HomeOutros AssuntosReceita Federal: consulte CPF, CNPJ ou IR em menos de 5 minutos

Receita Federal: consulte CPF, CNPJ ou IR em menos de 5 minutos

-

Receita Federal 

receita federal

A Receita Federal é um órgão responsável pela administração tributária do Brasil. Além disso, também se refere a questões de controle aduaneiro. Isso significa o controle de importações e exportações do país. Dessa forma, suas principais funções são planejar, executar e avaliar as questões sobre administração tributária e propor medidas para aperfeiçoar a consolidação das leis tributárias nacionais. 

Além disso, a Receita Federal conta com o armazenamento de informações e cadastros de contribuintes através de dados como CPF, CNPJ e Imposto de Renda. Dessa forma o órgão consegue administrar as questões financeiras e perfis de pagamento dos contribuintes nacionais. 

Porém, algumas pessoas ainda sentem dúvidas sobre como consultar e regularizar seus documentos relacionados à Receita Federal. Problemas ou irregularidades na documentação podem ocasionar diversos problemas, tanto para pessoas físicas como jurídicas. 

Por isso, entenda como funciona o órgão público de fiscalização de contribuintes da Receita Federal e aprenda a consultar os documentos pertinentes bem como sua regularização. Confira! 

Receita Federal: Imposto de renda

- Continua Depois da Publicidade -

imposto de renda

O Imposto de Renda também conta com averiguação através da Receita Federal e é o tributo mais conhecido no país. Ele conta com pagamento mensal e declaração anual por parte dos contribuintes. 

Além disso, esse imposto é um tributo que existe em diversos países. Ele requer que cada contribuinte sendo pessoa física ou jurídica declare sua renda e pague certa porcentagem desse valor para o governo. Entenda o que é e como funciona a seguir. 

O que é?

O Imposto de Renda é um tributo verificado pela Receita Federal e se refere ao valor da renda mensal do contribuinte. A averiguação é feita com base no valor que o cidadão ganha anualmente e é dessa forma que o governo consegue acompanhar a evolução patrimonial dos contribuintes. 

Dessa forma, mensalmente a renda é tributada no momento em que os trabalhadores e empresas recebem sua renda. No próximo ano, com a declaração de ajuste anual, a Receita Federal verifica se o valor pago era de fato o necessário. 

Por isso, pode haver reajuste do valor para mais ou para menos. Nos casos em que as empresas ou trabalhadores efetuaram pagamentos acima da curva, existe a restituição do valor do Imposto de Renda. 

Como fazer a declaração de reajuste para a Receita Federal 

A declaração de reajuste anual deve ser feita por parte do contribuinte, todos os anos entre os meses de março e abril. Nessa declaração é necessário apresentar todos os ganhos e gastos em serviços do último ano. 

Além disso, conta com a necessidade de declarar todo e qualquer ganho ou gasto no último ano. Isso inclui a escola das crianças, o carro ou casa que foram comprados, o valor de salário, entrada e saída de dinheiro em contas correntes ou poupanças e valores pagos em planos de saúde. 

Quem precisa declarar? 

- Continua Depois da Publicidade -

Caso qualquer pessoa deva realizar o pagamento do IR à Receita Federal, mas não o faça, essa atitude pode ocasionar em multa. Por isso, a importância em se atentar à necessidade de declaração de ganhos e gastos ao órgão do Governo Federal. 

Porém, nem todas as pessoas são obrigadas a fazer essa declaração. Para determinar a obrigatoriedade, a receita conta com algumas determinações específicas. Confira!

  • Para pessoas com salário anual de R$28.559;
  • Para investimentos anuais superiores a R$40 mil;
  • Atividades rurais com rendimento superior a R$142 mil;
  • Operações em Bolsa de Valores e ganhos de capital por alienação de bens ou direitos;
  • Teve posse de bens no último ano, incluindo terras, que equivalem ao valor de R$300 mil ou mais. 

Dessa forma, pessoas dentro dessas condições precisam, obrigatoriamente, declarar o Imposto de Renda. Caso contrário poderão arcar com altos valores de multas devidos à Receita Federal. 

Como consultar?

Consultar o Imposto de Renda da Receita Federal é uma boa escolha para aqueles que preferem não ter problemas com a fiscalização de bens. Isso porque, se verificado antes da notificação, é possível quitar o débito. 

Além disso, essa consulta também ajuda o contribuinte a entender se ele possui qualquer valor de restituição por parte do Governo. Valor que pode ajudar no fechamento das contas do mês em alguns casos. 

A boa notícia é que dá para consultar o IR sem precisar sair de casa. A consulta de restituição para pessoas físicas do IRPF pode ser feita em casa através deste site oficial da receita. 

Agora, para verificar o extrato e status de emissão referente ao envio da declaração e pagamento dos impostos, o contribuinte deverá criar uma senha de acesso no portal do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC). 

O portal solicita aos contribuintes, número do CPF ou CNPJ além de código e senha de acesso. Uma vez logado no sistema, dá para verificar a situação do Imposto de Renda. Dessa forma, o cidadão consegue verificar o extrato de pagamentos realizados ou valores que ainda estão pendentes para serem quitados. 

- Continua Depois da Publicidade -

Além disso, é possível verificar o andamento das solicitações e envios para a Receita Federal. Ficar atento a essas informações pode evitar diversas dores de cabeça aos contribuintes. 

Consulta CNPJ na Receita Federal

CNPJ é a sigla para o nome Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica também conta com a fiscalização da Receita Federal. Esse cadastro se refere à numeração de identificação de contribuinte de empresa para o Governo Federal. 

Por isso, esse documento serve para formalizar a atuação de empresas, igrejas, associações, ONGs, partidos políticos e muito mais. Neste documento constam diversas informações sobre a empresa ou entidade em questão. 

Além disso, esses dados mantém a Receita Federal informada sobre as atividades da instituição, bem como nome da empresa, endereço, data de abertura, atividade econômica que exerce, natureza jurídica e muito mais. 

Qualquer empresa ou entidade jurídica que exerça suas funções sem o cadastro de um CNPJ está agindo de forma ilegal perante a Receita Federal. Dessa forma, o atuante pode arcar com multas e, até mesmo, penalidades mais sérias. 

Como consultar?

Através do site oficial do Governo Federal é possível realizar a consulta da situação cadastral do CNPJ. Essa consulta é importante para entender o status  do cadastro e sua atuação mediante a Receita Federal. 

Além disso, no site é possível emitir comprovante de inscrição e situação cadastral. Esse documento é importante para realizar diversas atividades em nome da empresa como: abrir uma conta corrente vinculada ao CNPJ, solicitar empréstimos para instituições bancárias em nome da empresa, inscrever a instituição em órgãos públicos, etc. 

A emissão do documento digital totalmente gratuita, rápida e fácil através do site oficial do Governo Federal. Por isso, a importância de manter o documento atualizado para solicitações bancárias futuras ou qualquer outra movimentação em nome da empresa. 

Consulta CPF na Receita Federal

regularização CPF

O Cadastro de Pessoa Física (CPF) é um documento vinculado à Receita Federal que é emitido para todo cidadão brasileiro. A numeração de 11 dígitos é necessária para diversas atividades no mercado de trabalho e financeiro. 

Além disso, não existe idade mínima para obter o documento. Porém, os cidadãos não precisam mais se preocupar com a emissão do documento, já que hoje ele é digital e ao sair da maternidade, toda e qualquer pessoa já possui essa numeração. 

Leia também: CPF: saiba tudo sobre ele e como manter limpo

Como consultar?

É possível consultar a situação cadastral do documento através do site da Fazenda da Receita Federal. Essa consulta é importante porque através dela é possível identificar o status   e realizar a regularização caso necessário. 

Isso porque, dependendo da situação cadastral do documento mediante a Receita Federal, o cidadão pode ficar incapaz de exercer diversas atividades. Além disso, esse documento é solicitado para abrir contas em bancos, solicitar empréstimos, regularizar um emprego CLT, abrir uma empresa e muito mais. 

Por isso, manter o cadastro em dia e o documento em situação regular pode evitar diversas dores de cabeça. A boa notícia é que a consulta é online e gratuita. Além disso, boa parte das irregularidades podem contam com reversão em pouco tempo. 

Regularize seu CPF

O documento possui consulta gratuita através do site da Receita Federal. Porém, existe a possibilidade de  constar diferentes tipos de status para a situação do CPF no site. Entenda quais são os status e o que cada situação significa. Confira. 

  • CPF Regular: Significa que o documento está em dia com a Receita Federal;
  • Pendente de regularização: Esse status significa que existe alguma informação pendente para o governo ou a falta de declaração do IR do último ano;
  • CPF suspenso: existe alguma informação divergente no documento; 
  • Cancelado: falecimento do contribuinte ou solicitação de cancelamento devido requerimento judicial;
  • Documento Nulo: significa a falsificação ou fraude relacionadas a esse CPF. 

Se o documento constar com qualquer pendência para com a Receita Federal, é de suma importância que o contribuinte regularize o mais rápido possível para não correr riscos em negócios futuros. 

Para regularizar o documento, o contribuinte pode enviar a atualização de dados através do site oficial da Receita Federal abrindo um pedido online para a regularização do documento. Porém, esse recurso está disponível apenas para a situação cadastral de documento suspenso. 

Em outras situações o contribuinte pode comparecer a cartórios de registro civil, agências da Caixa Econômica Federal, agências do Banco do Brasil ou em postos de atendimento presencial dos Correios. 

De qualquer forma, um valor simbólico entre R$7 e R$15 pode ser cobrado para a atualização do documento. O serviço conta com realização na hora do atendimento e o contribuinte sai do local com o documento em dia. 

CND Federal

O documento CND Federal se refere a uma Certidão Negativa de Débitos. Alguns bancos e entidades financeiras podem solicitar o documento antes de aprovar empréstimos ou aceitar ofertas de fornecedores. 

Geralmente necessário para comprovação de situação fiscal ou regularização mediante a órgãos públicos. Esse documento comprova a ausência de pendências financeiras em nome de pessoa física ou jurídica. 

Existem diferentes tipos de CND e cada uma pode conta com uma emissão distinta conforme sua singularidade. Porém, referente a certidão negativa de débitos na Receita Federal pode ser emitida virtualmente através deste site

Essa emissão não ocorrerá caso haja qualquer pendência com o Governo Federal. Em casos de irregularidades no documento de pessoa física ou jurídica, não declaração de IR ou qualquer outra irregularidade. 

Ecac Receita Federal

O portal online eCAC (Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte) serve para intermediar a comunicação entre o Governo Federal e o contribuinte. Através do site é possível verificar se existe qualquer pendência com o Governo Federal, irregularidades na declaração de IR e se a empresa está conforme a legislação trabalhista.  

Dessa forma, existe a necessidade de informar os dados do contribuinte e criar senha e chave de segurança para o acesso no eCAC. Aqueles que não possuem os códigos de segurança conseguem criar um de forma totalmente virtual e gratuita através do portal

Esse é um serviço online que facilita o acesso às informações mediante a Receita Federal e possibilita a regularização antecipada de qualquer divergência. 

Receita Federal: agendamento

A maioria dos serviços referentes à Receita Federal contam com meios digitais para realização. Porém, conforme o artigo 11 da RFB 4261/2020, alguns serviços ainda exigem o comparecimento presencial. 

Por isso, serviços como cadastro de pessoa física, cópia de documentação referente a declaração de ajuste anual de IR, parcelamento indisponível no portal online da Receita Federal ou consultas de débitos e pendências de pessoas físicas ou microempreendedores individuais, precisam ocorrer presencialmente. 

Neste caso é necessário agendamento através do site de serviços da Receita Federal ou através do aplicativo para dispositivos móveis. O aplicativo se chama “Agendamento RFB” e está disponível para aparelhos Android ou IOS. 

De qualquer forma, por site ou aplicativo, o serviço conta com agendamento de forma rápida e fácil com data, local e horário do atendimento. Por isso, a recomendação pela Receita Federal que o contribuinte ou representante legal se antecipe em, ao menos, 30 minutos do horário agendado. 

Leia também: Federal: Saiba tudo sobre e entenda como ficar em dia

Receita Federal: como ficar em dia? 

receita federal

A  Receita Federal é um órgão público de extrema importância que fiscaliza as atividades de exportação e importação no país, bem como as movimentações financeiras dos contribuintes para com o Governo. 

Além disso, estar atento aos portais online e verificar, sempre que possível, a situação cadastral do CPF, CNPJ e declaração de Imposto de Renda são maneiras eficazes de ficar em dia com a legislação brasileira. 

Por isso, manter os dados atualizados, ficar atento aos prazos de emissão de declaração e não protelar a regularização de pendências no documento pessoal ou empresarial podem evitar dores de cabeça no futuro.

 

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -