HomeEmpresas & NegóciosNota Fiscal Paulista: tudo que você precisa saber aqui

Nota Fiscal Paulista: tudo que você precisa saber aqui

-

A Nota Fiscal Paulista é uma importante iniciativa do Estado de São Paulo, que busca melhorar toda a questão tributária no estado.

O programa do Estado de São Paulo, basicamente, incentiva a população e os estabelecimentos a ajudarem nessa fiscalização.

Créditos e prêmios são disponibilizados benefícios para os participantes, em troca do apoio.

Se você tem alguma dúvida, tudo o que você precisa saber sobre a Nota Fiscal Paulista, está aqui!

Secretaria da Fazendo SP

Assim como existem os Ministérios, que são os responsáveis gerais pelo comando de cada área da União, existem também as Secretarias de Estado.

- Continua Depois da Publicidade -

Existem, desse modo,  Ministério da Educação, e a Secretaria Estadual de Educação.

O mesmo ocorre com outras grandes áreas, como é a Saúde, dentre outros.

Inclusive, há também os correspondentes municipais desses ministérios.

Mas a pasta da Fazenda é, sem dúvidas, junto às pastas de Saúde e Educação, uma das mais importantes.

Isso porque, é a responsável por gerir basicamente todos os recursos financeiros, de uma cidade, de um estado e de um país.

Cada estado possui sua própria Secretaria da Fazenda, também conhecida como Sefaz.

O Estado de São Paulo, como sendo o principal estado brasileiro, financeira e economicamente falando, possui a maior Secretaria do país.

Tudo o que envolve o Estado de São Paulo, toma efetivamente grandes proporções, já que é o estado com grandes recordes nacionais e internacionais.

- Continua Depois da Publicidade -

Sendo o maior polo financeiro do país, São Paulo concentra uma grande quantidade de recursos.

São muitos estabelecimentos e muitos consumidores.

A questão fiscal, relacionada a fiscalização sobre todas as operações realizadas, que é responsável por boa parte dos impostos recolhidos, é um grande problema.

Para fiscalizar essas operações é para que existem as notas fiscais e os demais documentos fiscais.

Mas vistoriar e incentivar a entrega desses documentos exige medidas mais amplas do Estado.

Por isso, para incentivar a população a exigir a emissão desses documentos, foi lançado em 2007, o Programa Nota Fiscal Paulista.

Os próprios estabelecimentos também são incentivados pelo programa a emitirem os documentos fiscais.

Basicamente, a nota fiscal paulista em um programa de incentivo a essa fiscalização, dando em troca, benefícios para os participantes.

- Continua Depois da Publicidade -

Mas o que é realmente a nota fiscal paulista e como ela funciona? Entenda agora!

Nota fiscal paulista: o que é?

​A nota fiscal paulista é um programa do estado de São Paulo, criado no ano de 2007, que busca incentivar a cidadania fiscal.

O objetivo principal do programa é justamente incentivar a exigência do documento fiscal pela população, quando realizam uma compra.

Aliás a entrega do documento fiscal é algo muito importante, que gera benefícios para os consumidores, para as empresas e também para o próprio estado.

Pois é através dele que é possível a realização de um controle maior sobre os estabelecimentos, evitando a sonegação fiscal.

E para incentivar a entrega desse documento, o programa gera  créditos para todas as partes envolvidas.

Os consumidores são um dos maiores beneficiados, pois podem participar de sorteios, e usar os créditos adquiridos em várias opções.

Uma porção de tudo o que é recolhido também volta para o consumidor. E esse incentivo reduz bastante a sonegação fiscal.

Isso também é um benefício para o consumidor, enquanto cidadão, e beneficiário direto de diversos todos os segmentos da sociedade brasileira.

Mas não são apenas os consumidores que se beneficiam da nota fiscal paulista, pois os próprios estabelecimentos também contam com benefícios.

Um dos principais é a ajuda no combate a pirataria, que é um problema seríssimo no país.

A fiscalização também permite mais justiça para os estabelecimentos, impedindo a existência de algum concorrente injusto.

Há também menos burocracia nos processos, e o próprio período em que é preciso ter esses documentos em mão, também é bem menor.

Como dito, o programa surgiu em 2007, mas passou por uma grande reformulação no ano de 2017.

Tudo isso para promover mais melhorias, e alinhar todos os objetivos, ampliando os incentivos para a população.

Atualmente, a nota fiscal paulista continua sendo um importante programa, que consegue trazer muitos benefícios para todas as áreas.

Nota fiscal paulista: como resgatar os créditos?

Para o consumidor, a nota fiscal paulista é um programa bastante simples, pois não gera quase nenhuma dificuldade de uso.

Para participar do programa, e ter direito aos créditos, por exemplo, não há nem mesmo a necessidade de realizar nenhum cadastramento.

Tudo o que é preciso é que o CPF seja inserido no documento fiscal, assim todos os dados do consumidor vão automaticamente para o sistema.

A única tarefa inicialmente do consumidor é somente exigir que seja emitido o documento fiscal.

E é assim, simplesmente exigindo seus direitos, que os créditos são depositados em nome da pessoa na nota fiscal paulista.

Agora, para resgatar esses créditos, é preciso se cadastrar no sistema do programa, pois é através dele que essa ação será possível.

Mas de todo modo, para resgatar os créditos da nota fiscal paulista, são passos bem simples. Confira agora o passo a passo:

Passo a passo para resgatar os créditos da Nota Fiscal Paulista

1º passo – acessar o sistema.

A primeira coisa que deve ser feita para resgatar os créditos da nota fiscal paulista, é justamente acessar o seu sistema.

Todo o processo de coleta dos créditos não exige que o consumidor se cadastre, mas para sacar, é preciso sim estar cadastrado no sistema.

Então, depois de cadastrado, basta acessar o sistema para iniciar o resgate do crédito.

O tópico “Nota Fiscal Paulista: consultar saldo”, deste artigo, mostra com mais detalhes esse primeiro passo.

2º passo – utilizar créditos na conta corrente.

Os créditos da nota fiscal paulista podem ser empregados em outras áreas, como para o pagamento de impostos.

Mas para resgatar para a conta bancária do usuário, é preciso clicar em conta corrente e depois utilizar créditos.

3º passo – escolher o tipo de conta.

Depois, basta escolher o tipo de conta para o qual o crédito será transferido, seja corrente ou poupança.

4º passo – digitar dados do destinatário.

Por último, é preciso informar os dados do remetente, como os dados da conta e do banco, e também quanto será transferido.

Por fim, basta finalizar a transferência, clicando no botão de efetuar, e caso tudo esteja corretamente informado, o sistema irá confirmar a operação.

NFP: Sefaz SP

Sefaz é uma sigla utilizada em todos os estados brasileiros, para se  referir a suas secretarias de estado da Fazenda. É um órgão comum em todos os estados.

Assim como existe o Ministério da Saúde, Educação, da Fazenda, etc, que são órgãos federais da União, também existem seus correspondentes estaduais e municipais.

Então podem ser encontrados no Brasil, o Ministério da Educação, a Secretaria de Estado da Educação, e a Secretaria Municipal de Educação.

Por isso, para diferenciar a Sefaz de um estado para o outro, é utilizado o abreviação da unidade federativa, seja RJ, PR, MG, CE, etc.

No caso do Estado de São paulo, é utilizada a Sefaz SP, que é o órgão estadual da fazenda do estado.

As responsabilidades da Sefaz SP são bastante importantes, indo desde arrecadar, fiscalizar, controlar, contabilizar  e pagar todos os recursos públicos do Estado de São Paulo.

Então, toda a parte financeira, que envolve os recursos públicos de São Paulo, é gerenciada pela Sefaz SP.

E claro, a nota fiscal paulista, como já mencionado anteriormente, também é uma responsabilidade e iniciativa da Sefaz SP.

Nota Fiscal Paulista: prêmios

Para melhorar toda a questão tributária, a Sefaz SP tem uma atuação bastante grande no incentivo a diversas partes dessa área.

E a nota fiscal paulista é uma das mais importantes. Pois deve ser levado em conta que os estabelecimentos são responsáveis por boa parte da incidência dos impostos.

Todos os produtos alimentícios e em geral são ofertados em estabelecimentos, então ter um controle nessa área é fundamental.

Para incentivar esse a fiscalização, tanto por parte da população, como incentivo aos estabelecimentos, a nota fiscal paulista oferta diversos prêmios.

Atualmente, são 600 prêmios distribuídos para  para todas as partes envolvidas, sendo sorteados separadamente entre as entidades e os demais participantes.

São sorteados ao todo, cerca de R$ 6,7 milhões em prêmios todos os meses, o que significa um grande incentivo para a população.

Recusa de nota Sefaz São Paulo

A nota fiscal é um documento muito importante, responsável por possibilitar a fiscalização e evitar fraudes fiscais.

Esse documento é emitido sempre que uma compra é realizada nos estabelecimentos comerciais, ou seja, sempre que houver a transação financeira entre dinheiro e bem.

Na maioria dos casos, sua entrega é obrigatória, e o cidadão tem o direito de exigir sua entrega sempre que uma comprar algo em um estabelecimento.

O maior objetivo desse documento é impedir a sonegação fiscal, atuando como um registro de operações.

E é por isso que o Estado de São Paulo lançou o programa nota fiscal paulista, justamente para incentivar a sua emissão.

Mas há várias aplicações da nota fiscal, pois ela é usada para o registro e fiscalização de tudo o que ocorre nos estabelecimentos.

E por ser muito importante, é fundamental que o que esteja informado nela seja totalmente correto.

Aliás, é por meio dela que tudo vai parar no sistema, sendo muito difícil alterá-lo posteriormente.

Então, quando uma empresa se depara com algum erro na nota fiscal, um dos passos mais corretos a se fazer é realizar sua recusa.

O órgão ao qual se deve recorrer é justamente a Sefaz de cada estado.

Normalmente, cada Secretaria de Fazenda possui métodos mais específicos para que se realize essa ação.

Então, o mais indicado é que se dirija ao site de cada Sefaz, para observar.

A Sefaz de São Paulo conta com páginas específicas em seu portal, na parte de notas fiscais, onde podem ser observados os melhores procedimentos.

Mas ela conta também com o auxílio de um app, disponível gratuitamente, onde é possível fazer a recusa de nota fiscal Sefaz São Paulo.

É uma aplicação gratuita para Manifestação do Destinatário (MDe), que pode ser encontrada também no site Sefaz SP.

Nota Fiscal Paulista: consultar saldo

Além dos inúmeros prêmios que a nota fiscal paulista oferece, ela também retorna um pouco de dinheiro para os consumidores.

Assim, sempre que uma compra é realizada, e a emissão do documento fiscal é exigido, o consumidor consegue arrecadar dinheiro para si próprio.

Para isso, basta que na hora da emissão, o CPF seja inserido no documento fiscal. E o mais interessante é que o consumidor participa sem nem ao menos realizar um cadastro.

Tudo é feito de modo automático, e apenas na hora de consultar o saldo ou transferir o dinheiro é que é preciso realizar o cadastramento.

O saldo disponível na nota fiscal paulista possui bastante utilidades, e pode ser empregado em outras áreas.

Então, além de ser transferido para a conta bancária do proprietário, ela também pode servir para pagar algum imposto.

Para isso, basta verificar se há saldo suficiente para a operação, o que não é algo tão difícil de se fazer.

Para consultar o saldo na nota fiscal paulista, basta acessar o sistema do programa.

A primeira coisa que deve ser feita é acessar a página de login no programa nota fiscal paulista. Para isso, basta clicar no login do programa.

Depois, é preciso selecionar a opção correta de acesso, que pode ser “contribuinte ICMS”, “consumidor”, “contabilista”, “fazendário”, “usuário Procon” ou “representante contribuinte”.

No caso dos cidadãos comuns, que realizam as compras nos estabelecimentos, eles são consumidores.

Então basta selecionar a opção de “consumidor”, e depois inserir o CPF e a senha.

Caso a pessoa ainda não seja cadastrada, é preciso realizar o cadastro, para poder acessar o sistema nota fiscal paulista.

Consultar Nota Fiscal pelo CPF

Para entender melhor esse processo, é preciso primeiramente compreender o que é uma nota fiscal.

A nota fiscal é um documento emitido pelos estabelecimentos comerciais, sempre que há a troca de um bem por dinheiro.

Então, salvo algumas exceções, toda vez que uma pessoa compra algo, ela deve receber uma nota fiscal naquela operação.

O objetivo desta nota fiscal é justamente atuar como um tipo de documento fiscal, que serve para  registrar essa operação.

No caso, o programa nota fiscal paulista incentiva a entrega desse documento por parte dos estabelecimentos, para a população.

Inicialmente eram utilizadas apenas notas fiscais impressas, mas como é preciso arquivar e organizar bem esse documento, houve uma melhoria.

Assim, surgiu a nota fiscal eletrônica, que basicamente possui as mesmas funções, mas é totalmente digital.

Então, atualmente, ainda existem as duas modalidades sendo utilizadas pelos comerciantes e demais emissores.

A emissão desses documentos é um dos principais pontos para evitar a sonegação fiscal, que é quando é deixado de gerar os fiscos legais.

E sua função é justamente essa, de legalizar essa operação, de acordo com o que manda a legislação.

Todos os tributos relacionados, também são baseados nessa fiscalização, então é uma etapa crucial.

Cada Sefaz é responsável por vistoriar essas operações, por isso podem haver diferentes modos de incentivo de entrega.

No caso da Sefaz SP, a nota fiscal paulista é um método que busca justamente esse incentivo.

Apesar das notas fiscais serem emitidas pelos estabelecimentos, e estarem intimamente ligados às pessoas jurídicas, com CNPJ, as notas fiscais paulistas são emitidas no CPF.

Como visto durante todo o artigo, é preciso que o CPF seja inserido para que a operação seja registrada no nome do consumidor.

Então, basta acessar o sistema da nota fiscal paulista e consultar a nota fiscal pelo CPF.

Saldo nota fiscal: como ver?

Depois de realizar algumas compras, e pedir para que o CPF seja incluído no documento fiscal, já haverá algum saldo disponível na nota fiscal paulista.

Para isso basta se cadastrar no sistema e fazer o acesso, pois apenas lá será possível ver o saldo do programa.

O acesso pode ser feito em alguns passos simples. Veja o passo a passo para realizar essa ação:

1º passo – acessar o portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo.

O portal está disponível acessando o site oficial

2º passo – clicar em cidadão.

No portal há duas abas com o nome “cidadão”. Uma fica na parte superior e outra fica no lado direito da tela. Tudo o que é preciso é clicar em qualquer uma delas.

3º passo – clicar em “nota fiscal paulista”.

Os créditos são referentes a nota fiscal paulista, por isso é preciso seguir para essa área.

4º passo – acessar o sistema.

Como são dados individuais, o programa exige a entrada no sistema para visualizar o saldo. E para isso é preciso se cadastrar.

Então quem ainda não é cadastrado, deve realizar o cadastramento e assim será possível ver o saldo da nota fiscal paulista.

Outra opção também é através do aplicativo da nota fiscal paulista. Veja como tudo deve ser feito:

Ver saldo da nota fiscal paulista pelo aplicativo

O app da Nota Fiscal Paulista é bastante prático, pois pode ser acessado a qualquer momento pelo usuário, sem a necessidade de usar o site.

Os aplicativos oferecem mais mobilidade e comodidade, tendo um acesso mais rápido e prático. E no caso da nota fiscal paulista não é diferente.

O app pode ser encontrado nas principais lojas de aplicativos, ou seja, a Play Store e a Apple Store, em também em outros sistemas operacionais.

Basicamente são passos simples, e apenas no primeiro acesso que será um pouco mais demorado, pois deve haver o cadastramento.

1º passo – buscar e instalar o aplicativo.

É preciso se ater ao app oficial, pois podem também haver cópias disponíveis. Para isso, basta observar que o oficial foi desenvolvido pela Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo – PRODESP.

Mas para que não reste dúvidas, esse é o link do aplicativo Nota Fiscal Paulista oficial.

2º passo – realizar o acesso.

Lembrando que é preciso ser cadastrado no sistema, então quem ainda não possui cadastro, será preciso fazer.

3º passo – abrir o menu de opções.

Já dentro do app, em sua tela inicial, é preciso clicar nos três pontos no lado esquerdo.

4º passo – clicar em créditos NFP.

O último passo é escolher a opção de créditos nota fiscal paulista, pois já será possível ver o saldo em saldo disponível.

Tem dinheiro no meu CPF? Descubra!

O programa nota fiscal paulista vem buscando incentivar, desde 2007, a diminuição da sonegação fiscal por parte dos estabelecimentos.

Por isso, dar créditos e prêmios para a população é uma maneira efetiva de incentivar a cobrança da emissão de um documento fiscal.

Os próprios estabelecimentos também são beneficiados, participando de sorteios, e também possuindo outros benefícios, como uma concorrência mais leal.

Tudo o que é preciso é que o CPF seja inserido no documento fiscal emitido, para que tudo seja registrado automaticamente no nome do cidadão.

Então, como tudo é registrado nesse cadastro, após algumas compras, sem dúvidas terá dinheiro no CPF do consumidor.

E para descobrir se tem dinheiro no CPF, basta ficar de olho, tanto nos sorteios, quanto também observar o próprio saldo do crédito do programa.

A nota fiscal paulista possui dois locais específicos para saber se tem dinheiro no CPF, através do programa.

Um é o próprio sistema da nota fiscal paulista e o outro é através do aplicativo do programa.

Tanto o acesso ao sistema, quanto o aplicativo nota fiscal paulista já foram explicados neste artigo.

Para saber se tem dinheiro no CPF através do site, basta consultar o saldo do programa, tendo sido explicado em “Nota Fiscal Paulista: consultar saldo”.

Já para saber se tem dinheiro no CPF através do aplicativo do programa, basta consultar o tópico “Ver saldo da nota fiscal paulista pelo aplicativo”.

Caso tenha algum saldo disponível, basta realizar a transferência, como foi explicado no tópico “Passo a passo para resgatar os créditos da nota fiscal paulista”.

O saldo também pode ser utilizado para pagar impostos, como o IPVA, que é o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores.

Ainda têm alguma dúvida sobre a Nota Fiscal Paulista? deixe aqui nos comentários, que iremos responder.

Deixe também sua avaliação sobre o nosso conteúdo! Basta clicar nas estrelas abaixo.

VEJA TAMBÉM: Nota Fiscal Eletrônica: o que é e como emitir de forma descomplicada

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -