HomeEntretenimentoDisney: Saiba onde assistir os melhores filmes

Disney: Saiba onde assistir os melhores filmes

-

A Disney lançou uma plataforma de streaming, o Disney Plus, que surpreendeu os fãs da marca, com diversos conteúdos diferentes. A marca é uma das mais famosas do mundo em criação de mídia audiovisual e por isso, vem se destacando cada vez mais.

Apesar da fama da Disney ter se destacado principalmente no universo de filmes e desenhos infantis, atualmente a empresa não investe apenas nesse tipo de conteúdo. Hoje a plataforma conta com filmes e séries para todo tipo de público e para todos os gostos.

As produções disponíveis no streaming atendem todas as idades e são dignas de grandes produções. Além de trazer as produções mais antigas da empresa, também vêm lançando novos conteúdos que já caíram no gosto das amantes dos streamings. O Disney Plus também já agregou outras companhias para produções como a Marvel, Pixar, Star Wars e a National Geographic, o que aumentou ainda mais as possibilidades em novas produções.

O catálogo do Disney Plus já conta com mais de 500 filmes entre novos e antigos, e cerca de mais de 7 mil episódios de séries. É conteúdo demais para ficar até com dificuldades em escolher pelo quê começar.

Com isso, separamos algumas opções e diversas listas para ajudar a como começar a descobrir os melhores conteúdos da plataforma e também para conhecer as principais produções e melhores opções em filmes.

- Continua Depois da Publicidade -

Algumas das principais produções do Disney Plus, variam em gêneros e por isso, agradam tantas pessoas. Para quem gosta de ação, existem opções em filmes e séries dentro desse nicho, para quem gosta de romance, ou de filmes infantis também e assim por diante. Para conhecer mais sobre a plataforma, continue lendo.

Disney Plus

Filmes da Disney

Listar todos os filmes da Disney aqui seria impossível e levaria muito tempo de leitura, mas muito tempo mesmo. Por isso, separamos algumas opções, entre os lançamentos mais recentes e mais bem avaliados da empresa, para que a sessão de cinema possa ser em casa através do streaming.

Avatar – 2009

Uma das maiores obras já criadas pelo estúdio, que conta o reino de Pandora, onde os Na’vi vivem. O filme conta a história de seres que parecem ser primitivos, mas ao contrário do que parecem são extremamente evoluídos e por viverem em um ambiente que é tóxico para os humanos, avatares foram criados, como corpos biológicos, que podem ser controlados pela mente.

Com isso, humanos como o ex-fuzileiro Jake Sully, que não anda mais por um acidente naval que o deixou paralítico, consegue se movimentar livremente através de seu avatar em Pandora. Com as novas possibilidades no novo mundo, o ex-fuzileiro acaba se apaixonando por uma Na’Vi e com isso, passa a lutar para salvar quem tanto ama e também para ajudar a salvar o Universo de Pandora.

Malévola: Dona do Mal – 2019

Assim como o primeiro filme, o segundo também está disponível no Disney Plus e pode ser assistido sempre que desejar. No segundo filme, Malévola junto de Aurora, sua afilhada, começa a sofrer com as dúvidas e questionamentos que a jovem passa a ter sobre os complexos laços familiares que a direcionam para ter uma relação e se casar com alguém totalmente inesperado, além de envolver forças sombrias no meio.

- Continua Depois da Publicidade -

O filme é envolvente, assim como o primeiro, e atuação de Angelina Jolie que interpreta o papel principal de Malévola, é fascinante, entregando tudo o que a “vilã” (que de vilã não tem quase nada) pode oferecer ao público com muita experiência e maestria.

A Ascensão Skywalker – 2019

A saga Star Wars está toda presente no streaming do Disney Plus, desde os mais antigos, até os mais novos que foram lançados a partir de 2016 o “Rogue One”. Quem curte a saga, vai encontrar no último filme, o retorno do Imperador Palpatine. Em “A Ascensão Skywalker”, a resistência volta a assumir a liderança e a frente de batalha. Rey está terminando seu treinamento Jedi, e começa a sofrer com um conflito do seu passado e do seu futuro, e o seu medo é o que pode alterar todas as conquistas junto com Kylo Ren.

A saga toda prende do começo ao fim, e com isso, para entender toda a história é preciso ver todos. E embora sejam muitos filmes, caso a intenção seja assistir até mesmo os antigos, que começam lá por volta de 1970, acredite, não será tempo perdido. Não é atoa que é considerada uma das sagas mais épicas de todos os tempos.

Capitã Marvel – 2019

Um dos filmes mais aguardados da Marvel dos últimos tempos, Capitã Marvel foi um estouro no seu lançamento. A história da capitã que fazia parte da elite do exército de uma raça alienígena chamada Kree, que estava em conflito com o próprio povo e os Skrulls. Conforme a história vai passando, Caron Danvers vai voltando a se lembrar de algumas coisas de sua outra vida, quando era do exército Norte Americano, mais precisamente da Força Aérea.

Com isso, ela se junta a Nick Fury que também está presente em outros filmes dos Vingadores, que a ajuda a descobrir os outros segredos do seu passado. O conflito se mantém durante todo o filme, com um final surpreendente, vale muito a pena.

Thor Ragnarok – 2017

- Continua Depois da Publicidade -

No Disney Plus é possível encontrar todos os filmes da Marvel, dos Vingadores e também toda a sequência dos filmes do Thor. Em Thor Ragnarock, a história do herói conta sobre os anos em que ele esteve afastado de casa, e quando volta para Asgard, descobre que Odin, seu pai e rei, está desaparecido.

Durante a trama ele descobre que sua irmã Hela, também chamada de deusa da Morte, está mais poderosa e por trás de tudo que assolada o seu planeta. Com a ajuda de seu irmão, Loki, a batalha para impedir Hela começa, até que Thor fica preso em Sakaar e tem que correr contra o tempo para salvar o seu mundo da destruição do Ragnarok.

Valente – 2012

Dentro da categoria de desenho e princesas da Disney, a Merida possui costumes vikings, que fazem parte do seu reino. Quando ela começa a crescer e precisa se casar para se tornar a rainha, um torneio é criado para que o cavalheiro que for melhor em arco e flecha, leva a mão da princesa.

Por ser muito determinada e disposta a criar seu próprio destino, a jovem princesa desafia a todos os cavalheiros presentes, para se tornar a dona de sua própria história, desafiando todos os costumes de seu povo. Uma história linda e muito rica em amadurecimento tanto da parte da jovem, quanto em relação a mostrar o quanto se pode conquistar aquilo que deseja.

Disney Plus

Toy Story – Todos os filmes

A saga dos brinquedos de Andy, um garoto que adora brincar e em todo seu aniversário ganha presentes novos, também está disponível no streaming da Disney. Com toda a ansiedade de conhecer amigos novos, os brinquedos sempre ficam aflitos em dia de abrir novos presentes, principalmente pelo medo de serem substituídos.

O caubói Woody e o astronauta Buzz Lightyear disputam a atenção de Andy no primeiro filme, passando por várias aventuras diferentes, inclusive, para voltar para casa. Vale muito a pena conhecer esses personagens e as histórias, que fazem rir muito e também chorar. É uma ótima opção para ensinar crianças sobre a importância de cuidar dos brinquedos e também de doar quando é a hora.

Wall.E – 2008

Um dos filmes mais delicados da Disney, tanto em história quanto em moral. O pequeno robô Wall.E fica responsável por compactar o lixo na Terra, depois que ela é entulhada por diversos lixos, gases tóxicos e dejetos deixados pela humanidade.

Durante alguns anos, o robozinho passa seu tempo todo sozinho na Terra, juntando diversos itens que ele acha interessante. Com a companhia de apenas uma barata, Wall.E recebe a visita de  EVA, uma robô com tecnologia mais moderna que está em busca de vida, para saber se o planeta pode ser habitado novamente e a partir daí uma história de amor começa a acontecer, envolvendo o futuro da raça humana e toda a galáxia.

Viva a Vida é uma Festa – 2017

Miguel vive em uma família que por várias gerações tem a música como algo proibido. Tudo por um acontecimento antigo que passou a fazer com que a família odiasse o som das músicas. Miguel é apaixonado e sonha em se tornar um ídolo como Ernesto de la Cruz e para provar o seu talento, acaba indo parar na Terra dos Mortos, para conhecer seu ídolo. Nesse caminho se depara com Héctor, onde viram amigos para desvendar toda a história de Miguel e sua família.

O filme é lindo e traz mensagens muito profundas sobre a perda de parentes e de como as memórias são importantes. Vale muito a pena assistir, não é um filme muito voltado para crianças pequenas, mas por ser tão colorido e divertido, pode ser uma boa opção para assistir em família.

Raya e o Último Dragão – 2021

Uma linda história de fantasia, que se passa no mundo de Kumadra, onde dragões e humanos vivem em harmonia. Porém, a história muda quando uma força do mal atinge a terra e para salvar a humanidade, os dragões se sacrificam. Ao passar de mais de 500 anos, o mal volta, e cabe a guerreira Raya, rastrear e descobrir onde está o último dragão lendário para conseguir restaurar a paz em sua terra.

Luca – 2021

Uma das produções mais leves da Disney, conta a história de um jovem, que vive momentos muito felizes durante um verão com muitos passeios e sorvetes. A trajetória de amadurecimento do personagem, junto de amigos e muitas aventuras torna o filme leve, até que um segredo muito bem guardado precisa vir à tona.

Soul – 2020

Vencedor de alguns Oscars, também está disponível no Disney Plus, conta a história de um músico apaixonado por Jazz que sonha em se tornar um grande artista. A Pixar transformou a sua jornada em uma grande mistura com os reinos cósmicos para que o personagem principal conseguisse descobrir seu verdadeiro destino e propósito de vida. O filme é divertido e muito profundo sobre o debate das perguntas mais importantes do destino.

Aladdin – 2019

Outro Live-action que foi muito aguardado, o filme que foi reproduzido com base na animação de 1992, deixou os fãs boquiabertos com uma produção tão bem feita. As magias do gênio, os figurinos, as cores, o filme ficou completamente semelhante a experiência do desenho animado e quem ainda não conhecia e história do jovem rapaz que se apaixona pela princesa e tem a ajuda de um gênio para se passar por um príncipe, vai ser conquistado também nova produção.

Frozen II – 2019

Um dos favoritos das crianças, principalmente das meninas, Frozen II, assim como o primeiro, conquistou as pequenas, contando a história de duas irmãs que perderam os país em Arendelle, e tiveram que assumir o trono. Com a presença de super poderes em uma delas, a história vai se desenrolando de uma forma inesperada até que a separação das duas começa a colocar em risco toda a cidade. No segundo filme, alguns elementos fundamentais são colocados a prova também, como a água, terra, fogo e ar, até que Elza descobre a origem de onde vem seus poderes.

Qual foi o primeiro?

O Estúdio Walt Disney foi uma das empresas pioneiras no cinema, criando conteúdo em forma de desenho animado. Fundada em 1923, a The Walt Disney Company, está em funcionamento a quase um século e já trouxe diversas obras incríveis que marcaram a memória de muitas gerações.

Mas muitas pessoas se perguntam, qual foi de fato o primeiro filme a ser lançado pela empresa? Devido alguns fatores técnicos sobre o funcionamento de um curta metragem o primeiro filme lançado pela Disney foi o “O Vapor Willie” de 1928. Se tratava de um curta metragem, com imagens sincronizadas a sons, onde o mundo conheceu o personagem icônico e mais famoso do mundo Mickey Mouse.

O Vapor Willie

Mesmo se tratando de um curta metragem a obra é comentada até os dias de hoje. Já o primeiro filme completo criado pelo estúdio, foi lançado em 1937, a “Branca de Neve e os Sete Anões”.

A animação foi muito bem sucedida em seu lançamento, e a animação chegou a bater o primeiro recorde de bilheteria da empresa, se tornando a animação mais assistida durante o seu lançamento.

A animação da Branca de Neve mesmo naquela época, já era considerada um grande avanço no quesito cinematográfico, já que a forma como foi feita era totalmente inovadora para a época. Tal tecnologia rendeu para Walt Disney, um Oscar Honorário. A premiação foi feita para Walt, em forma de uma estatueta em tamanho natural e mais 7 miniaturas para representar o sucesso do filme, de uma forma bem brincalhona.

Com o decorrer de todos esses anos, as animações foram mudando, e além de fazer parte também do teatro, a Disney marcou presença forte no cinema desde então, envolvendo musicais temáticos e agora também os streamings.

Todas as animações da empresa, desde o começo, fazem parte da história que a Disney criou, com curtas metragens e longas, filmes e séries, por várias gerações. Ganhando prêmios que foram extremamente importantes para toda a indústria.

A empresa foi evoluindo com o passar dos anos e todo o setor se espelha muito na marca que a Disney se tornou. Os estúdios de Walt Disney Animation compraram outras companhias que passaram a fazer parte de todo o projeto cinematográfico. Pixar e a Marvel Entertainment Inc foram algumas das principais aquisições ao longo do tempo que passaram a fazer dos estúdios, e também estão presentes no streaming atual.

Por ter passado pela distribuição de diversos títulos e produções de peso, alguns filmes de outras empresas também usaram os serviços de distribuição da Disney, o que desde sempre é considerada uma marca de qualidade.

Por esse motivo, outras empresas como a DisneyToon Studios também foram criadas para trabalhar apenas com continuações das animações de maior sucesso, e com isso, focar apenas em vídeos. Ela funcionou de 1990 até 2018, e devido ao enorme número de mudanças que começou a ter em respeito as qualidades das animações, deixou de existir por estar confundindo o público.

O que é importante ressaltar que não sempre uma produção que leva o selo da Disney, necessariamente foi produzido apenas pela empresa. Muitos dos desenhos e animações em formato de longa que são vistos atualmente, fazem parte do desenvolvimento da empresa, e possuem alguma parte produzidas pelos estúdios.

Com isso, atualmente a empresa já possui diversas produções, desde seus primeiros anos de lançamentos. Agora com o Disney Plus, a plataforma de streaming que desde 2019 nos Estados Unidos e no Brasil desde 2020, apresenta aos seus clientes e fãs uma vasta lista de filmes e séries dentro da plataforma.

O streaming vem ganhando mercado entre os clientes e amantes de séries que estão elogiando e muito os conteúdos da marca. Atualmente vêm sendo uma das mais assinadas e deve se manter no páreo junto com as demais que são concorrentes diretas.

A Branca de neve e os sete anões

Onde assistir filmes da Disney?

Mesmo depois que a Disney Plus estreou no Brasil, no final do ano de 2020, a plataforma de streaming já possui uma infinidade de conteúdos para os fãs. Mesmo estando com um catálogo cheio, é possível assistir alguns filmes da Disney mais antigos em outras plataformas, sem contar nos cinemas.

Depois do lançamento do streaming nos Estados Unidos, vários anúncios foram feitos pela Disney, dizendo que todas as suas produções iriam sair do catálogo da Netflix, até onde estavam no momento.

Com isso, inicialmente valeria apenas para o streaming nos Estados Unidos, mas aos poucos, essa decisão também foi sendo trazida para o Brasil. Tal decisão foi tomada, seguindo os mesmos passos da FOX, que também fez a retirada de suas produções, a fim de montar a sua própria plataforma de streaming.

A Disney por sua vez, revelou na época do lançamento nos Estados Unidos, que havia feito um acordo com a plataforma, de deixar suas produções no catálogo, até 2019, incluindo tudo que pertencia à companhia como Marvel, Lucasfilm, etc.

Inicialmente essa decisão afetaria apenas o catálogo da Netflix dos Estados Unidos, mas com o decorrer do tempo os assinantes do mundo inteiro, perderam com essa decisão e rapidamente algumas produções passaram a não estar mais disponíveis.

Ainda é possível assistir alguns filmes da Disney em outras plataformas como Amazon Prime Video, Netflix, etc, mas com a chegada da sua própria plataforma, a tendência é que novos conteúdos fiquem disponíveis apenas para elas.

Assim como a FOX e muitas outras empresas e estúdios. Os lançamentos de streaming começaram a acontecer com mais frequência, todas com o intuito de tentar a carreira de sucesso como a Netflix.

Junto da Amazon, a Disney assinou um contrato para manter algumas de suas produções disponíveis nela por mais um tempo. Incluindo alguns lançamentos recentes, e deverá ser atualizado no catálogo ainda por mais algumas temporadas.

Alguns novos lançamentos do streaming da Disney, são lançados no cinema, principalmente as grandes produções, como filmes. Assim eu lançados nos cinemas, onde é possível assistir em vários lugares do país, a plataforma também está disponibilizando para ser assistido pelo Plus. Mas é preciso que o assinante tenha o Premium access, que é um tipo de Acesso Premium para filmes que ainda estão disponíveis somente nos cinemas.

O Premium Access que foi trazido para o Disney Plus, para dar oportunidade aos assinantes de assistir produções próximo das datas de chegar as telonas. Começou durante a pandemia, com lançamentos de produções da Marvel que não puderam ir para todos os cinemas devido a situação não controlada.

Depois do Acesso Premium, os filmes ficam disponível na plataforma normalmente, com uma data já pré-estabelecida.

Disney Plus

Disney: Mulan uma das personagens mais buscadas

Um dos live-actions mais aguardados pelos fãs nos últimos anos, com certeza foi Mulan, uma produção que já era uma das mais queridas da Disney. A animação foi lançada em 1998, com base em um poema chinês, chamado de “A Balada de Mulan”, uma história realmente muito conhecida no país, que mostrou muitos elementos dentro da animação, principalmente com o dragãozinho Mushu e algumas cenas de abertura.

Assim que foi informado que o Live-action de Mulan seria lançado, o primeiro ponto que se destacou logo de cara, foi de que o filme, não seria um musical como foi a animação da Disney. De acordo com a própria diretora Niki Caro, as músicas da primeira produção ficariam de fora do filme, que teria sim canções que fizeram parte da história, mas não de forma integral, fazendo parte da narrativa, como no desenho original.

Essa declaração da diretora foi dada durante o início do projeto e durante todas as filmagens não se falou mais sobre o assunto. Durante todo o período de produção, várias especulações sobre o longa saíram, os fãs procuraram muito saber como seria recontada a história da heroína até que o filme saiu e matou a curiosidade de todos.

Assim que foi lançado nos cinemas, foi possível ver diversas referências da produção com a animação antiga. E foi possível ver que algumas melodias da animação estão presentes no longa de forma mais sútil, principalmente no momento em que a personagem principal percebe que não se encaixa no papel que esperam dela dentro da sociedade.

Mulan

Além disso, foi possível ver também que alguns personagens se mantiveram na história, principalmente os soldados que fazem parte de boa parte da história e viram amigos de Mulan. No filme Ling (Jimmy Wong), Chien-Po (Doua Moua) e uma grande surpresa ao ver o imperador da China, a quem a personagem salva, sendo interpretado por Jet Li.

Na animação de 1988, a personagem principal era filha única, no Live-action ela tem uma irmã, interpretada por Xana Tang. No filme também, não há a presença de Li Shang, então o comandante Tung entra no lugar, interpretado por Donnie Yen, que será um personagem novo, que auxilia Mulan como seu mentor e professor.

Um ponto importante que foi muito criticado durante os primeiros murmurinhos sobre o Live-Action da Disney, foi a falta do dragão Mushu. Desde o começo já foi dito no projeto que o personagem não faria parte do novo longa e isso entristeceu alguns fãs que gostavam do personagem.

Mushu foi criado para a animação por Roy E. Disney, que o desenvolveu especificamente para ser um guardião da personagem principal durante sua trajetória. Ele não possui qualquer referência tradicional da China, com os dragões de cantiga. Mesmo que o longa tenha como base a animação, é possível ver que várias mudanças foram feitas, para produzir um conteúdo mais realista.

Quem assistiu à animação também e gostava do caso velado entre Mulan e Li Shang, também vai se decepcionar um pouco com a história atual do Live-Action. O comandante não está presente na nova trama, mas no seu lugar, Mulan se apaixona por um outro recruta, que é confiante e ambicioso, chamado de Chen Honghui, interpretado pelo ator Yoson An.

Outra diferença que os fãs da animação da Disney vão notar é a mudança no vilão. No Live-Action, Shan-Yu que é o líder dos Hunos do desenho, não será o responsável por causar a guerra. Nesse caso, a mudança foi feita por uma bruxa poderosa, que é interpretada por Gong Li, e junto dela Khan, que é interpretado pelo ator Jason Scott Lee, interpreta um guerreiro que está em busca de vingança pela morte de seu pai.

Toda a fotografia do Live-action é incrível, as filmagens foram feitas de uma forma para não fazer ninguém perder nenhuma cena. As quase 2 horas de filme são compensadas por cenas magníficas de paisagens da China, esteticamente muito bonitas e coloridas, uma ótima observação aliás, para a diretora Niki Caro.

Embora tenha sido um filme muito aguardado, a crítica evidenciou algumas falhas, mas isso fica muito a cargos técnicos, coisas que nem todo mundo que assiste vai notar, principalmente no que diz respeito a atuações e algumas cenas de luta.

Mulan - Disney

A lenda de Mulan

Com relação a tudo que diz respeito sobre a lenda e a história ou cultura Chinesa o filme deixou um pouco a desejar. Existem várias incoerências com relação a própria lenda de Mulan e no longa é possível ver várias cenas de luta que são exageradas para efeito cinematográfico propositalmente.

Em alguns pontos as lutas acabam se tornando o principal da história, deixando para traz muitos conteúdos e histórias que poderiam ser contadas. Para quem conhece ou entende da cultura chinesa, deve ter reparado nisso, e como a jornada da heroína ficou mais por cima.

A Disney se esforçou muito para agradar ao público chinês, mas é possível ver que alguns pontos precisavam levar em consideração a comercialização da história, do que apenas o conto chinês de onde deriva a história da personagem.

A Lenda de Mulan não foi reproduzida ou contada fielmente pela Disney, nem na produção de 88 e nem no Live-action. Na primeira história, mostra a vida de uma jovem que para proteger seu pai, se alista no exército chinês escondida, como se fosse homem, para enfrentar os terríveis Hunos que invadiram a China.

Nessa nova versão, a história já mudou um pouco, e boa parte do elenco tem algumas preocupações sobre essa diferença da história original, mas o que falta em semelhante da animação da Disney, sobra com a obra original que é a responsável e a inspiração da criação do Live-action.

Fa Mulan

Fa Mulan, possui um poema sobre os relatos de Hua Mulan, que conta a história de uma guerreira que se disfarça de homem para enfrentar a guerra. No poema chinês, a história é datada do século VI d.C. e leva o nome de “A Balada de Mulan”.

Na versão clássica, a existência da personagem nunca foi provada, mas há relatos que dizem eu ela teria vivido entre os séculos IV e V d.C. e ao decorrer dos anos teve diversos efeitos elencados com a história do poema e o que mudou de tanto ser contato.

De acordo com a lenda, os séculos renderam uma boa parte de toda a história original, que foi se perdendo, o que se tem conhecimento do que se aproxima mais da realidade mais conhecida. Originalmente, a história foi escrita entre os séculos XI e XII, mas também é possível encontrar uma outra versão que foi escrita na dinastia Ming e uma peça de teatro do chinês Xu Wei, no século XVI.

A história que ficou mais conhecida e é responsável por inspirar todas as outras, inclusive as obras da Disney, é a versão que fala sobre a personagem como uma verdadeira heroína chinesa. Na versão original é contado todos os seus feitos de forma corajosa e como salvou a nobreza tendo o coração tão puro.

No poema da Lenda de Mulan, conta exatamente a mesma história que vemos na animação da Disney, de quando ela sai escondida de casa e se veste de homem para entrar no exército e ir à guerra. Quando volta como vitoriosa, consegue provar seu valor dentro do campo de batalha, e então é recebida por sua família e tudo termina bem. Bem parecido com a animação de 88.

Segundo o poema original da história de Mulan, ela fica cerca de 10 anos fora de casa, lutando na guerra e tendo que passar por diversas provações. Outra diferença entre a lenda e o desenho, é que na escrita, as pessoas só descobrem o seu segredo depois que ela volta para casa e tira o disfarce de homem. No caso do poema, ela não sofre qualquer tipo de preconceito, já que por todos os seus feitos, as pessoas a reconhecem como igual.

Durante a batalha final, em uma das versões da lenda, a personagem é seguida pelos demais companheiros de exército e assim como todos haviam lutado ao seu lado, todos acreditavam em sua destreza dentro de combate, principalmente por já terem estado ao seu lado em inúmeros confrontos e ocasiões.

Com relação a par romântico, existe uma versão que fala de um soldado chamado de Jin Yong, com quem Mulan se casa. Esse personagem na versão de 88, é como se fosse o general Shang da Disney.

Em uma das versões mais tristes sobre a lenda de Mulan, depois de passar por tudo o que foi preciso para se tornar uma heroína, quando ela volta para sua casa, descobre que seu pai morreu enquanto ela estava em batalha. Com tamanho revolta e tristeza, a personagem tira sua própria vida.

O vilão do desenho animado, Shan you, não existe na lenda de Mulan, ou até mesmo o Mushu, que servia como um guardião para acompanhar a personagem durante sua jornada. A Disney aproveitou um ponto em comum com a história verdadeira, que é sobre a recusa da recompensa que é ofertada a jovem pelo imperador, por tudo que ela faz para proteger o país.

Tanto na história quanto no desenho, Mulan recusa a recompensa e diz que tudo que deseja é voltar para a casa e encontrar sua família novamente. Isso prova um desejo altruísta, um coração puro e muitas qualidades morais da personagem para com seu pai e família, como a frase de “trazer honra a todos”.

A honra é algo muito ressaltado ao longo da animação da Disney e também da Lenda de Mulan, ela faz parte das principais qualidades morais da personagem e um de seus desenhos mais verdadeiros.

Na China, a lenda de Mulan é muito conhecida por fazer parte do folclore do país. Existem até estátuas como homenagens a lenda que ganha tributos de fãs da história todos os anos.

Uma curiosidade que muitas pessoas não sabem, é que o Live-action da Disney, que teve como base a animação de 1988, não é a primeira obra que conta a história de Mulan com atores. Em 2009, a China produziu um longa sobre a história, chamado de “Mulan: Rise of a Warrior” que conseguiu trazer para as telonas uma versão muito mais adulta, série e realista sobre a lenda da personagem.

A história da guerreira criada pela China, mostra nas telas uma heroína com mais fibra que passa por vários apuros enfrentando os horrores de uma guerra que dura muito tempo. E o longa chinês consegue entregar uma história muito mais realista da jovem mulher, que salvou a China.

Se Mulan existiu mesmo ou não, ninguém sabe. Mas a história de sua coragem se espalhou pelo mundo, principalmente com os longas que foram lançados. A história inspira chineses há muitos anos, o exemplo de sua história é mostrado para diversas pessoas que julgam principalmente as mulheres por falta de capacidade ou qualquer outra característica que a impeça de algo.

No que se tem escrito na lenda de Mulan, uma jovem de apenas 16 anos, no século V, foi capaz de remontar o seu destino e lutar pela própria vida mudando toda a história de uma nação.

A Lenda de Mulan

Onde assistir

O novo Live-action de Mulan pode ser assistido pelo Disney Plus e está disponível para todos os assinantes. Além do novo filme a versão animada de 1988 também está disponível no streaming.

Na versão mais antiga que é possível ser assistida também pelo Disney Plus, é fácil conhecer Mulan e todos os demais personagens da versão criada com base na Lenda chinesa, mas com toques mais leves, mas ainda assim, é uma ótima versão para ser vista em família.

Os planos de assinatura podem ser feitos pelo site, com valores que ficam em R$ 27,90 por mês ou R$ 279,90 por ano. Além dos planos tradicionais, o streaming também oferece o Premier Access para assistir produções em estreia e lançamentos. Os filmes podem ser vistos pelo Disney Plus, pagando o valor de R$ 69,90 para assistir quantas vezes quiser.

As produções também podem ser vistas de qualquer lugar, tanto pela smart TV, pelo computador, por smartphones, tablets e também em videogames, sempre que desejar.

Disney Plus

Pantera Negra

Considerado um dos melhores filmes da Marvel, Pantera Negra, já era uma promessa antiga da empresa, que ao tomar a decisão de revelar ao mundo a história de T’Challa e Wakanda, não poderia ter acertado mais.

A história do rei de Wakanda que precisa resolver diversos conflitos internos, foi uma das produções mais estudadas pelo estúdio, principalmente para saber e conseguir representar da melhor maneira possível a cultura africana.

Embora a ideia do filme era a de vender mais um super herói, o principal objetivo era de mostrar um personagem que não fosse muito despreocupado, porém, não muito sério. A escolha de Ryan Coogler para dirigir o longa pode ter sido uma das melhores escolhas, para dar início a sequência de acertos da produção.

Um dos grandes pontos positivos da produção foi a contratação dos atores para interpretar os personagens, algo que é levado muito a sério pela Disney. Conseguiu encontrar talentos que divertissem e ao mesmo tempo representassem papéis incríveis, fortes e muito avançados dentro desse universo dos super heróis.

A história contada no filme da Disney, Pantera Negra, se passa um pouco depois do que acontece no filme “Capitão América: Guerra Civil”, onde há vários desdobramentos, que fazem T’Challa, interpretado por Chadwick Boseman, voltar para casa para assumir diversas obrigações de rei, no lugar de seu pai, o rei T’Chaka, que morre durante um atentado nos Estados Unidos.

Pantera Negra

T’Challa precisa proteger Wakanda, assim como seus recursos naturais, o vibranium do mundo inteiro. Wakanda, também chamada de Cidade Dourada, foi criada no filme de forma bem semelhante aos quadrinhos, como sendo um verdadeiro paraíso tecnológico.

A cidade por si só no filme já mostra muito do universo do personagem da Disney, como se fosse um planeta a parte. A fonte de vibranium é mostrado como o metal mais raro da Terra, e assim como outras pessoas usam o material para criar armas (como é o caso do escudo criado para o Capitão América), em Wakanda, ele é usado para praticamente tudo.

A história sobre o metal, descrito nos quadrinhos, é antiga. E fala sobre a dificuldade de conseguir utilizá-lo de diversas formas. Eles usam o minério para fazer roupas, transformam em energia limpa, conseguem estudar tecnologias para usar o magnetismo do vibranium como ferramentas para a comunicação.

Wakanda poderia se passar facilmente por um planeta diferente, por uma sociedade alienígena, por ser tão avançada tecnologicamente. Outro ponto que chamou muita atenção, foi a guarda de elite não usar armas de fogo e ser composta apenas por mulheres.

Todas as pessoas de usam roupas e armaduras que são feitas de vibranium, por serem mais resistentes. Armas de fogo é considerada muito antiquada pelos wakandanos, que possuem tecnologias mais avançadas para se proteger.

A Disney conseguiu construir um sistema bélico para o universo de Pantera Negra que fosse mais avançado, porém, totalmente voltado para a defesa, já que esse é o intuito da sociedade. Toda a política do país é pacifista, e sem intenções de causar conflitos com outras sociedades. Mas tem em contrapartida, guardar os avanços tecnológicos descobertos apenas para si, deixando as pessoas ao seu redor, principalmente países africanos mais necessitados a mercê.

Pantera Negra - Disney

Por não ter um programa de assistência humanitária e nem fazer nada para proteger o povo refugiado, Wakanda fica escondida por diversos hologramas, no entanto que muitas pessoas nem sabem da existência do país.

O diretor conseguiu acertar em vários pontos do filme Pantera Negra, já que conseguiu mostrar que mesmo sendo uma sociedade pacifista e evoluída tecnologicamente, ela é preconceituosa com outros africanos que não são nativos de Wakanda, por medo. E por esse motivo, o país fica totalmente isolado.

Esse preconceito é o que leva o vilão da trama, Erik Killmonger, um ex militar americano e assassino, que fica de olho e passa a ter a vontade de tomar Wakanda, para usar os recursos para construir armas e defender os oprimidos.

Embora ele tenha intenções nobres, a motivação real que está por trás disso é a vingança contra a família do rei. O filme da Disney, Pantera Negra é realmente muito sério, não tem tantas piadas como é comum em filmes da Marvel, e por isso se tornou um dos mais sérios já lançados da franquia.

Por tratar de temas mais sérios, leva essa temática social e também mostra uma parte mais fantasiosa da cultura africana, como por exemplo, pessoas que usam roupas de gorila e de panteras. Apesar de toda a ação é um filme divertido que mostra uma nova realidade de um novo país (mesmo que fictício) muito evoluído, e uma ótima opção de entretenimento.

Sobre os personagens de Pantera Negra, filme lançado pela Marvel dos estúdios Disney, o filme é composto de personagens muito fortes, como a rainha Ramonda que é mãe de T’Challa. Interpretada por Angela Bassett, representa uma mulher dura, severa que pega muito no pé da irmã mais nova do rei, Shuri, interpretada por Letitia Wright.

Mesmo sendo muito justa com o rei, ela reconhece que seu filho possui novas responsabilidades. Enquanto que a irmã, é uma das principais personagens em cuidar de toda a tecnologia no filme, ela mostra que entende e cria diversos novos aparatos para que o Pantera Negra consiga usar a tecnologia da cidade a seu favor, em diversas cenas de ação, incluindo, várias melhorias no próprio traje do herói.

Enquanto isso, a personagem Nákia, interpretada por Lupita Nyongo, que é uma guerreira por quem T’Challa tem um grande interesse romântico. Porém, ela é um espírito livre que também não concorda com as formas como Wakanda lida com outros lugares do mundo que precisam de ajuda. E essa é uma discussão muito comum entre os dois, a falta de compartilhar os bens com outros países africanos que sofrem pela fome, entre outras coisas.

Os principais pontos ligação entre Wakanda e o mundo externo, é através de um agente da CIA, chamado de Everetto Ross (Agente Ross), interpretado por Martin Freeman, que já conhecia o rei desde a Guerra Civil quando estava nos Estados Unidos. Devido uma série de acontecimentos que vão acontecendo no decorrer do filme, ele por ser um agente de inteligência americana, acaba indo parar no país isolado, onde acreditava ser um lugar primitivo e de terceiro mundo.

Com todos os acontecimentos, o agente Ross acaba se tornando um grande aliado, leal, que consegue ajudar os wakandianos a restaurar a paz no país, inclusive, lutando ao lado dos demais guerreiros.

Uma atriz que chama muito atenção no filme da Disney, é Danai Gurira, que interpreta Okoye, a principal guerreira do reino, que é a capitã das Dora Milaje. Ela é comandante da guarda de elite do castelo e que não deixa nada passar batido. É extremamente leal ao trono, possuindo muita força e agilidades de luta impressionantes. Se trata de uma personagem militar, que assim como todas da sua classe, confia nas habilidades do próprio corpo.

Todas as cenas de conflito são intensas e muito bem dirigidas. Com coreográficas impecáveis, principalmente por envolver tipos de armas diferentes do que se vê nesse tipo de filme, incluindo até mesmo escudeiros e rinocerontes blindados, além de lanças e espadas.

O vilão que também está presente é Ulysses Klaue, interpretado por Andy Serkis, que é um explorador ganancioso que também está atrás do vibranium de Wakanda, e já descobriu e conseguiu um pouco do recurso. Ele possui uma prótese em um dos braços que foi roubada, e eu se trata na verdade de um canhão sônico.

O vilão em si não causa tantos problemas, apesar de ser desprezível, mas ele está atrás da matéria prima que o Pantera Negra tenta proteger e isso, gera um conflito logo no começo do filme. A Disney conseguiu encaixar um vilão no começo e fechar com outro que tinha questões familiares de forma bem equilibrada, e com um roteiro excelente.

Pantera Negra

Onde assistir Pantera Negra?

Todas as produções da Marvel, assim como Pantera Negra, estão disponíveis no streaming do Disney Plus. É possível assistir de qualquer dispositivo móvel, desde tablets, Smart TVs, computadores, smartphones e videogames, de qualquer lugar.

Para assistir basta ser assinante da modalidade principal da plataforma. Para quem gosta desse estilo de filme, vai adorar acompanhar mais aventuras de outros heróis da Marvel, como Thor, Capitão América, Homem de Ferro, Viúva Negra e muito mais.

Todos os filmes da franquia estão disponíveis no streaming do Disney Plus, já que a Marvel faz parte das empresas compradas pela Disney, que mantém os direitos autorais pelos filmes e todos os personagens atualmente.

Disney Plus

Radio Disney: Acompanhe as aventuras

A Rádio Disney é uma empresa criada pela The Walt Disney Company, se tornou uma subsidiária que fica no Texas, em Dallas. Tem como público alvo principal o infantil e o adolescente por tocar principalmente músicas e hits de sucesso que tocam no canal da empresa.

Lançado em 1996, a rádio teve transmissão pela primeira vez em 8 de novembro, que não por coincidência, era o mesmo dia do aniversário do principal personagem da empresa, Mickey Mouse.

A transmissão no começo, era feita para a faia etária dos 2 anos, mas com o passar dos anos, foi ganhando o público mais velho, com 14 anos, e depois, por começar a tocar as atrizes que estavam no auge nos canais da Disney Channel, como Raven Symoné e Hilary Duff, foi atraindo mais adolescentes.

Vários programas foram sendo lançados dentro da Rádio Disney, que foram ficando muito populares desde 2006 e muitos foram mudando. No ano seguinte, em 2007, a Rádio sofreu várias mudanças, uma das principais foi a mudança no slogan, que deixou de ser “Ears”, nos Estados Unidos e passou a ser “You Music, You way!”. Os números para entrar em contato também mudaram, assim como para mensagens de voz, etc.

No Brasil a Rádio Disney fica localizada em São Paulo, é transmitida do estado homônimo brasileiro, em frequência 91,3 MHz na FM. Por não manter afiliações, pertence a Rádio Holding Participações e tem a The Walt Disney Company como sócia.

30% da administração da rádio pertence a Disney, e as participações restantes ficam com Paulo Henrique Cardoso. Os estúdios ficam localizados no bairro de Cidade Monções, e a antena faz a transmissão no Espigão Paulista, que fica no Edifício São Luíz Gonzaga.

Assim como a Rádio dos Estados Unidos, no Brasil ela também tem a sua programação toda voltada ao público jovem e adolescente. Se tornou uma das pioneiras na América Latina a ter uma programação toda voltada ao público infanto-juvenil, e é a 6 emissora atualmente que está entre as mais tocadas de São Paulo.

Em 2009, houve uma mudança de MHz, já que a Nossa Rádio, uma emissora evangélica, migrou sua frequência para 106.9 MHz, e essa alteração, gerou diversas especulações para o ato de talvez ter que alterar o endereço de 91.3 da Rádio Disney.

Antes que o fim do ano chegasse, a nova programação passou a ser transmitida, mais adulta, e o grupo Disney, precisou adquirir parte da empresa junto da Radio Holding LTDA. Essa nova aquisição acabou se tornando o maior investimento do grupo no Brasil.

Assim que se iniciou 2010, a Disney, obteve uma nova concessão sobre o 91.3 MHz, que passou a transmitir novamente a programação como antes, voltada ao público infanto-juvenil, com artistas como Miley Cirus, Demi Lovato, Jonas Brothers, e vários outros. A emissora até então não tinha renovado seus anúncios de transmissão, até que a qualidade da frequência continuasse.

Algum tempo depois de passar por algumas notícias mais conturbadas e investigações, a Rádio Disney passou a ser divulgada com caráter de estreia, marcando o fim do mistério sobre ”Que rádio é essa?”, uma campanha que gerou muita expectativa dos ouvintes com a troca de locutores. Durante essa fase, a rádio Disney começou a divulgar também um telefone para contato, em casos de promoções para assistir a shows e também para falar com os locutores e pedir músicas.

O lançamento do fim do mistério aconteceu, e assim diversos artistas do cenário musical no Brasil, também passaram a participar da rádio, que passou a ser transmitida também para vários outros países da América Latina. A rádio Disney, se tornou a maior rede principalmente em número de países.

Rádio Disney

Disney Plus

O serviço de streaming da Disney, que é mais uma das subsidiárias da The Walt Disney Company, foi criado para oferecer principalmente, produções de filmes e séries do estúdio, com conteúdos e publicidades também de outras empresas que pertencem ao estúdio como Marvel, Pixar, Star Wars, National Geographic, etc.

Várias produções em filmes e séries são oferecidas pelo streaming por assinatura, que podem ser assistidos pela TV, desde 2019 nos Estados Unidos, e no Brasil desde o final de 2020. Assim como outras plataformas conhecidas, o Disney Plus possui algumas variáveis, como é o caso da Hulu, que tem conteúdo mais voltado para esportes e toda da programação da ESPN +.

A tecnologia desenvolvida pela Disney Streaming Services, foi criada inicialmente em 2015 com a MLB Advanced Media. Nesse momento a participação acionária na empresa da BAMTech cresceu e por isso, em 2017, as propriedades foram transmitidas para a DTCI como uma nova aquisição da Century Fox.

Tais compras e alterações acionárias, permitiram o lançamento do ESPN + em 2018, e com o lançamento da Disney Plus, o streaming poderia lançar junto outras plataformas ligadas. O que permitiu também que a empresa aproveitasse as tecnologias usadas na ESPN +, para estabilizar a sua plataforma de serviços de streaming.

A produção de filmes e conteúdos para televisão, começaram a ser exibidos na plataforma em 2017, contando principalmente com diversos lançamentos da Marvel que iam para a Netflix, que depois passou a ser cancelado.

Em novembro de 2019, Países Baixos, Canadá e os Estados Unidos, tiveram o serviço de streaming lançado, poucos dias depois se expandiu para outros países, principalmente na Europa.

Assim que o Disney Plus foi lançado, a repercussão foi muito positiva, principalmente pelo conteúdo eu já era adorado pelos fãs da empresa. A plataforma passou por ajustes técnicos para resolver alguns problemas em filmes e programas, e hoje já possui milhões de assinantes espalhados pelo mundo inteiro.

Todo o serviço da plataforma gira em torno das principais produções da Disney, que também deve ter como foco principal, o entretenimento mais voltado para a família de uma forma geral.

É provável que o streaming, tenha alguns episódios de televisão a mais de algumas animações feitas pela Pixar, e muitos filmes em versão de Live-action. Os filmes das Marvel e da Lucasfilm já estão presentes na plataforma, assim como diversos documentários da Disneynature.

A Disney tinha como principal meta no lançamento da plataforma de streaming, incluir entre quatro e cinco filmes originais de início, assim como alguns programas de televisão. Mas com tamanho sucesso e os novos assinantes, a arrecadação foi ainda melhor do que o esperado, e com isso, produções ainda mais caras, conseguiram sair do papel.

Disney Plus

Como assistir Disney Plus na TV?

O Disney Plus pode ser assistida pelos mais diversos dispositivos que tenham acesso a internet. O primeiro passo é identificar se o aparelho de TV tem compatibilidade com a sua smart TV. Para saber se o serviço de streaming é compatível, é preciso acessar as configurações do aparelho, e nesse caso cada aparelho vai ser diferente um do outro, mas de uma forma geral, é preciso identificar se a TV possui a possibilidade de baixar o streaming.

As TVs da LG por exemplo, de 206 para frente, precisam ter no mínimo o WebOS 3.0. Mas em TVs que possuem NetCast o serviço não é compatível. Já em aparelhos da marca Samsung, aparelhos de 2016 para frente, exigem o sistema operacional Tizen. Mas as que possuem o sistema Orsay não rodam o Disney Plus.

Smart TVs de Sistema operacional Android TV, rodam o streaming, desde que estejam atualizados na versão 5.0 ou mais. Para assistir o Disney Plus, basta ligar a TV, e abrir o aplicativo, caso a Smart TV ainda não tenha o aplicativo instalado, é preciso fazer a instalação primeiro e depois clicar em entrar.

Para acessar o streaming, será preciso fazer um cadastro e digitar seus dados nos locais indicados. Para fazer o registro é bem simples, é preciso criar um login e uma senha, utilizando um e-mail para fazer o acesso.

Para facilitar, o registro pode ser feito pelo computador ou PC. Feito isso, um código de 8 dígitos vai aparecer na tela, e eles devem ser digitados na TV e depois clicar em continuar. A próxima tela que vai aparecer, vai exigir o e-mail cadastrado e a senha e depois o processo de registro estará concluído.

A partir daí, todo o conteúdo vai estar disponível na TV, é possível fazer as buscas pelo conteúdo por estilo, por categorias, entre filmes e séries, por nome de artistas, etc. A plataforma é bem fácil de mexer e bem semelhante as outras concorrentes.

Aplicativo Disney Plus

Baixar Disney Plus na TV Samsung

Quem tem uma smart TV Samsung, mas não conseguiu encontrar o aplicativo do Disney Plus, é muito provável que seja necessário fazer o download do streaming. Para isso, é preciso seguir alguns passos simples. O aplicativo da Disney, é um app de Vídeo On Demand, isso significa que através dele é possível visualizar diversos conteúdos dentro de uma plataforma que nesse caso é a Disney Plus.

É preciso fazer um cadastro inicialmente, e depois instalar o aplicativo na TV. Depois de se cadastrar na plataforma través de um smartphone ou computador, entre na “Home” da TV, através do controle remoto.

Seleciona a opção de “Apps”, vai abrir uma tela para que você visualize todos os aplicativos que estão disponíveis. Clique no ícone de procurar que fica na parte de cima, e escreva “Disney +”. O aplicativo vai aparecer em poucos segundos. Clique no ícone da plataforma e espere até que ela esteja pronta para ser abrir, e então clique em “Abrir” e depois em “Iniciar Sessão”.

E então pronto, você vai poder fazer o login no aplicativo e assistir os seus conteúdos favoritos diretamente pela smart TV. Não são todos os aparelhos que são compatíveis com o aplicativo do streaming e para saber, basta acessar o site da Samsung e verificar com os dados completos do seu aparelho, para saber se é possível instalar a aplicação nela ou não.

Disney Plus

Colocando Disney Plus na TV

Na grande maioria das marcas de smart TVs, a forma de instalar o aplicativo do Disney Plus é a mesma. É preciso entrar nos aplicativos, fazer uma busca e então instalar o aplicativo. Caso a marca ou o modelo da TV não seja compatível com o aplicativo, também é possível fazer a instalação no videogame, que ligado através dos cabos convencionais, pode transmitir na TV os conteúdos disponíveis no streaming.

Para baixar o streaming no videogame vai depender do modelo dele, mas em modelos de PlayStation por exemplo, é preciso entrar no aplicativo de TV e Vídeo e fazer uma busca pelo aplicativo da Disney Plus.

Depois selecionar a opção “Instalar” e esperar eu abra outra tela com a opção “Entrar”. Feito isso, o processo é o mesmo das smart TVs, é preciso já ter o cadastro para fazer o login, e digitar o código de 8 dígitos direto no videogame.

VEJA TAMBÉM : Assistir filmes online: confira melhores plataformas

 

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -