HomeEsportesLibertadores: o que é, times, jogadores mais famosos, jogos marcantes

Libertadores: o que é, times, jogadores mais famosos, jogos marcantes

-

Falar do Brasil e não falar de futebol é uma missão quase que impossível. Afinal somos o único país penta campeão da Copa do Mundo e uma lista de craques e prêmios no esporte.
Além da Copa do Mundo o Brasil também já fez história também na Copa Libertadores da América (CONMEBOL).

O campeonato é disputado pelos clubes de futebol de países da América do Sul como: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela
Organizado pela  Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol ou CSF) é disputado anualmente e o campeão ainda campeão da participa da Recopa Sul-Americana.

Copa Libertadores da América

A Copa Libertadores da América, teve seu pontapé inicial quando o então presidente da CONMEBOL, José Ramos de Freitas propôs a criação de um torneio sul-americano.

Em outubro do mesmo ano, João Havelange, anunciou o campeonato para a disputa do melhor time do mundo entre os clubes sul-americanos e da Europa. Esse torneio recebeu o nome de Copa dos Campeões da América.

Somente em março de 1969, durante a 26ª Copa América, o 30º Congresso Ordinário da CONMEBOL em Buenos Aires, foi criada a Copa dos Campeões da América. O campeonato reuniria todos os clubes dos países das América do Sul para disputarem o título de melhor time sul-americano.

- Continua Depois da Publicidade -

Em 1965, o torneio teve finalmente seu nome alterado para Copa Libertadora da América. Porém ao longo dos anos por conta dos patrocinadores a nomeação do torneio sofreu algumas alterações:

Veja a lista de nomes do campeonato:

1960 a 1964: Copa Campeões da América

1965 a 1997: Copa Libertadores da América

1998 a 2007: Copa Toyota Libertadores

2008 a 2012: Copa Santander Libertadores

2013 a 2016: Copa Bridgestone Libertadores

2017: Conmebol Libertadores Bridgestone

- Continua Depois da Publicidade -

A partir de 2018: Conmebol Libertadores.

Primeira edição da Libertadores

O primeiro jogo da Libertadores foi no dia 19 de abril de 1960, quando o
Peñarol derrotou em uma goleada de 7 x 1 o Jorge Wilstermann, clube boliviano. Apenas sete clubes participaram da primeira edição da Libertadores e consagrou o Peñarol campeão.

Na maioria das edições países como: Brasil, Argentina e Uruguai, todos do lado atlântico, ganharam o campeonato. O clube Universitário do Peru, foi o primeiro clube da costa pacífica a chega a uma final, em 1972. Já em 1973, foi a vez do Independiente derrotar o Colo- Colo do Chile. O Unión Española foi o terceiro em 1975.

Formato dos Jogos

O campeonato da Copa Libertadores da América é dividido em três etapas: Preliminar ou Pré-Libertadores (com três fases), Grupos e Final (oitavas, quartas, semifinais e final).

Fase Preliminar

Nessa fase seis equipes disputam os jogos em partidas eliminatórias. Os confrontos são decididos por sorteio entre os clubes representantes do Equador, Paraguai, Bolívia, Peru, Uruguai e Venezuela.

Se houver empate durante as partidas, quem marcar mais gols no estádio adversário é consagrado campeão e se o empate permanecer o resultado é definido nos pênaltis.
Três clubes são classificados.

Na segunda fase, além dos três clubes vencedores da primeira etapa, outros 16 times participam entres eles: Bolívia, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela. Permanecem as mesmas regras de desempate da primeira fase e os jogos também são eliminatórios.

Para a terceira fase, oito equipes são classificadas. As regras para eliminação e empate são as mesmas das duas primeiras fases. Os vencedores passam para a frase de grupos.

Fase de Grupos

- Continua Depois da Publicidade -

As equipes são dividas em oito grupos. E são realizados jogos com equipes que formam o mesmo grupo e os dois primeiros colocados de casa grupo passam para as oitavas de final.
Os clubes que ficam em terceiro lugar passam para a segunda fase da Copa Sul- Americana.

Finais

A fase final é dividida em quatro partes: oitavas de final, quartas de final, semifinais e finais.

Oitavas de Final

As oitavas de final são decididas pelos times campeões da fase de grupos. Os clubes disputam partidas de ida e volta. As equipes vencedoras passam para as quartas de final.

Quartas de Final

Nessa fase os jogos também de ida e volta. Times de um mesmo país podem se enfrentar nessa fase. São classificadas quatro equipes.

Semifinais

Disputam as semifinais os vencedores das quartas de final. Os jogos seguem o estilo ida e volta. E os dois melhores times disputam a final.

Final

A grande final é disputada em partida única, em local escolhido pela CONMEBOL. As regras de desempate são diferentes: Depois de uma prorrogação de 30 minutos se o empate persistir o campeão é decidido na disputa de pênaltis

Melhores jogadores da Libertadores

Muitos craques fizeram história ao longo de toda a história das Libertadores, relembramos alguns aqui.

Pelé

Considerado o atleta do século, o craque Pelé não poderia ficar de fora dessa lista. O jogador ganhou duas vezes consecutivas a Libertadores nos anos de 1962 e 1963.

Em 1962 contra o Peñarol e ano seguinte ganhou do clube argentino Boca Juniors. Em 1965 encerrou sua participação no campeonato perdendo no jogo final para o Peñarol.

Alberto Spencer

Marcou 54 gols 87 partidas e venceu três torneios da Libertadores 1960, 1961 e 1966, se consagrando o maior artilheiro do campeonato. Também jogou pelo Barcelona na década de 70.

Luis Cubilla

Além de jogador também participou e venceu a Libertadores como técnico do Olímpio que levou a taça nos anos de 1979 e 1990. Como jogador venceu nós anos de 1960 e 1961 com o Peñarol e em 1971 se consagrou campeão com o Nacional.

Ricardo Bochini

Foi campeão da Libertadores em 1973, 1974 e 1975 e ainda em 1984 com o Independiente. Ricardo Bochini foi citado várias vezes por Maradona como a sua grande inspiração.

Pancho As

Ganhou a Libertadores seis vezes, quatro delas consecutivas pelo Independiente entre os anos de 1972 e 1975. E depois pelo Boca Juniors da Argentina em 1977 e 1978.

Ever Almeida

Pela camisa do Olímpia, o goleiro disputou 114 jogos em 16 edições da Libertadores, se consagrando o atleta que mais disputou o campeonato. Ever Almeida ainda foi um dos responsáveis pela vitória do Olímpia em 1979 contra a Argentina. E também foi o primeiro goleiro a marcar um gol quando acertou um pênalti contra os Estudantes de Lá Plata em 1984.

Juan Román Riquelme

Pelo Grêmio foi o responsável por dois gols na final da Libertadores em 2007 e se tornou símbolo da equipe. Ganhou também o campeonato nós anos 2000, 2001 e 2007. Em 2012 foi finalista no duelo entre Boca Júnior e Corinthians.

Carlos Tévez

Em 2003 Carlitos Tevez marcou cinco gols durante a Libertadores, um deles na final contra o Brasil.

Neymar

Neymar foi o grande responsável pela vitória do Santos contra o Peñarol em 2011.
O craque marcou seis gols durante todo o campeonato.

Antony de Ávila

Mesmo ocupando o sexto lugar como melhor artilheiro da Libertadores, o craque nunca ganhou o campeonato.

Top 10 da Libertadores

Na lista dos 10 clubes que mais vezes ganharam a Libertadores o Brasil é representado pelo Grêmio, Palmeiras e Cruzeiro.

1 – River Plate – 177 vitórias
2 – Nacional – 168 vitórias
3 – Peñarol – 164 vitórias
4 – Boca Juniors – 158 vitórias
5 – Olimpia – 120 vitórias
6 – Cerro Porteño – 113 vitórias
7 – Grêmio – 106 vitórias
7 – Palmeiras – 106 vitórias
9 – Colo-Colo – 95 vitórias
9 – Cruzeiro – 95 vitórias

O Brasil na Libertadores

O Brasil sempre marcou presença na Libertadores. Continue aqui para conhecer um pouco mais da participação dos clubes brasileiros no campeonato.

São Paulo

Alguns jogadores se destacaram ao longo das participações do São Paulo na Libertadores.
Rai marcou o gol decisivo do jogo e se consagrou campeão em 1992. Com três títulos na Libertadores (1992, 1993 e 2005), o São Paulo está entre as equipes brasileiras com o maior número de conquistas no torneio.

Rogério Ceni fez parte da equipe de São Paulo que levou o títulos nós anos de 1993 e 2005 e nesse mesmo ano foi escolhido o melhor jogador do campeonato no último ano.

Santos

O Santos venceu a Libertadores em 1962, com o Pelé na equipe e no ano com a partipação de Coutinho mais uma vez o clube levou o campeonato. Em 2011, com Neymar em campo o Santos venceu mais uma vez o campeonato.

Grêmio

O Grêmio trouxe o título da Libertadores para o Brasil três vezes: em 1983, 1995 e 2017. Em 1983 venceu o Peñarol com Renato Gaúcho em campo. Em 1995, a vitória foi contra o Atlético Nacional com o talento de Jardel e Paulo Nunes. Somente em 2017, o Grêmio voltou ao pódio derrotando o Lanús na final da Libertadores.

Cruzeiro

O Cruzeiro trouxe a Libertadores pela primeira vez para o Brasil em 1976 contra o River Plate. Em 1997, levantou novamente a taça, dessa vez contra Sporting Cristal, do Peru. O jogo final foi disputado no Estádio do Mineirão em Belo Horizonte com 106 mil torcedores nas arquibancadas.

Internacional

O Internacional levou o primeiro título na Libertadores em 2006 contra outro time brasileiro, o São Paulo. Em 2010, derrotou o Chivas Guadalajara, do México.

Flamengo

Em 1981, o Flamengo venceu o Cobreloa do Chile com Zico, Junior, Adílio, Tita e Carpegi em campo.  Em 2019, com gols de Gabriel venceu o River Plate, no Peru.

Palmeiras

Palmeiras ganhou o primeiro título em 1999, em uma decisão por pênaltis contra o Desportivo Cali. Já em 2020, no meio da pandemia do corona vírus o Palmeiras derrotou o Santos em campo.

Corinthians

O Corinthians venceu o time argentino Boca Júniors em 2012. Com dois gols de Emerson. O clube venceu oito jogos e empatou seis dos 14 que participou. Em suma, o time era liderado pelo técnico Tite.

Atlético-MG

O Atlético venceu o Olímpia do Paraguai, em uma disputada decidida pelos pênaltis. Ronaldinho Gaúcho em e Diego Tardelli também estavam em campo.

Curiosidades sobre a Libertadores

Com tantos anos de competição e tantos clubes e craques em campo, a Libertadores tem muitas curiosidades que vão além da disputa em campo. Os clubes brasileiros São Paulo e Atlético foram os responsáveis pela primeira final com duas equipes do mesmo país em campo. São Paulo derrotou o time mineiro e levou o título.

Por 11 a 2 o Peñarol venceu o Valência e garantiu a maior goleada da história da Libertadores. O Bahia foi o primeiro clube brasileiro a disputar a Libertadores. A Brasil de 1959. Porém o primeiro clube brasileiro a ser campeã e bicampeã da Libertadores foi o Santos em 1962, após vitória contra o Peñarol.

Nos anos de 1966, 1969 e 1979 os clubes brasileiros ficaram de fora da Libertadores após dirigentes alegarem violência no campeonato.

O designer Alberto de Gasperi foi o criador da taça da Libertadores. Outra curiosidade é que Ronaldinho Gaúcho foi o único jogador da América do Sul considerado o melhor do mundo pela FIFA que ganhou a Libertadores.

Uma partida entre o Boca Júniors e o Sporting Cristal colecionou 19 expulsões, batendo o recorde do campeonato.

A imprensa costuma usar a frase: Sonho Libertador para falar da Libertadores. O “sonho” começa quando o time entra para o campeonato e quando perde o jogo e sai da copa o costume é falar a famosa frase.

Os times de cada país costumam desembolsar grandes quantias para participar da Libertadores. O Vasco, por exemplo, investiu US$ 10 milhões, com os atletas e equipes em 1998. Os jogadores venceram a Libertadores e trouxeram o título para o Brasil.

O técnico, Luiz Felipe Scolari, o Felipão, comandou o Palmeiras em 1999 e ganhou o título, como nomes como: Junior Baiano no elenco.

Finais mais marcantes da Libertadores

Como em qualquer campeonato a Libertadores já rendeu muitos jogos emocionantes.
Vamos relembrar alguns abaixo:

Grêmio x Peñarol em 1983

O Grêmio venceu o Peñarol na final da Libertadores em 1983, com gols de Caio e César o placar terminou em 2×1.

Flamengo 0 x 0 Atlético-MG – 1981

Em 1981 o Flamengo e o Atlético protagonizaram um dos jogos mais polêmicos da história da Libertadores. A partida foi interrompida após o técnico José Roberto Wright expulsar cinco jogadores.

Boca Juniors 2 x 2 Sporting Cristal – 1971

Dez anos antes do jogo polêmico entre Flamengo x Atlético, foi a vez do Boca Juniors e do Sporting Cristal marcarem a Libertadores com uma partida repleta de polêmicas. Ao todo foram distribuídos 19 cartões vermelhos e alguns atletas hospitalizados.

Palmeiras 3 (5) x 2 (4) Corinthians – 2000

O Palmeiras venceu o Corinthians repetindo o feito do ano anterior, na disputa dos pênaltis por 5 a 4.

River Plate 3 x 1 Boca Juniors – 2018

A prorrogação definiu a vitória do River, depois do empate 1x 1 no tempo normal do jogo.

6- Flamengo 2 x 1 River Plate – 2019

O Flamengo virou o jogo no final do segundo tempo. Com Gabigol marcando o primeiro gol aos 43 e o outro aos 46 minutos sobre o River Plate.

México e a Libertadores

Os clubes sul-americanos passaram a ter maior interesse em participar da Copa da Libertadores, após o campeonato passar a ser patrocinado pela Toyota, entres esses clubes, estão alguns mexicanos. Os mexicanos foram convidados a participarem e permaneceram na competição até 2016.

Conquistas do México na Libertadores

No ano 2000, Cuauhtémoc Blanco foi o artilheiro da Libertadores com 13 gols. O clube Cruz Azul levou pela primeira vez um time mexicano para a final, quando eliminou River Plate da Argentina na fase semifinal. Esse feito foi alcançado em 2001. Porém o Boca Juniors levou o troféu na grande.

Em 2010 foi a vez do Chivas de Guadalajara disputar uma do Al e em 2015 foi o Tigres garantiu uma vaga. Em 2008, o América do México eliminou dois clubes brasileiros: o Flamengo e o Santos as oitavas e nas quartas de final. Porém foi eliminado pelo Universitária de Quito.

Em 2013, o Tijuana fez uma excelente participação na Libertadores, mesmo sendo eliminado pelo Atlético Mineiro.

Saída do México da Libertadores

Após alegarem insatisfação com as vagas e problemas de agenda, os clubes mexicanos anunciaram em 2016 o seu desligamento da Libertadores. Porém especula-se que a distância, entre alguns países, também contribuiu para a saída do México do campeonato.
Muitos países não possuem vôos diretos o que dificulta a logísticas de alguns clubes. Em suma, o Brasil passou a ter mais duas vagas na Libertadores após a saída dos times mexicanos

Hino Nacional da Libertadores

Até 1998 a Libertadores não tinha um hino oficial, por isso a CONMEBOL usava a Nona Sinfonia de Beethoven como música oficial do campeonato. A composição do famoso músico era tocada em todas as competições ao início e no fim das transmissões das l partidas da Libertadores.

Até que em 2027, finalmente a CONMEBOL apresentou, o hino oficial para a Libertadores.
Assim como na Sinfonia de Beethoven, o hino oficial da Libertadores é tocado antes e depois das transmissões dos jogos e também nas cerimônias de premiação do campeonato.

Patrocinadores

A Libertadores é patrocinada por multinacionais. Até 2017 a nomeação do campeonato era dado pelo o maior patrocinador do campeonato. A Toyota foi a primeira montadora de origem japonesa a patrocinador a Libertadores.

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -