HomeEmpresas & NegóciosNike é boa? Vale a pena comprar no site online? Descubra agora

Nike é boa? Vale a pena comprar no site online? Descubra agora

-

A Nike é mundialmente conhecida como a maior empresa de material esportivo do mundo. Ela está representada nos maiores clubes, atletas e competições em todo o globo e é referência no segmento devido a qualidade e popularidade dos seus produtos.

Atletas como Lebron James astro da NBA que joga pelo Los Angeles Lakers, Cristiano Ronaldo um dos maiores jogadores da história e que atua na Juventus da Itália, Tiger Woods considerado o maior golfista da história, Rafael Nadal um dos maiores tenistas de todos os tempos e os quarterbacks da NFL Aaron Rodgers e Russell Wilson são alguns exemplos, mostrando a força da empresa no mercado, estando presente nos grandes atletas de diferentes esportes.

A empresa possui uma longa história e passou por diversos processos até chegar ao sucesso atual, com alguns produtos que marcaram época e alavancaram o desenvolvimento surreal da marca. Vamos ver tudo a respeito da Nike, desde a sua história, produtos vendidos e como a empresa é atualmente.

Fundação

A Nike, Inc., foi batizada inicialmente de Blue Ribbon Sports, uma empresa americana de roupas esportivas que ficava sediada na no estado de Oregon, na cidade de Beaverton, sendo fundada no ano de 1964 por Bill bowerman e Phil Knight, um treinador de atletismo e seu ex-aluno. A primeira loja foi aberta em 1966 e apenas no ano de 1972 eles lançaram o primeiro calçado da então denominada marca, Nike.

O nome foi inspirado na deusa grega Nice, símbolo da vitória. Então, no ano de 1978 a empresa teve seu nome alterado de forma definitiva para Nike, deixando o Blue Ribbon Sports para trás e abrindo o seu capital dois anos depois. Assim, a marca foi ganhando mercado gradualmente e atualmente a Nike está presente em mais de 170 países, um sucesso total.

Logomarca: Swoosh

- Continua Depois da Publicidade -

Durante a fundação a empresa, como todas as outras, precisava de uma logo para representá-la e buscaram algo que pudesse representar a característica de velocidade, relacionado também a deus que deu origem ao nome da marca e que possuía asas. A logo foi criada em 1971, antes do primeiro calçado da marca ser lançado, o criador foi Carolyn Davidson, que vendeu o desenho do logo por um valor de apenas 35 dólares. 

O símbolo deveria representar uma empresa que possuía a ambição de chegar ao topo e possuir os aspectos já citados, hoje podemos ver que o design gráfico foi cirúrgico, conseguindo representar no Swoosh todas as características em um logotipo simples, objetivo e bonito que pode ser reconhecido em qualquer lugar do planeta.

História: Rumo ao topo

No final dos anos 80, a Nike começou o crescimento contínuo dos seus negócios através de diversos investimentos que vieram para diversificar a sua linha de produtos, a empresa fez a aquisição de diversas outras empresas do segmento de calçados e vestimentas e revendendo essas empresas anos depois por valores muito acima do investido inicialmente, gerando milhões de dólares em lucro. 

Dentre as empresas adquiridas temos a Cole Haan, empresa de calçadas comprada em 1988, foi a primeira aquisição da Nike que vendeu a empresa em 2012 por um valor próximo a 570 milhões de dólares. Em 1994 a Nike adquiriu a Canstar Sports, que foi vendida no ano de 2008 quando já era conhecida como Bauer Hockey, por 200 milhões de dólares.

Outra subsidiária da Nike era a famosa Umbro, marca muito conhecida no Brasil e alguns países do mundo. A Nike fez essa aquisição no ano de 2007, por 580 milhões de dólares, com o objetivo de expandir-se ainda mais no mundo do futebol e bater de frente com a sua maior rival do segmento, a Adidas. Porém, o investimento só surtiu efeito no início e depois de alguns anos e alguns problemas entre as empresas a Nike passou a ter prejuízos com a marca e decidiu vender a Umbro em 2012 pelo montante de 228 milhões de dólares. 

Como dito no início, a Nike patrocina diversos atletas e essas parcerias foram fundamentais para o sucesso da marca, parcerias com atletas consagrados como Michael Jordan e os calçados da marca Air Jordan, por exemplo, fizeram com que a marca crescesse ainda mais nos EUA e conquistassem o público do basquete.

A fórmula se repetiu com outros diversos esportes e fez com que a empresa conseguisse de forma dominante alcançar o objetivo do seu lançamento, se tornar a número um e alcançar o topo.

 

Patrocínios

- Continua Depois da Publicidade -

Além dos patrocínios mencionados para atletas, a Nike também é uma das maiores fornecedoras de material esportivo do mundo para clubes de futebol e outros esportes. De acordo com dados da GlobalData Sports Intelligence Center, da KPMG, a empresa irá investir mais de 1,6 bilhões de dólares em patrocínios no ano de 2021.

Dentre alguns dos principais patrocínios da Nike no futebol, encontramos clubes como o Barcelona e Atlético de Madrid na Espanha, Inter de Milão e Roma na Itália e o PSG da França. Ainda é a patrocinadora oficial das Seleções Brasileira e Portuguesa, além de alguns clubes no Brasil e em Portugal, como Corinthians, Estoril e Rio Ave.

Já na NBA a empresa é a única fornecedora de material esportivo, diferente do futebol, na liga de basquete americano a negociação para o fornecimento de material é feito diretamente com a federação da liga e não de forma individual com cada time. A NBA é patrocinada pela Nike desde a temporada 2017/2018 e ainda patrocina diversos jogadores para utilizar a sua marca, como o já citado Lebron James do Los Angeles Lakers, Kyring Irving e Kevin Durant do Brooklyn Nets e o grego Giannis Antetokounmpo do Milwaukee Bucks, são alguns exemplos.

Na NFL o modelo de negócios funciona igual a NBA, sendo a Nike a fornecedora oficial de material esportivo para todas as 32 franquias da liga. Um contrato que se estende de 2020 até o ano de 2028 e que custou em torno de 1 bilhão de dólares à marca. Além disso, a Nike patrocina jogadores individualmente dentro da NFL, como o quarterback Baker Mayfield do Cleveland Browns, O Running Back, Saquon Barkley do New York Giants, além do Wild Receiving também dos Browns, Odell Beckham Jr. que possui o maior patrocínio de um jogador na história da liga, girando em torno de 25 milhões de dólares por ano. 

 Levar os patrocínios para atletas se mostrou um sucesso ao longo da história, muitas delas fizeram sucesso e tiveram uma grande importância para o desenvolvimento da Nike, como a parceria com o ex-astro da NBA, Michael Jordan.

Parceria entre Nike e Michael Jordan

Esse é provavelmente o maior caso de sucesso em marketing esportivo já visto na história, a fusão entre a fornecedora de material esportivo e o então maior jogador da história do basquete não poderia dar mais certo. Para se ter uma melhor dimensão do sucesso, o patrocínio da Nike para com a NBA citado anteriormente não irá exibir o símbolo da empresa, mas sim o Jumpman, símbolo da marca de produtos na parceria com Michael Jordan. 

Porém, essa parceria começou ainda quando Jordan atuava como jogador, em 1984 e rendeu ao jogador mais de 1 bilhão de dólares ao longo dos anos. Ao se aposentar a parceria seguiu e eles unificaram as suas marcas após o astro do basquete quase recusar a parceria. Jordan estava propenso a assinar um contrato com a rival Adidas, mas foi aconselhado pelo pai a seguir com a Nike, devido ao fato da empresa estar disposta a lançar a sua linha de tênis.

Então, surge a linha “Air Jordan” que foi um sucesso absoluto nos Estados Unidos e em todo o mundo do basquete, tendo diversas versões lançadas ao longo dos anos e sempre se mantendo como referência para prática do esporte da bola laranja. O sucesso da parceria foi tão grande que durante a pandemia do Covid-19, a marca Jordan foi a única das parceiras da Nike que apresentou um crescimento considerável, algo em torno de 15% no período.

Produtos que marcaram época

- Continua Depois da Publicidade -

A linha “Air Jordan” foi um dos vários produtos da Nike que fizeram história, mas existiram muitos outros em diferentes esportes, afinal a empresa é referência para todos os segmentos e desenvolveu algumas tecnologias de sucesso ao longo dessa jornada, revolucionando o mercado em determinados momentos.

Nike Total 90

Essa foi provavelmente a chuteira de futebol mais marcante de todos os tempos quando falamos de preferência popular. Qualquer pessoa ligada ao esporte e que tenha uma média de 30 anos de idade deve se lembrar do produto que era a fonte de desejo de quase todos que jogavam futebol na época.

A chuteira ganhou ainda mais visibilidade por ser usada por craques do futebol, como  Roberto Carlos, Luís Figo, Ronaldo Fenômeno, entre outros. Como uma partida de futebol tem duração de 90 minutos, a propaganda do produto garantia que ela oferecia um conforto total durante esse período, assim a chuteira que apresentava um design moderno e diferente para sua época, passou a ser chamada de “Nike Total 90”.

Nike + Apple

Outro produto ou serviço que a empresa lançou e marcou época foi a parceria com a gigante do ramo de tecnologias, Apple. O objetivo na época era fazer uma ligação entre a prática esportiva e o desenvolvimento tecnológico que a cada dia vinha ganhando mais espaço.

Diante dessa necessidade surgiu o Nike+iPod, que revolucionou o mundo da prática de corridas esportivas. A fusão criou uma tecnologia que era ligada entre os tênis Nike+ e o iPod e que permitia que as pessoas tivessem acesso a informações da sua prática esportiva, como monitoramento cardíaco, contagem de passos, distância percorrida, velocidade média e queima de calorias. Algo totalmente inovador para o período, em 2006. 

Com o passar dos anos, todas as tecnologias evoluíram e essas opções hoje estão presentes em praticamente todos os aparelhos celulares, através de aplicativos ou até mesmo em smartwatches. Mas o crescimento dessa indústria se deu graças ao início dessa parceria.

Nike Air: A inovação

Toda grande empresa que obtém sucesso mundial teve em sua história momentos, tecnologias, produtos ou serviços que mudaram o mercado do seu ramo ou segmento e com a Nike não foi diferente. Além das fórmulas e parcerias de sucesso e de produtos diferentes como a mencionada chuteira Nike Total 90, a empresa construiu diversas inovações na sua jornada, dentre elas a Nike Air.

A Nike Air é o nome dado a tecnologia de amortecimento da empresa, desde 1978, quando a empresa passou a ter o nome que tem hoje, esse sistema começou a ser desenvolvido, com o objetivo de trazer mais conforto e leveza para os seus usuários, objetivo que se mostrou alcançado nos anos subsequentes.

O sistema iniciou sendo formado por uma bolsa de ar que ficava entre o fundo e o solado dos tênis, oferecendo um amortecimento muito confortável e maior flexibilidade, versatilidade e durabilidade do sistema que não ficava exposto. 

A tecnologia de amortecimento foi desenvolvida por um ex-engenheiro da Nasa, chamado Frank Rudy e passou por alguns aperfeiçoamentos nos dois primeiros anos, quando em 1979, a empresa lançou o tênis Nike Tailwind. Os sistemas de ar que realizavam o processo de amortecimento não eram visíveis, por isso o nome Air (que traduzido literalmente para o português significa, ar).

A evolução contínua

Com o passar dos anos a linha de produtos “Air” continuou a ser lançada e melhorada ano após ano. Os primeiros modelos trouxeram alguns problemas para uso ao longo do tempo, pois o sistema de amortecimento acabava trazendo alguns problemas físicos, o que foi corrigido pouco depois.

Então, o modelo lançado em 1987 trouxe bolsas de ar muito maiores e com uma dispersão de força e impacto muito melhor, além disso as bolsas de amortecimento estavam visíveis agora, o que tornava mais fácil a identificação da marca. A empresa continuou investindo e lançado novos modelos da linha Air nos anos seguintes, modelos como o Nike Air Max 180, o Nike Air Max 93, Nike Air 95 e outros mais, sempre trazendo pequenas mudanças entre um modelo e outro.

O tênis da linha Air lançado no ano de 2006 voltou a trazer algo muito diferente e inovador ao mercado. Ele não possuía a entre sola, apenas um sistema aberto de ar e que foi o modelo mais leve já lançado por essa linha.

Polêmicas

Como toda grande empresa a Nike enfrentou alguns problemas ao longo da sua jornada, críticas referentes ao sistema de trabalho em alguns países, envolvimento com causas sociais são alguns dos exemplos. Porém, a empresa conseguiu contornar todos esses problemas e se manter sempre com uma boa imagem, sendo ainda a empresa que mais vende material esportivo em todo mundo.

Acusações de Exploração

A empresa enfrentou ao longo dos anos acusações de exploração dos seus funcionários em alguns lugares do mundo, onde as acusações eram referentes a longos períodos de trabalho, salários baixos e até mesmo trabalho infantil, o que poderia ser considerado uma forma de trabalho escravo dentro das fabricas de produção da empresa.

A primeira polêmica aconteceu no ano de 1996, quando uma revista chamada “Life” divulgou fotos de um pequeno garoto do Paquistão, de 12 anos de idade, fazendo a costura de uma bola de futebol da marca. Alguns anos depois, em 2011 a empresa foi acusada de colocar funcionários chineses em perigo, a razão seria a utilização de poluentes que além de pôr vidas em risco, segundo grupos ativistas, estavam poluindo os rios da China com os produtos químicos utilizados no processo de fabricação dos produtos.

Outros problemas

No ano de 2003 uma grande tragédia aconteceu em Bangladesh, em um prédio que até poucos meses antes era de funcionalismo da Nike e que desabou, matando mais de mil pessoas na hora. A empresa havia acabado de sair das locações, o que não foi por acaso, pois um mês antes uma fábrica de produção de roupas esportivas de uma concorrente pegou fogo e matou mais de 100 pessoas, o que fez com que a Nike fizesse uma reavaliação do seu funcionamento no país.

Em 2006 a Nike ainda foi acusada de trabalhar com inúmeros fornecedores que estariam fora dos padrões mínimos exigidos de saúde e segurança para os trabalhadores, o que fez com que a empresa tomasse medidas para reverter o quadro e acabar de vez com essa imagem negativa.

Ações e Soluções

Depois desses episódios a empresa buscou soluções para combater o máximo possível problemas que pudessem acontecer tanto nas suas fábricas de produção, quanto de seus fornecedores. A Nike estava tentando acabar de vez com essas especulações e acusações, buscando assim algumas ações que iriam melhorar a imagem da organização.

A primeira ação foi a criação de cargos de monitoramento da própria empresa, assim poderiam ter um melhor controle sobre seus fornecedores. O objetivo era impedir jornadas de trabalho excessivas, pagamentos de salários justos e condições de trabalho dignas em todas as suas sedes pelo mundo. Os cargos estavam presentes em todas as etapas de produção da marca, desde as confecções até as pesquisas e desenvolvimento dos produtos.

Outra ação foi a substituição de matérias poluentes e agressivos para a saúde dos seus funcionários, como a troca da cola a base de petróleo por uma a base de água, que era muito menos prejudicial a saúde e não diminuía a qualidade dos produtos, afinal esse também era outro aspecto que a empresa precisava se preocupar. Aqui a criação dos cargos de monitoramento foram importantes também, pois asseguravam que a utilização de materiais perigosos ou poluentes também não seriam utilizados pelos seus fornecedores ou parceiros.

 Parceria e Patrocínio polêmicos: Colin Kaepernick

O então quarterback do San Franscisco 49ers passou a travar uma batalha contra a liga da NFL, ajoelhando durante o hino nacional em forma de protestos, o que gerou uma grande divisão social no país a respeito do tema. Desrespeito ou Protesto? 

Então, em 2018 a Nike anunciou o fechamento de um novo contrato com o jogador, com o qual já possuía vínculo desde 2011, para campanhas de marketing  a longo prazo, onde o atleta iria possuir uma linha própria de produtos como sapatos e vestimentas em geral. Segundo Kaepernick, os interesses do contrato eram apenas voltados para negócios e que a marca não buscava dar visibilidade a sua causa, mesmo com atleta sendo colocado no patamar dos jogadores principais da NFL, ganhando um contrato de milhões de dólares. 

Ainda assim, a ação dividiu algumas opiniões nos Estados Unidos, a Nike teve apoio da grande maioria dos atletas e associações que lutam pelos direitos e igualdade das pessoas negras. Por outro lado diversas pessoas em torno do país realizaram protestos contra a atitude da empresa, queimando camisas, removendo a sua logomarca, entre outras ações onde algumas instituições até removeram a linha dos seus uniformes.

O resultado foi imediato e na segunda semana as ações da Nike tiveram uma queda de quase 2,5%, mesmo com o sucesso das vendas online que a empresa tinha conseguido no mesmo período. Porém, alguns meses depois a Nike voltou a ter um aumento nas suas vendas e os produtos da linha do jogador passaram a ter ainda mais vendas. Isso aconteceu muito em conta da intensificação dos protestos contra a violência policial contra as pessoas negras nos EUA, a causa estourou após a morte por asfixia de George Floyd, causada por um policial.

Nike: A número 1

A Nike melhorou muito a sua política de produção ao longo dos anos e se mostra em crescimento contínuo ano a ano, conseguindo se manter sempre no topo, sendo a empresa número um em venda de materiais esportivos.

Atualmente a empresa tem quase 30 mil funcionários em todo o planeta, operando mais de 200 fábricas de produção própria e inúmeras lojas pessoais que estão presentes para vendas presenciais em quase 190 países, além de todo os processos de fornecedores e parcerias com outras empresas. 

Tudo isso faz com que a Nike seja e deva continuar por muito tempo como a principal empresa esportiva do planeta, voltada para todos os públicos e conseguindo faturamento de mais de 3 bilhões de dólares com a venda de materiais esportivos voltados para o público feminino e vendendo mais de 250 milhões pares de tênis anualmente, arrecadando mais de 16 bilhões de reais a empresa mostra toda sua força e continuará fazendo a diferença neste mercado agora e no futuro. 

VEJA TAMBÉM: Americanas é confiável? Confira análise da loja online

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -