HomeEspiritualidade & ReligiãoLuto: o que é normal nesse período? conheça os sinais

Luto: o que é normal nesse período? conheça os sinais

-

O luto consegue despertar nas pessoas sentimentos únicos, sendo capaz de desestabilizar completamente o ser humano.

Contudo, é preciso entender que a morte, infelizmente, é algo natural, totalmente ligado ao próprio ciclo da vida.

Por isso, nada mais cabe, a não ser a aceitação desse fato imutável e comum a todos aqueles que vivem.

E o luto é um período realmente bem pesado e triste, mas que deve ser superado, afinal a vida de quem ficou deve continuar.

Então, se você quer saber mais sobre o luto, suas fases, e o que é normal nesse período, continue com a leitura.

Tipos de luto

- Continua Depois da Publicidade -

O luto é um dos períodos mais tristes da vida humana, afinal ocorre logo após a perda de uma pessoa importante.

Ele está relacionado ao sentimento de perda, quando alguém falece, mas não necessariamente deve ser algum familiar ou amigo.

O luto está relacionado ao sentimento de gostar, querer bem e sentir falta da pessoa que partiu.

Aliás, esse é um período comum até mesmo com a perda de animais de estimação, por exemplo.

É, portanto, como um estado de espírito, que passa por diversas fases até a aceitação da morte em si.

Afinal, a vida deve seguir em frente, é preciso superar essa fase, manter as lembranças boas de quem partiu, e continuar.

Claro que são tempos difíceis mas, independentemente da dor, esse tempo passa, e é possível entender melhor essa passagem da vida.

É preciso levar em consideração que, infelizmente, isso é algo natural e inevitável, que todos os seres vivos irão passar.

- Continua Depois da Publicidade -

Entender essa questão é um dos primeiros passos para superar o luto e seguir a vida.

Mas, quando se fala de luto, há diversas formas e maneiras que ele pode se manifestar.

A intensidade dos sentimentos também varia bastante de uma pessoa para outra, pois cada uma reage à morte de uma forma diferente.

Normalmente, tudo ocorre de forma natural, onde, apesar do grande sofrimento gerado, as fases do luto são superadas, e as pessoas conseguem seguir em frente.

Mas, em alguns casos, ocorrem problemas relacionados ao período, onde a pessoa não consegue lidar muito bem com a perda.

Por isso, além do luto normal, há também outros tipos de luto, que acabam sendo manifestações mais graves.

Em relação a esses tipos de luto, há três que são mais comuns, além do luto normal: o crônico, o antecipado e o atrasado.

Luto crônico

A morte, infelizmente, é algo natural, totalmente ligado ao próprio ciclo da vida.

- Continua Depois da Publicidade -

Por isso, nada mais cabe, a não ser a aceitação desse fato imutável e comum a todos aqueles que vivem.

E o luto é um período realmente bem pesado e triste, mas que deve ser superado, afinal a vida de quem ficou deve continuar.

Contudo, em alguns casos, as pessoas não conseguem superar essa perda, e acabam ficando anos e anos sofrendo, incapazes de aceitar e seguir em frente.

Nesse caso, é o chamado luto crônico, que perdura por um período muitas vezes maior que o normal.

Luto antecipado

O sentimento de luto é realmente algo muito forte, já que mistura inúmeros outros sentimentos em si, como tristeza, solidão, dor, medo, vazio, etc.

E, como dito, ele ocorre depois da perda de alguém ou algo importante.

Contudo, em muitos casos, o luto não espera a confirmação de uma morte para começar a causar efeitos nas pessoas.

Nesse caso, é o chamado luto antecipado, que ocorre justamente de forma antecipada à morte em si.

Isso acontece normalmente em casos onde esse falecimento é algo inevitável, já esperado a qualquer momento.

Um caso comum é em relação a idosos, que estão enfrentando graves problemas de saúde, pessoas com doenças terminais, etc.

Então, mesmo que ainda não seja algo confirmado, por ser inevitável e certo, o sentimento de luto já aparece.

Luto atrasado

Uma das primeiras fases do luto é justamente a negação da morte, onde simplesmente ainda não se acredita que a pessoa realmente faleceu.

Por ser uma fase do luto, basicamente todas as pessoas passam por esse período.

Contudo, em alguns casos, a pessoa que sofreu a perda, fica presa nessa parte do período.

Dessa forma, ele sempre tem a convicção, mesmo sem nenhum motivo especial, de que o falecido está vivo ou irá voltar  a qualquer momento.

E isso pode gerar outros problemas mais graves, atrapalhando ainda mais a vida da pessoa, como uma ansiedade exagerada.

As 7 fases do luto

O período de luto é realmente bem complicado, pelo qual a grande maioria dos seres humanos passam ao perder um ente querido.

Nesse momento, tudo se torna realmente bem diferente, sem esperança e triste. Contudo, é preciso ter em mente que, como quase tudo na vida, passa. 

É realmente uma tempestade gigantesca, capaz de abalar as estruturas de qualquer um, mas não é um período infinito.

Na verdade, em seu estágio mais complexo, ele dura apenas até a aceitação da morte, onde o enlutado começa a seguir sua vida em frente.

Algo interessante sobre esse período é que ele normalmente passa por fases, que são comuns e sequenciais nas pessoas, podendo acontecer de forma diferente de um para o outro.

Alguns estudiosos apontam apenas 5 fases do luto, já outros demonstram que há 7 fases bem definidas nesse período.

Por isso, trataremos nesse tópico sobre as 7 fases do luto, seguindo a ordem e que normalmente acontecem.

Saudade

Quando se é surpreendido com o anúncio da perda de alguém querido, são inúmeros sentimentos que surgem.

Mas, esse luto, que não é permanente, tem suas fases próprias, que são encaradas pelas pessoas de forma diferente, até a aceitação em si.

A primeira fase, nesse caso, é a da saudade, já que a pessoa que sofreu a perda começa a sentir falta da companhia do falecido.

Essa ausência causa um profundo sentimento de saudade, que busca ser incessantemente ocupado pela pessoa.

Tristeza

A segunda fase é a da tristeza, já que o luto em si é algo realmente bastante triste em todos seus períodos.

Mas, nessa fase em específico, essa saudade sem fim gera uma tristeza profunda na pessoa.

Afinal, a dor da perda é realmente muito grande, e abala o ser humano de uma forma única.

Claro que, assim como a morte, esse, infelizmente, é um processo natural, totalmente interligado ao período de luto.

Então, ficar triste nesse momento é algo esperado e comum, não sendo necessário levantar grandes preocupações com o enlutado, e deixar tudo correr naturalmente.

Negação

Após a tristeza, vem a negação da morte, pois o enlutado não entende e não quer aceitar que aquilo realmente é verdade.

Isso faz com que ele duvide daquela situação, perdendo inclusive sua capacidade de utilizar sua razão sobre esse assunto.

É uma fase também bem conturbada, que gera muitos conflitos internos na pessoa, que se nega a aceitar a morte do ente querido.

Raiva

Nessa fase, o enlutado já começa a entender que realmente houve o falecimento da pessoa e, de certo modo, começa a recobrar seu raciocínio sobre o fato.

Isso porque, normalmente, nesse período do luto, a pessoa começa a pensar mais sobre a morte em si, sobre como ela ocorreu.

E, ao fazer isso, ela começa inclusive a levantar culpados pelo ocorrido, sejam pessoas normais ou até mesmo entidades superiores (Deus).

É realmente uma fase bem conturbada, de um clima bem dasagradável, onde o enlutado fica constantemente com raiva, devido ao ocorrido.

Tudo o que está relacionado com a morte, e com possíveis culpas, omissões, prevenções, geram descontrole e raiva, talvez pela impotência em si.

Barganha ou negociação

A fase da barganha é um período de negociação, onde a pessoa até pode ter entendido que aquilo realmente aconteceu, mas busca negociar o seu retorno.

Também é um momento bem difícil, ligado a uma possibilidade de volta do falecido, onde o enlutado cria uma falsa esperança de que isso aconteça.

Entram então as promessas e outras formas de barganhar esse retorno, alimentando essa esperança.

Depressão

Essa é sem dúvidas uma das fases mais difíceis do luto, já que tudo o que a pessoa experimentou não surtiu efeito.

Com isso, infelizmente, a única alternativa que resta é simplesmente aceitar o fato, sem poder fazer nada, sem nenhuma solução está ao seu alcance.

E essa impotência gera uma depressão na pessoa, que é uma tristeza bem mais grave, uma desolação, uma solidão profunda.

É um momento também de bastante reflexão sobre a vida em si, onde já se prepara para a fase final do luto.

Pois entender que isso é algo imutável é o primeiro passo para aceitar que não há nada que se possa fazer ou mudar.

Mas, é preciso cuidar para que essa depressão não se torne tão profunda que não se possa retornar naturalmente.

É um período onde todo o apoio das pessoas que ainda fazem parte d o ciclo familiar e de amizade devem mostrar a continuidade da vida.

Aceitação

Finalmente, depois de toda a tormenta que se passou, se chega à última fase do luto, que é a aceitação.

O enlutado percebe o inevitável destino do ser vivo, e a impossibilidade de alterá-lo.

Por isso, não sobra realmente nenhuma alternativa, a não ser a aceitação dos fatos.

Esse é também um momento de reestruturação da vida, de observação de tudo o que restou, e do que pode ser feito desse ponto em diante.

Aceitar a morte é algo que deve ser levado da forma mais natural possível, pois realmente não há opções.

A racionalidade do ser humano o permite chegar a lugares nunca antes explorados, e experimentar sentimentos únicos.

Contudo, também o faz ter noções que acabam se tornando um tanto perturbadoras, que é a certeza de que um dia irá falecer.

Pensar sobre isso é algo realmente bem desconfortável, mas é preciso então usar isso como algo a favor.

Com isso, devido a certeza da naturalidade e inevitabilidade da morte, aceitá-la pode se tornar algo mais natural também.

O que não devemos fazer quando estamos de luto?

Depois de entender mais sobre as fases do luto, já é possível entender melhor esse complexo período da vida.

É preciso levar em consideração a natureza das coisas, o fluxo normal que elas acontecem.

E a morte é um desses pontos naturais, comum a todos os que vivem.

Mas o luto também é algo totalmente natural, sendo um período passado por todos os que enfrentam uma perda muito grande.

Para superar esse momento, é necessário encará-lo de forma natural, entendendo que é apenas uma fase que, no devido momento, irá acabar.

Por isso, não devemos acelerar esse processo forçadamente, pois ele deve ocorrer e finalizar naturalmente.

Então, o que não devemos fazer no período de luto é simplesmente não pular esse processo.

Ele é fundamental para uma aceitação plena e para a continuação normal da vida.

Luto: o que é normal nesse período?

Passar pelo período de luto deve ser encarado como algo natural e inevitável, que realmente é.

E por ser algo comum, muitos pontos desse período são repetidos, em basicamente todas as pessoas.

São tanto sentimentos quanto estados físicos, que podem ocorrer de forma natural, dependendo da pessoa.

A tristeza, por exemplo, é um dos sentimentos mais fortes, que costuma estar presente em todas as situações desse período.

Dessa forma, é normal, durante o processo de luto, alguns pontos que acabam se tornando normais, são:

  • Sintomas emocionais do luto – medo, culpa, ansiedade, tristeza, raiva, estresse, etc;
  • Sintomas físicos – dores, falta de apetite, insônia, etc.

Claro que tudo pode variar de pessoa para pessoa, mas caso aconteçam, são bastante normais de ocorrerem durante o luto.

O que postar de luto?

Durante o período de luto, o ideal é a companhia física das pessoas, que devem passar todo o carinho necessário para superar essa fase.

Mas, dentro da era da internet, algumas interações sociais também são bastante comuns, sejam posts do próprio enlutado, ou de quem se sensibiliza com ele.

Vejamos então, algumas mensagens para quem não sabe o que postar de luto:

1- Tudo o que mais desejo é que Deus conforte o coração de cada um dos familiares e amigos por essa lastimável perda.

2- Deus sabe o que faz, sabe seus desígnios, e mesmo em linhas tortas, consegue escrever certo. Tudo o que nos resta é aceitar seus propósitos.

3- Hoje a noite estará ainda mais brilhante, pois mais uma estrela chegou para levar luz aos nossos caminhos.

4- Meus mais profundos sentimentos a todos que estão sentindo essa perda. Que o coração de cada um consiga se confortar.

5- Hoje o céu se alegra com a chegada dessa ilustre presença. E fico feliz por saber que um dia nos encontraremos novamente.

Homenagens

Aqui estão também algumas homenagens que podem ser postadas:

1- Hoje a humanidade perde um de seus principais representantes, e o céu ganha uma das melhores companhias.

2 – Viver eternamente é ficar marcado na história, e hoje o mundo perde mais um que deixou a sua.

3- Marcou o mundo com seus feitos, cumpriu sua missão na terra, e agora terá seu merecido descanso.

Frases luto por um amigo

A amizade é um dos pontos mais importantes da vida de convivência humana, e perder um amigo é algo lastimável. 

E para quem quer demonstrar seu carinho através das redes sociais, essas são algumas frases de luto por um amigo:

1- Que nossa amizade que sempre foi forte aqui na Terra, possa continuar quando futuramente nos encontrarmos no céu.

2- Bem mais que um amigo, era um irmão que nunca tive, um conselheiro nas horas difíceis e uma companhia para todos os momentos.

3- Um pedaço de mim faleceu hoje também. Descanse em paz, meu eterno amigo.

4- Partiu, mas deixou todas as lembranças boas que construímos durantes longos anos de amizade. Amizade eterna!

5 – Hoje o dia amanheceu mais triste, as ruas ficaram mais silenciosas, e a noite ficou mais escura. Mas o céu, esse está repleto de luz e alegria. Descanse em paz amigo.

Mensagens de luto por um tio

Já essas são algumas mensagens de luto por um tio:

1- Tio: um segundo pai, um melhor amigo, uma melhor companhia. Não sei porque me deixou, mas fico feliz por saber que um dia ainda vou te encontrar.

2- Em vida deixou alegria, em morte deixou saudades. Tio, sempre te amarei!

3- O que farei agora, sem o senhor aqui para me aconselhar? Saudades eternas!

4- Não é fácil encarar a morte, principalmente quando é com alguém que se tem profunda admiração e respeito. Meu eterno tio!

5- Era você quem me fazia sorrir quando eu mais precisava, mas hoje fico contente também por você espalhar alegria também no céu. 

Quanto tempo dura?

Passar pelo período de luto é comum quando ocorre a perda de alguém importante, e deve ser encarado também como algo natural.

Afinal, é preciso aceitar essa perda e seguir a vida, agora sem a presença dessa pessoa no mundo.

Claro que é bastante difícil e doloroso, mas deve ter um fim, já que quem fica deve continuar em frente.

O luto dura um período variável entre 3 meses e um ano, podendo se estender, em alguns casos, até mesmo 2 anos.

Mas, superando esse período, já se torna um luto patológico, sendo preciso um acompanhamento médico, para buscar tratamento.

É preciso levar em consideração que durante esse período a vida não deve ficar estagnada.

Afinal, 2 anos, ou até mesmo 1 ou ano ou alguns meses, já é um período longo para pausar toda a rotina.

Quando se fala em finalizar o luto, é realmente aceitar totalmente aquela perda, conseguir viver em um  mundo sem sua presença.

Tocar no assunto, sem se abater com uma tristeza profunda ou pensar no falecido a todo momento, é algo que não pode durar um período tão longo.

Pior fase do luto

Como visto no tópico “as 7 fases do luto”, esse período é formado por fases, que normalmente se apresentam uma após a outra. Em resumo, o luto é formado pelas fases de:

  • Saudade
  • tristeza
  • Negação
  • Raiva
  • Barganha
  • Depressão
  • Aceitação

Cada pessoa reage diferentemente ao luto, então não necessariamente se passe por todas essas fases. Mas normalmente é o que acontece.

Todas elas, com exceção da aceitação, são bem conturbadas e difíceis. Mas qual delas é a pior?

Bem, isso vai variar de pessoa para pessoa, pois cada um reage diferente com suas emoções.

No entanto, a fase da depressão, que é o estágio final antes da aceitação da morte, é uma que gera conflitos bastante intensos.

Exatamente por isso, é um momento que exige bastante apoio familiar e dos amigos, que devem passar todo o carinho que sentem para o enlutado.

Melhor maneira de viver um luto

O luto consegue despertar nas pessoas sentimentos únicos, sendo capaz de desestabilizar completamente o ser humano.

Cada pessoa reage diferentemente a esse período, com tempos variados em cada fase.

O sofrimento é certo, mas a certeza de que tudo vai passar também deve ser levado em conta.

Por ser algo natural e inevitável, muitas pessoas se perguntam qual é a melhor maneira de viver um luto, já que isso é algo muito provável, que quase todos os seres humanos passam.

Entender essa inevitabilidade é o primeiro passo, para se preparar para esse momento.

Dessa forma, a melhor maneira de viver um luto é procurando aceitar que a morte é algo inevitável.

Se preparar psicologicamente para esse período é algo que pode ser feito vagarosamente ao longo da vida.

Perder os pais, por exemplo, é algo que acontece na vida de quase todos os seres humanos que vivem até a terceira idade.

Afinal, eles são mais velhos e, seguindo a natureza da vida, muito provavelmente irão falecer antes, devido à idade avançada.

Entender esse processo, já ajuda bastante a superar esse período da melhor forma possível.

Sinais de luto

Passar pelo luto demanda muita força, equilíbrio e apoio coletivo. Mas, é um período que deve ser ultrapassado, para seguir em frente.

Durante esse período, as pessoas costumam demonstrar alguns sinais comuns, que mostram claramente seu estado de luto.

A tristeza é o principal deles, já que o enlutado está em um momento desesperançoso, sem muitas alegrias.

Mas, alguns outros sinais de quem está de luto são medo, culpa, ansiedade, tristeza, raiva, estresse, etc. bem como também insônia, e outros problemas físicos.

VEJA TAMBÉM: Whatsapp Status: confira como fazer as suas frases e chamar atenção

 

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -