HomeEspiritualidade & ReligiãoLiturgia diária: evangelho do dia de hoje para transformar sua vida

Liturgia diária: evangelho do dia de hoje para transformar sua vida

-

A liturgia diária foi criada pela Igreja Católica, e acontece no momento em que se celebra e se proclama as escrituras sagradas na igreja. No cristianismo, essa leitura se faz através de versículos da Bíblia como uma forma de evangelizar.

Dentro da igreja Católica, a proclamação do Evangelho ou da Palavra é fundamental durante a celebração da missa, principalmente a liturgia diária, que se faz essencial para falar sobre a história de Cristo. Sendo assim, essa é uma tradição e faz parte do Rito de qualquer celebração, mesmo que seja feita de forma simplificada. A verdade é que essa proclamação é feita através de elementos litúrgicos presentes na Bíblia, que contém a presença de Cristo.

A presença de Cristo é vista na Liturgia Diária, e ela é falada diariamente na Igreja, lendo as Escrituras Sagradas. No Concílio Vaticano II, houve uma reforma litúrgica, executada por Papa Paulo VI, onde era preciso levar em consideração a importância das escrituras durante as celebrações e por isso, a Palavra passou a ser promovida diariamente.

Com essa mudança e adaptação da Palavra da Liturgia, se transformou em Liturgia Diária, e agora é necessário sempre desenvolver o amor pelas escrituras, e tudo que é dado em seu testemunho, como um rito, uma tradição.

Durante as celebrações e missas, a palavra de Deus é o que reina e todo o Concílio é pedido, para se expressar de forma importante, para que as leituras sejam feitas de forma para serem entendidas. A valorização desse Concílio aconteceu, ao propor mais escuta da Palavra durante as Missas, para que os textos bíblicos passassem a ser lidos em maior quantidade, além de consagrar a possibilidade de proclamar os textos da língua vernácula, que também está presente na Bíblia, e pode ser entendida por todos de forma facilitada.

- Continua Depois da Publicidade -

Bíblia

Liturgia diária: evangelizar

Na Liturgia Diária que acontece na missa, a leitura é feita do Evangelho, nesse ponto, é essencial que a Palavra seja atribuída a uma veneração maior. Isso porque essa leitura é diferente de outras e possui honras especiais, já que se trata de bençãos e orações separadas para quem faz.

Outro ponto importante é sobre os fiéis que nesse momento durante a leitura, aclamam e reconhecem o próprio Cristo que se encontra presente entre eles. Então se confessam, sobre a presença e escutam a leitura de pé, já que ela tem uma veneração por ser do Evangelho.

O Evangelho é como se fosse toda a história de Jesus Cristo, e sua doutrina. Ele é composto por quatro livros diferentes, sendo cada um deles, composto por trechos do Novo Testamento. Normalmente esses trechos são lidos durante a Liturgia Diária que acontece na missa.

O termo evangelizar vem de divulgar a palavra de cristo, e o Evangelho é o livro escrito, pelos evangelistas, que são aqueles que propagam essas histórias sobre o filho de Deus. A Bíblia contém quatro Evangelhos dentro do novo Testamento, que servem para contar mais da história de vida de Jesus, com todos os acontecimentos que ele presenciou em sua estada na terra.

Os principais autores dos livros do Evangelho são Marcos, Mateus, João e Lucas, que foram reconhecidos pelo Cristianismo e por isso, receberam o nome de Evangelhos Canônicos. Na Bíblia existem outros, mas Tomé e Judas, são os outros dois mais conhecidos, mas não reconhecidos pela igreja em razão de serem considerados Evangelhos Apócrifos.

As mensagens que são lidas na Liturgia Diária, se dão através de leituras das histórias presentes nos livros dos Evangelhos. São proclamações e leituras Bíblicas, que estão presentes tanto no Novo quanto no Velho Testamento, e correspondem as Escrituras Sagradas, contando a história da salvação. Durante a leitura do Salmo Responsorial, todos também ficam de pé.

Este salmo quando lido na Liturgia Diária, tem grande importância, já que oferece a Palavra de Deus, e é como se fosse uma poesia Bíblica de tão poética, só que feita em forma de reza e oração. Esses são os Salmos, muito conhecidos e proclamados diversas vezes na missa, recomendada e falada uma estrofe de cada vez. Em alguns casos é até cantado dentro das igrejas.

- Continua Depois da Publicidade -

Essa cantoria que também é conhecida pela igreja como a Aclamação do Evangelho, tem um sinal de veneração, onde a leitura é cantada por todos os presentes, e no refrão sempre existe a palavra “Aleluia”. Durante a Quaresma os refrões que possuem aleluia são substituídos por outra palavra.

Evangelizar

Mensagem evangelho do dia

O evangelho do dia e a Liturgia Diária são escolhidos em algum momento, por alguém. Mas quem é essa pessoa? E como ela determina qual vai ser o trecho lido? A verdade é que toda a igreja tem alguém que realiza essa tarefa.

O Concílio Vaticano II, fez uma proposta para mudar e assim os fiéis poderiam assumir mais responsabilidades assim como participar da escolha da Liturgia Diária. Assim todos teriam mais controle e uma consciência mais plena de como a igreja faz para preparar essas leituras e seleciona a Palavra a ser lida.

A escolha da mensagem do Evangelho segue um parâmetro que na maioria das vezes leva em consideração a celebração como um todo. É como se fosse uma aula a ser preparada pelo professor. Sendo assim, toda a celebração gira em torno do Evangelho escolhido, e é ele quem conduz tudo o que será celebrado.

Quando a mensagem parte do Antigo Testamento por exemplo, ela é feita pelos Padres, e fala mais sobre o período obscuro e como tudo iria melhorar depois no Novo Testamento. Essas mensagens sobre a Sombra e a realidade, são bem presentes em celebrações, pois fazem um contraste entre o período antes e depois de Cristo.

Normalmente a Liturgia Diária escolhida para ser lida no domingo, são duas, onde uma delas narra os fatos da época, e a outra sobre os atos dos Apóstolos que pode chegar até o Apocalipse, dependendo do momento em que a missa estiver sendo realizada.

Porém, é importante entender que leitura do Evangelho são divididas em várias fases, e pode contada como 3 anos distintos, o A o B e o C. Durante a leitura do ano A, as mensagens escolhidas são do livro de Mateus, já na fase B, o Evangelho é de Marcos e no ano C o escolhido é Lucas.

- Continua Depois da Publicidade -

O Evangelho de João pode variar entre alguns momentos mais importantes para a igreja. Sendo assim a proclamação de João, pode acontecer em meio aos outros anos e ao longo das celebrações que acontecem, as partes principais e centrais da Bíblia como Apocalipse e Gêneses, podem aparecem de vez enquanto.

Durante a Missa, quanto é feita a Liturgia Diária e o Evangelho é lido, vários pontos podem ser levantados pelo que pode ser atribuído a própria veneração dos livros. Todo Cristão sabe o quanto a Palavra é importante para a história, mas são os ministros que anunciam como ela será feita.

Além do Evangelho, a Homilia que é feita depois da Liturgia, se trata como uma explanação do que foi dito durante as leituras da Escritura Sagrada. O texto é escolhido no dia para a Missa, através do Sacerdote ou do Diácono, e é uma das principais partes da celebração. Durante a leitura, é preciso se fazer entender, portanto escolher alguém que saiba fazer uma boa leitura e tenha boa dicção é fundamental para que os fiéis consigam entender o que diz a leitura litúrgica.

Além disso, depois da Homilia, as orações continuam e todos se levantam para que as solenidades e outras orações sejam feitas como o Credo, o Pai Nosso e a Ave Maria. Essa finalidade da Missa envolve todo o povo, que responde a algumas palavras que são lidas da Bíblia durante a Homília, mas que como regra tem uso litúrgico e diz respeito aos grandes mistérios da fé, que é seguido pela Eucaristia.

O ministério que acontece durante a Liturgia da palavra, se dá através de Evangelhos que são proclamados pelo Presbítero ou pelo Bispo, que quando não estão presentes são substituídos pelo Diácono.

De acordo com o que diz a tradição, as leituras possuem a principal função de proferir tudo aquilo que não é presente, mas pode ser ministerial e por esse motivo pode ser dito por um leitor.

Quem faz a proclamação da Liturgia da Palavra, são leitores e normalmente pessoas que participam ativamente da igreja, mas também pode ser qualquer pessoa leiga. Do mais, quando os responsáveis por fazer as leituras do Evangelho não puderem estar presentes eles podem ser substituídos por sacerdotes e outras pessoa que pertencem a congregação, ou que apresentam a celebração.

Liturgia Diária - Homília

Palavra do dia

A palavra do dia é aquela escolhida para ser lida, como uma mensagem. Assim como a Liturgia Diária, que também faz parte de trazer uma mensagem do Evangelho, dos Salmos ou de outros livros importantes que estão presentes na Bíblia.

Quando se escolhe a palavra a ser lida e a lê, ela deixa de ser uma escritura e passa a ser palavra Viva, como se estivesse sendo dita por Cristo ou por Deus. Por isso tal importância durante as celebrações, de prestar a atenção nos livros que estão sendo lidos. Foram grandes profetas que escreveram as páginas lidas, e é necessário receber o que está sendo lido.

Embora se tenha consciência que algumas leituras são mais difíceis de serem entendidas, é preciso prestar atenção em todas. As formas como elas são escolhidas, todas as leituras seguem um direcionamento, com começo meio e fim e por isso ouvir a Palavra do Dia em silencio se faz fundamental.

Assim como a Liturgia Diária, a Palavra escolhida que faz parte de uma sequência de trechos que serão ditos e acompanhados ao longo da celebração. Compreende-se das regras que nada pode ser omitido, modificado ou lido de forma subjetiva durante esses momentos, assim como não se deve substituir qualquer trecho do texto.

A Palavra do Dia que é lida durante as celebrações, precisa ser estudada e meditada de acordo os ensinamentos que são passados. Existem parábolas que produzem lindas mensagens que quando percorre o caminho correto acaba fazendo com que os fiéis entendam o real sentido da Palavra e toda a Liturgia Diária que é feita dentro da igreja.

Palavra do Dia

Liturgia da Palavra:

A Liturgia da Palavra é considera por muitos o diálogo de Deus com o amor dos homens. É como se através dos trechos da leitura escolhida, fosse possível saber que ele está vivo, que ele existe, e relacionar toda sua sabedoria através da leitura da Liturgia Diária através da Palavra.

Quando se trata de Escrituras Sagradas dentro da igreja, os livros dos Evangelhos representam as falas de Deus e Cristo que fala e passa uma mensagem diferente ao seu povo. No catolicismo isso é muito comum, principalmente no que diz respeito sobre as leituras ao longo da celebração da missa.

Durante as celebrações, várias leituras são escolhidas para serem lidas, assim como a sequência de uma série de etapas que são seguidas ao longo da missa. As leituras de Homília, onde Deus fala sobre mistérios de salvação e redenção, e também oferece alimentos para o espírito, tudo é feito através do canto do silencio e das palavras lidas na Bíblia.

A Liturgia da Palavra que é feita durante a celebração da Missa, se inicia com a Primeira e a Segunda Leitura, que são feitas também por trechos da Bíblia, que revelam mensagens sobre a igreja e a salvação do mundo.

Durante o momento das leituras cada trecho informa e fala sobre a fé, mas também sobre como o nosso modo de agir e ver as coisas pode ser uma grande provocação aos olhos de Deus.

As leituras dos salmos que são feitas na Liturgia Diária servem para preparar os fieis para as palavras de Deus, que estão presentes na Bíblia em cada um dos livros escritos por apóstolos e Evangelhos. Durante a leitura, normalmente a disposição dos trechos escolhidos é feita de uma maneira que faça sentido de ser ouvida, para que a história siga um caminho.

Por exemplo a Primeira Leitura é tirada do Velho testamento, enquanto que a Segunda é do Novo, e assim elas seguem uma sequência de fatos do que é descrito na Bíblia.

Liturgia Diária

Primeira leitura

Durante a missa, a Primeira Leitura diz respeito ao primeiro trecho da Bíblia que é lido, normalmente ela acontece durante a Liturgia Diária. Esse primeiro trecho na grande maioria das vezes é retirado do Antigo Testamento, e fala sobre os atos dos Apóstolos em grande parte do ano litúrgico que é representado na igreja em tempo Pascal.

Depois da Primeira Leitura, segue o Salmo Responsorial, e depois acontece o Rito Romano. Na Liturgia Diária da igreja, essas leituras são feitas através do que se chama de Lecionário. Na Primeira Leitura nenhuma parte do texto bíblico pode ser retirada, resumida ou substituída de forma alguma.

Sempre que houver uma relação da leitura atual, com algum trecho ou texto do Evangelho, não se pode modificar em nada o que está escrito. Além disso, é preciso que ela seja feita de uma forma que a compreensão seja fácil de entender, para que a mensagem seja entendida pelos fiéis.

Durante a Primeira Leitura da Liturgia Diária, uma exclamação é feita ao final, onde quem está lendo diz: “Palavra do Senhor” e todo os demais presentes respondem: Graças a Deus”.

Velho Testamento

Segunda Leitura

Já na Segunda Leitura da Liturgia Diária, o trecho escolhido pertence ao Novo Testamento, e também faz parte dos momentos importantes da Missa. Ela é feita logo após a leitura do Salmo e do Rito Romano. Durante os domingos, e dias mais festivos da Igreja, essa Leitura acaba sendo escolhida entre os livros do Apocalipse ou de atos dos Apóstolos, com algumas epístolas.

Durante a Segunda Leitura, o trecho escolhido precisa ter uma relação ou estar ligado ao texto da Primeira Leitura. Essa escolha é fundamental para que a compreensão da mensagem fique clara para os fiéis e presentes.

Após encerra a leitura do segundo trecho, a exclamação dita pelo Leitor é: “Palavra do Senhor”, e os presentes também respondem: “Graças a Deus”.

Novo Testamento

Maneira correta de ler a Bíblia

Fazer a leitura da Bíblia corretamente é fundamental para que a Liturgia Diária tenha sentido. De nada adianta ler vários versículos, várias páginas sem tirar nenhum entendimento daquilo. Existem algumas maneiras corretas para fazer a leitura da melhor forma, para tirar o máximo de proveito da Palavra.

As Escrituras Sagradas acabam sendo um verdadeiro manual para a vida, algumas pessoas até acreditam que ela responde grandes questões sobre propósito e de como existe a maldade do mundo, etc. Sendo assim, a Bíblia vai além de um livro, mas assim como qualquer um é preciso estuda-la constantemente para entender tudo que está escrito nela.

Pensando sobre a Liturgia Diária, muitas pessoas leem a Bíblia como se estivessem rezando, e essa pode ser uma forma de praticar a leitura, ao tentar interpretar aquilo como se fosse outra pessoa e pode ser uma boa estratégia. Caso contrário, existe muita dificuldade em conseguir interpretar durante a leitura, já que ela é rebuscada e possui um linguajar mais complicado de entender com palavras difíceis. Se esse for o caso, encontre uma versão mais simples e de fácil leitura.

A Bíblia originalmente foi escrita em hebraico e depois traduzida por diversas vezes em vários idiomas diferentes, e assim como a Liturgia Diária precisa ser entendida, muitos outros livros da Bíblia possuem palavras complicadas e difícil de entender. E quem não entende, não lê.

No mercado se encontra algumas traduções mais simplificadas que foca principalmente naquilo que é necessário para o estudo e com isso, são ótimas opções para ser usadas durante a devoção.

Outro ponto importante sobre ler a Bíblia corretamente, é que não precisa começar do começo. Embora ela seja um livro, ela não é um livro de história comum que precisa começar do começo. Existem 66 livros diferentes presentes e por isso, pode-se começar por qualquer um deles, mas existe sequências que precisam ser respeitas.

Por exemplo, para quem está começando, o melhor livro para dar início aos estudos é no Evangelho de João que pertence ao Novo Testamento.

Para entender melhor a Liturgia Diária é preciso ler os contextos de cada verso ou versículo. Por isso se faz tão importante o estudo das histórias, é preciso ter em mente quem foi que escreveu, sobre qual perspectiva e sobre o que ele está falando, como se fosse uma interpretação de texto mesmo.

Liturgia diária: Comentada

A Liturgia Diária sempre que é escolhida, possui uma sessão de comentários de algumas editoras, como é o caso da Paulus. Com isso, todas as passagens da Bíblia que são separadas em trechos para serem lidas e estudadas através da leitura litúrgica, passam a fazer parte também de toda uma estrutura canônica, como é o caso da sequência que envolve uma celebração.

Por exemplo, a Liturgia Diária envolve trechos dos Evangelhos, atos dos Apóstolos e passagens do Velho e do Novo Testamento, que são escolhidas para seguir um caminho e conseguir levar entendimento a quem lê ou escuta. Dentro dessa série de materiais, é separado a Primeira Leitura, o Salmo Responsorial, a Segunda Leitura, o Evangelho, e então tudo isso passa a ser comentado.

Quando se está assistindo à celebração na igreja, quem faz os comentários são o Padre, mas existem outros veículos de comunicação que também fazem o acesso e ensinam trechos das Escrituras Sagradas e por isso, é possível ter diversos tipos de comentários.

No caso da Paulus, a editora cria seus comentários através do seu site e também em livros. Sendo assim, quem tem interesse em ler e estudar um pouco mais da Bíblia, pode fazer em paralelo com seus livros, que explicam e comentam as passagens para quem tem dificuldade em entender o que diz no livro sagrado.

Liturgia Diária

Liturgia diária CNBB gratuita

O site da CNBB oferece Liturgia Diária de forma gratuita e também explica partes e trechos da Bíblia para facilitar e auxiliar quem está fazendo o estudo do livro. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove uma missa junto com a Comissão Episcopal e orienta toda a caminhada da Catequese no país.

Atualmente a comissão é constituída do arcebispo Dom José Peruzzo que é o presidente e atua em Curitiba, além do Padre Jânison de Sá Santos que é seu assessor, e a Irmã Izabel Patuzzo que é assessora. E todos desempenham a função de organizar grupos para a catequese no Brasil.

O grupo promove discussões sobre a Liturgia Diária em grupos de reflexão sobre a Bíblia e a Catequese nacional, e o site mostra como toda a iniciativa da Comissão trabalha e quais as informações que oferecem, além de possuir diversos conteúdos informativos para quem quer se tornar catequista.

É como se fosse uma revista virtual, com Liturgia Diária, e muitas informações mais aprofundadas sobre a Bíblia e o universo da catequese. Além disso, toda a Doutrina da igreja, consegue desenvolver assuntos atuais, principalmente com temas de espiritualidade que conseguem conectar as pessoas com relevância.

A Liturgia Diária praticada pela CNBB envolve documentos mais simples para o estudo feito por crianças e jovens. A catequese envolve e expressa novas palavras para que o ensino da religião e das palavras de Deus seja feita de forma simples e inteligíveis para os ritos litúrgicos, de orações, sacramentais e sobre os valores que envolvem toda a moral cristã.

Porém, todas as leituras são feitas e explicadas através de canais com interlocutores e grande parte dos assuntos envolvem inspirações voltadas para iniciantes dentro da religião. A catequese faz esse trabalho e através do portal da CNBB também é possível fazer isso a distância.

Quando se fala sobre a catequese, é preciso levar em consideração e entender a diferença entre essa Liturgia Diária e a eucarística. A principal diferença entre as duas se dá sobre a parte do momento em que elas acontecem na missa.

A Liturgia Diária acontece desde o começo, quando o contato da Palavra é direto com Deus, e nesse momento, todas as leituras são feitas em forma de prece para todos os fiéis, enquanto que a Liturgia Eucarística aparece só depois do ofertório e se estende até o final das orações. Porém, tem sua importância já que acontece até que se dê início a Comunhão.

Quem faz Catequese aprende essas distinções, principalmente durante o último ano quando o jovem passa pela confissão e faz a 1ª Comunhão. E essas explicações e treinamentos são dados durante a educação, além de várias reflexões sobre o Evangelho e a Liturgia Diária.

Catequese - Liturgia Diária

Liturgia diária Paulus: Como adquirir?

A Instituição Paulus desenvolveu e publicou diversos livros com a Liturgia Diária de datas importantes da igreja Católica, assim como meses e vários trechos da Bíblia comentados e explicados para facilitar os estudos.

Quem deu início a carreira religiosa foi Tiago Alberione, que nasceu na Itália, filho de modestos agricultores, confirmou que sua vocação era de ser Padre quanto tinha apenas 6 anos de idade. Com tantas mudanças sociais, o sonho do jovem Padre era de fazer algo realmente relevante para a humanidade.

Com isso, em 1914, realizou um sonho e fundou o que hoje chamamos de Pia Sociedade de São Paulo – Paulus. Uma instituição que tem como principal objetivo evangelizar quem precisa.

O principal objetivo da Pia é de evangelizar e levar apoio além de explicação da Liturgia Diária a todos os que buscam por mais conhecimento e querem ficar próximos de Cristo e se tornar um cristão melhor.

A missão é que cada pessoa tenha progresso em sua mentalidade, para criar uma nova imagem sobre a religião. Segundo o que o próprio fundador da Instituição dizia, não se trata de religião, mas é preciso que os cristãos se reconheçam e aprendam mais sobre a vida de Deus, sobre teologia, etc.

De acordo com o que é oferecido pela instituição, ela é bem semelhante a uma Universidade Católica, que ensina diversos cursos, porém apresenta os materiais e conteúdos de forma cristã.

Em 1931 a Pia se instalou em São Paulo, e com isso, trouxe novos membros da igreja para fazer parte do time. A primeira ação realizada foi de assumir o Jornal La Squilla, que pertencia a uma colônia de italianos imigrantes que moravam na capital paulista.

Depois disso, partiu para a publicação de livros e então a editora foi criada e o primeiro Santo Evangelho foi impresso. Depois de ter mais de mais 10 mil exemplares tirados, a produção dos livros aumentou e o foco ficou de falar sobre o cristianismo e a Liturgia Diária. Atualmente existem várias obras publicadas pela editora, todas voltadas para conteúdos mais religiosos ou pelo menos escritos de forma cristã, e muitos periódicos.

Apesar de ter uma demanda muito grande na sua área de atuação, hoje os periódicos contêm material litúrgico com comentários e explicações sobre a Liturgia Diária, que são bastante populares entre os materiais vendidos.

Liturgia Diária - Paulus

Como usar?

A Liturgia Diária pode ser usada como uma forma de estudo para quem tem interesse em aprender mais sobre as Escrituras Sagradas. No site da editora da Paulus, além de notícias também há publicações de trechos da Bíblia, com comentários e explicações sobre os Evangelhos e também sobre outros livros.

A melhor maneira de usar o site é junto com a leitura, e também mantendo-a em dia. Como já foi mencionado algumas formas de como ler a Bíblia de forma correta. Acompanhar as novidades sobre a igreja e também acompanhar as colunas que são publicadas com frequência, debatendo e falando sobre assuntos de alguns livros, sobre alguns apóstolos e Evangelhos.

A editora Paulus também tem um Podcast, onde mantém os ouvintes atualizados dos eventos e de datas importantes da igreja, fazem uma leitura de Liturgia Diária e comentam sobre ela com algumas participações.

A loja virtual que está disponível no site também possui diversas obras publicadas da editora, com todas as Liturgias Diárias, embora algumas estejam indisponíveis, que podem ser compradas em conjunto ou de forma individual. Os demais livros que estão disponíveis para compra pertencem ao mesmo assunto, e falam de espiritualidade, teologia e diversos outros assuntos voltados para a religiosidade.

São ótimas opções para dar de presente a quem gosta do assunto, ou também para incrementar os estudos da Bíblia e da Liturgia Diária.

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -