HomeTelefonia & ComunicaçõesGalaxy A50 é bom? Saiba tudo sobre o Smartphone

Galaxy A50 é bom? Saiba tudo sobre o Smartphone

-

Galaxy A50: De uns tempos para cá, a tecnologia se tornou a coisa mais importante que nós temos. Antigamente, ninguém dava a mínima para ela, talvez porque ela não existisse ainda, ou só porque não havia sido descoberta.

A tecnologia é muito mais do que smartphones, computadores, TV ou internet. Tecnologia é se conectar com o mundo, é estar no Brasil e conversar com alguém do Japão. É ficar ligado nas notícias ao redor do planeta e muito mais. É, principalmente, usá-la para criar outras tecnologias.


O interessante disso tudo é que a tecnologia não envolve apenas eletrodomésticos ou aparelhos eletrônicos, e a prova disso é não só a internet, mas a realidade virtual, a realidade aumentada, a inteligência artificial. O espaço físico e digital está cada vez mais se fundindo, e isso todos nós sabemos e percebemos, tendo provas todos os dias.


O mercado da tecnologia, por exemplo, está grande e não para de crescer, isso porque são novidades que todos ficamos interessados, ou seja, dá a chance de novos empreendedores aparecerem para investir e melhorar a situação com soluções importantes para a sociedade desse século e do século seguinte. Talvez esse seja o momento perfeito para se investir na tecnologia e transformar tudo em digital, quem sabe.


Uma tendência de todo esse mercado tecnológico é a Inteligência Artificial, um assunto que muitos conhecem e que, porém, não sabem do que se trata, ainda que não seja uma novidade e que está ficando um pouco mais popular a cada dia, alcançando empresas, empreendedores e o mundo todo. A inteligência Artificial é importante por muito motivos, mas um deles é: tornar tudo mais rápido e eficiente. Em resumo, você já parou para pensar como seria humano e robôs vivendo em conjunto?


Galaxy A50: Por que é tão importante ter um celular?

- Continua Depois da Publicidade -


O smartphone se tornou algo necessário em nossas vidas. Nos dias atuais, não há quase ninguém que não tenha esse aparelho, ao contrário de antigamente, onde só pessoas importantes com trabalhos importantes usavam o celular. Hoje em dia, não. É uma coisa que revolucionou o mundo. Uma coisa tão pequena e tão simples, que na verdade tem uma extrema importância em nossa sociedade. Ter um celular é uma forma de se incluir em grupos, de ter amigos, de não ficar de fora das novidades.


É possível trabalhar, se divertir, se comunicar com as pessoas ao redor do mundo, apenas com um pequeno smartphone nas mãos, de uma forma tão rápida e eficiente. Sair de casa sem o celular no bolso é impossível. Queremos nos comunicar, mandar mensagem, fazer ligações, tirar fotos, e, principalmente, verificar as redes sociais. Manter o contato, mesmo de longe, com quem quer que seja, é o que nos faz se sentir vivos, ainda que ficar vidrado no celular o tempo todo não seja lá muito saudável.


Saber das notícias nacionais e internacionais é só um detalhe. Há tanto o que fazer com o celular. Coisas boas e coisas ruins. É uma infinidade de possibilidades e vantagens. Escolher o modelo, a cor, a marca, até as funções, tudo isso mexe com a gente. De alguma forma, ter um celular é importante. Quem diria que as pessoas dos anos cinquenta, por exemplo, conseguiam viver sem um aparelho assim? Loucura, né?


Estar em contato com alguém e estar de olho no que acontece ao vivo, no mundo real através do mundo digital, é o tipo de passatempo que mais gostamos. É mais uma das tecnologias que, apesar de não ser uma novidade, ainda faz os nossos olhos brilharem. É a melhor forma de entretenimento que encontramos até hoje.


O que é necessário saber antes de comprar um smartphone?


É verdade que o mercado oferece muitos modelos de celulares para nós comprarmos, mas o que é preciso saber antes de dar o primeiro passo? Alguns brasileiros até viajam para aos Estados Unidos para poderem comprar modelos diferentes do que temos aqui, contando também com o preço que lá se torna muito mais barato. No entanto, é preciso saber muito mais do que o necessário antes de fazer isso. Nem tudo no Brasil funciona da mesma forma que os EUA, certo?


Afinal, é melhor comprar um celular novo ou usado? Com tantos lançamentos ao longo dos anos, é difícil escolher algo específico, principalmente com tantas concorrências. O importante mesmo, é ter em mente o que você precisa. Um celular caro, mas que é a sua cara? Um celular com tantas qualidades que vale o preço? Com certeza. Uma tela com alta resolução, uma bateria que dure bastante, uma câmera de alta qualidade, todas essas características podem ajudar na hora de comprar um aparelho, e não só isso, mas muito mais. Confira:


Memória interna: Não é fácil ter muito espaço em um celular para guardar música, vídeo, foto e principalmente aplicativo. Essa é provavelmente a coisa mais importante em um celular.


Tamanho da tela: Os celulares mais famosos são aqueles que possuem cinco polegadas, embora muitos achem estranho ter um celular grande. A resolução da tela é também algo importante de saber.

Sistema operacional: iOS, Android e Windows Phone são smartphones que possuem interfaces acessíveis e simples para quem está usando-o e é muito recomendado por especialistas. Mexer no aparelho basta para saber se ele foi feito para você.


Marcas de smartphones: as melhores e as piores

- Continua Depois da Publicidade -


Existe diversos aparelhos excelentes. Mesmo. Existe celulares por aí que você compra e não quer trocar por nada, por nenhum outro, e está disposto a pagar qualquer valor por aquele aparelho. Porém, também existe os piores, aquele smartphone que você passou raiva e não quer mesmo mais ouvir falar sobre ele.


A questão é: você sabe qual celular é a sua cara? Qual cabe no seu orçamento? Quanto você está disposto a pagar? Quais são as melhores e as piores marcas? O que você deve ou não comprar?


Pois é. Nem todas as empresas acertam quando criam um modelo. Muitas vezes, essas empresas nos trazem celulares estranhos, ruins, que não são compatíveis com a gente. Através de experiências de diversos usuários, além de estudos sobre preços e funções, foram escolhidos alguns dos piores smartphones de todos os tempos.


Kyocera Echo
O Kyocera foi provavelmente um dos piores e estranhos smartphones criados pela Android. De acordo com os que usaram, não valia a pena. Havia muito desdém por parte dos consumidores.


Vertu Signature Touch
Com o design caro, a construção do celular era bastante rígida. O Vertu Signature Touch tinha uma aparência como um corpo de titânio, o painel de trás luxuoso em couro de bezerro e uma tela sensível ao toque feita de vidro de cristal de safira. Diziam que o telefone era medíocre e não justificava o preço de venda.


Samsung Galaxy S5
Enquanto o Iphone já era feito de vidro e alumínio, o Samsung Galaxy S5 era feito de plástico. Isso explica tudo.


BlackBerry Passport
O que o torna um dos piores aparelhos é o preço, o design e a funcionalidade. Não era um aparelho Android e foi um dos smartphones mais curtos a ficarem em linha, ainda que amplamente fabricado. O fato era que era difícil usá-lo apenas com uma mão.


ZTE Open
Para um smartphone, era um aparelho muito simples e básico. Precisava de muitos mais recursos que os outros concorrentes, como o iPhone 5S e o Sony Xperia Z1.

- Continua Depois da Publicidade -


Agora que falamos dos piores smartphones, é hora de falar dos melhores. Confira o ranking:
1° Samsung Galaxy S20 Ultra
2° Apple iPhone 11 Pro Max
3° Asus ROG Phone 2
4° Apple iPhone SE
5° Xiaomi Redmi Note 9
Agora você vai pensar duas vezes antes de comprar aquele aparelho da vitrine, né?

O que analisar em uma câmera em um smartphone?

Muitos têm dúvidas quando estão prestes a comprar um smartphone, principalmente em relação à câmera, e saber qual aparelho tem a melhor câmera não é uma tarefa fácil, isso porque todo ano surgem modelos mais tecnológicos e melhores do que os anteriores.


Uma curiosidade: a qualidade de uma câmera não é avaliada pelos megapixels, mas pela lente, pelo tamanho e pelo ISO – que não é nada mais, nada menos, quem determina o grau de sensibilidade à luz do sensor digital do smartphone, ou seja, quanto mais o valor for menor, menor a captação de luz, isso é, é melhor de tirar fotos em ambientes escuros quando o ISO for aumentado.


Ainda que estejamos no meio da tecnologia há muito tempo, ainda ficamos surpresos quando alguma novidade resolve aparecer, como smartphones com câmeras triplas, quádruplas e quíntuplas. Muitos consumidores, inclusive, escolhem o celular a partir da câmera, e somente – o que é errado. Todos querem uma câmera cheia de qualidades, correto? E é por isso que os fabricantes estão melhorando cada vez mais nisso.


Separamos aqui os celulares com as melhores câmeras. Mas, não esqueça, câmera não é só o que importa em um celular.

História da Galaxy e do Galaxy A50


Assim como muitas empresas e marcas famosas, a Samsung Galaxy é mesmo brilhante, mas até os mais espertos conseguem cometer um deslize. Sua história vem de muito tempo e começou em 2010 com o lançamento do Galaxy S, que tornou a Samsung uma das maiores vendedoras de celular do planeta, muito bem-merecido, já que os seus aparelhos estão sempre oferecendo novidades da atualidade, como os hardwares mais recentes, por exemplo.


A linha da Samsung Galaxy oferece modelos básicos, intermediários e avançados, e as suas linhas mais conhecidas são: Galaxy Ace, Galaxy J, Galaxy A, Galaxy S, Galaxy Note, Galaxy Fold e Galaxy M, envolvida com o Android. Apesar do começo difícil, a empresa não desistiu fácil de crescer, de fabricar, de tentar. Depois que a poeira abaixou, o presidente da empresa JK Shin, anunciou a Samsung Galaxy S, a linha de Android mais vendida do mundo. Naquela época, muitas empresas já estavam perdendo as forças e se tornando esquecidas para alguns, como a Motorola, por exemplo, que não conseguia alcançar a relevância que a Samsung podia oferecer, como:


Samsung Galaxy S
O primeiro Galaxy S. Chamou a atenção por ter um estilo interessante.


Samsung Galaxy S2
Causou impacto assim que apareceu. Ofereceu uma tela Super AMOLED Plus melhorada expandida para 4,3 polegadas.


Samsung Galaxy S3
Apareceu em 2012 e foi considerado o melhor celular do ano. A tela Super AMOLED ficou ainda maior, com 4,8 polegadas, oferecendo uma resolução de 720 x 1280.


Samsung Galaxy S4
Mais um celular que deixou muitos consumidores entusiasmados. Em 2013, o smartphone oferecia uma super tela de cinco polegadas, uma câmera atualizada e uma bateria que durava um dia inteiro.


Samsung Galaxy S5
Apesar de deixar novamente o público animado, entregou atualizações e novidades, mas não conseguiu impressionar muita gente.


Samsung Galaxy S6
Ao contrário do Galaxy S5, o Galaxy S6 foi um sucesso e abriu caminho mais uma vez para que a empresa subisse ao topo novamente.


Samsung Galaxy S7 / Galaxy S7 Edge
Ele ficou definitivamente na frente de muitos outros celulares rivais.


Samsung Galaxy S8 / S8 Plus Galaxy
Marcaram uma mudança no mundo do design. Não havia mais botão físico.


Samsung Galaxy S9 / Galaxy S9 Plus
Apareceu com muita tecnologia. A câmera traseira podia alternar entre duas configurações de abertura e oferecia mais nitidez do que o normal nas fotos, além de zoom duas vezes mais. Ofereceu também alto-falante.


Sobre a Galaxy A50


Apesar dos bons aspectos, a Galaxy também tem os seus deslizes.


O Galaxy A50 é um smartphone intermediário, com design moderno, bordas finas e tela grande. O modelo foi lançado pela Samsung, é claro, no ano de 2019, substituindo o Galaxy J. Ofereceu armazenamento de 64 GB, TV digital, câmera tripla e bateria de 4.000 mAh. Fez muito sucesso na época e foi um dos mais buscados nos sites de pesquisas. Muitos consumidores dizem que ainda vale a pena comprá-lo e usá-lo em 2021, embora seja difícil encontrá-lo.


Diferente dos outros celulares que a Samsung ofereceu, o Galaxy A50 era feito de plástico na parte de trás, ainda que parecesse com vidro e fosse bem reflexivo.

Era possível escolher entre azul, preto e branco. Podia ser protegido de riscos e arranhões, mas não era um smartphone à prova d’água. O processador também era muito bom. Era capaz de aguentar aplicativos e jogos pesados e multitarefa. Além de ser fino e leve, possuía bateria robusta no interior. Havia metal e vidro nas bordas, tornando confortável pegá-lo, ainda que escorregadio. O design era mesmo muito bem-feito, leve, com leitor digital através da tela, e a duração da bateria também foi um ponto positivo.

Porém, O Galaxy A50 continua sendo um aparelho intermediário, já que, comparando a hoje em dia, existem celulares muito melhores.


O que a Galaxy A50 oferece de bom? E quanto as suas polêmicas?


No ano em que o Galaxy A50 foi lançado, ele era um dos melhores celulares da época. Todos adoravam as configurações, principalmente a bateria, capaz de durar o dia todo, fora isso, o valor que oferecia era um bom custo-benefício.


Por mais que o Galaxy A50 não seja perfeito, ele ainda assim oferece um design que encanta, junto com a tela de ótima qualidade, e um sistema bom, rápido, fluido. Valia muito a pena comprá-lo, e ainda hoje, as pessoas se recordam dele. Claro que, comparando aos aparelhos de hoje, o Galaxy A50 não fica no topo de lista, celulares como iPhone 11 ou Mi 10 conseguem se manter como um dos celulares mais queridos atualmente. Foram feitos para durarem anos e as atualizações são sempre as melhores, como processamento, câmeras e construções melhores em geral.


Como nem tudo é perfeito, a Galaxy, mesmo sendo um dos nomes mais conhecidos quando o assunto é smartphones tecnológicos, baratos e acessíveis, passou por algo marcante em 2016. O Galaxy Note 7 ficou conhecido como fracasso e como “smartphone explosivo” – sem contar que, foi acusado de plágio pelo fabricante do Iphone, pelas semelhanças que tiveram entre os dois aparelhos.


Em resumo, o Galaxy Note 7 apresentou um problema gravíssimo na bateria, isso é, alguns aparelhos acabaram explodindo quando o superaquecimento acontecia. A Samsung reconheceu o erro e explicou que o encapsulamento era muito fino, insuficiente para cobrir a bateria da maneira certa, permitindo que alguns tipos de polos fizessem contato, causando, é claro, um curto-circuito. Esse foi um caso que aconteceu em muitos lugares do mundo, e, felizmente, não foi comercializado em território nacional.


Outros problemas surgiram ao longo do tempo, como divisórias internas que deveriam separar os polos negativos de positivo, causando o mesmo problema, ou seja, outras baterias explodiram. Depois desse erro, a Samsung decidiu encerrar a fabricação do smartphone um pouco depois do lançamento. Triste, porém, seguro. A marca orientou que todos deixassem de usar o aparelho e os consumidores prejudicados foram reembolsados.


Os concorrentes da Galaxy A50


Toda marca tem um concorrente, e isso é um fato. O concorrente da Galaxy, é a Apple. Inúmeras brigas já aconteceram, inclusive, até acusação de plágio. Normal. Quem nunca, né?


A Samsung está cada vez mais investindo em marketing, mesmo que ainda precise correr muito para alcançar marcas maiores. A mesma coisa acontece com a Apple, que apesar de ser conhecida mundialmente e melhor, famosa, e usada por quase todos, precisa voltar a surpreender os consumidores. De acordo com especialistas, as duas marcas estão lentamente melhorando os seus produtos a cada ano, mas não surpreendem mais o público.


Separamos alguns concorrentes da Galaxy para você, fã da marca, ficar de olho.


iPhone 12 Pro Max
Primeiramente, a bateria dura mais que as outras linhas da mesma casa. A câmera, por exemplo, tem a novidade da estabilização óptica por deslocamento de sensor. A Apple afirmou que o sensor da câmera continua sendo fixo mesmo que o celular se mexa na hora da foto, ou seja, o celular traz a garantia de fotos e vídeos bem nítidos.


Motorola Edge+
Esse smartphone traz configurações modernas com bastante desempenho, pronto para competir com os modelos da Apple e Samsung.


Xiaomi Mi 10T Pro
A maior vantagem desse celular é o preço. No Brasil, o smartphone custa mais ou menos R$ 6.999, muito mais barato que os outros aparelhos. A parte ruim é que há apenas um distribuidor autorizado no Brasil e são meio difíceis de encontrar em promoção.


Curiosidades da marca


Ficou curioso sobre a história da Galaxy? Aqui vai algumas curiosidades da marca.


• A versão mais cara custa R$ 8.999,00, e a mais básica, custa R$ 4.299,00.
• No início, a Samsung vendia macarrão e outros produtos, dá para acreditar? Foi apenas em 1970 que foi vendido pela Samsung uma televisão a preto e branco, de 12 polegadas.
• A Samsung é conhecida mundialmente e emprega em 79 países, isso mais de 236.000 funcionários. Incrível, né?
• A Samsung foi quem criou a televisão digital, em 1998. Também criou o Watch phone e o MP3 phone em 1999. Já o home theater 3D apareceu em 2010, junto com o primeiro ecrã curvo do mundo para smartphones, em 2013.
• Meio clichê, mas Samsung significa três estrelas em coreano, e o fundador da empresa, Lee Byung-Chull, decidiu usar esse nome após perceber que a empresa poderia ser eterna como as estrelas.
• O logotipo da Samsung que todos conhecem e se lembram foi utilizado apenas em 1993. Antes, existiriam outros dois logotipos, criados em 1969 e 1980.
• Lee Kun Hee, o presidente da Samsung, estava pronto para criar uma outra era de produtos de qualidade. O que ele fez? Pediu que os funcionários criassem uma pilha de 150.000 aparelhos de telefone e fax antes, e depois, os destruiu na frente de 2000 pessoas.
• Em 1938, a Samsung foi inaugurada apenas como uma empresa comercial, só com 40 funcionários.
• De acordo com pesquisas, a Samsung possui hoje, 80 empresas e mais de 30 mil funcionários.
• Entre farpas e intrigas, em 2013, a Samsung tinha mais ou menos 460% a mais empregados do que a Apple, isso é, na Samsung havia mais de 370.000, e na Apple apenas 80.000. Acho que temos um vencedor.

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -