nas graças de algumas comunidades seduzidas pelo seu incomparável sistema de criptografia, sincronização de mensagens na nuvem, além de um versão para Mac, Windows, desktop e Linux.

O problema com o Signal está apenas na sua popularidade (não mais do que 810 mil usuários ao redor do mundo), criptografia apenas entre usuários do aplicativo, não mais do que 100MB de espaço para o compartilhamento de arquivos, entre outras deficiências que não lhe permitem, nem de longe, comparar-se ao whatsapp web.

 Slack

O aplicativo Slack é outra dessas alternativas ao whatsapp web. Ele é bastante utilizado por empresas, para contatar todos os seus colaboradores em um único ambiente, por meio dos recursos de chat, sistemas de canais, até 1 GB para compartilhamento de arquivos (o seu grande atrativo), além de uma interface das mais amigáveis.

O problema é que, diferentemente do whatsapp, não há como entrar no Slack, e utilizar todos os seus recursos, sem pagar uma assinatura – definitivamente, a riqueza de ferramentas oferecidas gratuitamente em outros aplicativos não pode ser encontrada no Slack, cujos recursos mais avançados só são disponibilizados após uma contratação.

Viber

O app Viber é uma dessas alternativas ao whatsapp web com a vantagem de permitir ligações para telefones fixos ou celulares. Ele é semelhante ao Skype, e ainda com a vantagem de permitir ao usuário atender, no celular, um telefonema que recebeu no desktop.

Além disso, o aplicativo oferece recursos bastante similares aos demais, como os GIFs, stickers, figurinhas, chat autodestrutivo, 200MB de espaço para o compartilhamento de arquivos, entre outras funcionalidades, até bastante interessantes, mas que encalham na baixa popularidade do aplicativo.

Android Mensagens

E, por fim, o app de mensagens do sistema operacional Android, conhecido simplesmente como “Android Mensagens”, e que agora oferece uma versão para desktop, além de recursos como conversas por SMS no computador, comunicação por imagens e vídeos, leitor de QR Code para a conexão com smartphones, entre outras funcionalidades que, da mesma forma, ainda encontram-se bastante aquém das oferecidas pelo whatsapp web.

Como conclusão, descobrimos que o whatsapp ainda continua como a mais popular entre as ferramentas para mensagens instantâneas via web, porém com deficiências geralmente relativas ao seu uso em chamadas de áudio e vídeo. 

No entanto, tais deficiências, ao que tudo indica, já estão no radar dos seus principais desenvolvedores, que prometem novas atualizações capazes de equiparar, ainda esse ano, o whatsapp web aos seus principais concorrentes quando o assunto são videoconferências.

E caso esse artigo de alguma forma tenha sido útil, deixe a resposta na forma de um comentário, logo abaixo. E aproveite para compartilhar conosco a sua opinião sobre o whatsapp web, como ele pode ser ainda mais útil e quais seriam as demais funcionalidades do aplicativo não abordadas nesse conteúdo.

VEJA TAMBÉM: Empregador web: acesse, cadastre-se e recupere sua senha

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -