Leis & Governo

Sintegra: Veja como consultar sua inscrição estadual

03/07/2022

O Sintegra é uma forma tecnológica encontrada, para que o fornecimento de dados e informações fiscais fossem integrados em um só lugar.

É como se todos os processos contábeis e fiscais, fossem digitalizados e agora podem ser encontrados em sua forma digital através do sistema.

Existem diversas exigências contábeis, tantos processos que em muitos casos os empresários ficam sem saber por onde dar início e cumprir com tudo que é imposto, e a insegurança acaba atrapalhando a resolução desses problemas.

Por esse motivo, é essencial se manter atualizado e também entender sobre tudo que diz respeito ao funcionamento e as obrigações desse sistema.

Para entender melhor, continue lendo.

O Sintegra, ou Sistema Integrado de Informações sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços, foi elaborado para que o fluxo de dados fiscais e o fornecimento de informações pudesse ser administrado de forma mais fácil.

Nesse meio, a intenção do sistema era de que tanto as informações do Fisco, quanto dos contribuintes pudesse ficar em um único lugar, de forma digital e simplificada, muito mais fácil de ser encontrada e também de ser administrada.

De uma maneira prática, o Sintegra realiza o controle de operações interestaduais, que são realizadas por todos aqueles que contribuem com o ICMS, em entrada e saída de informações.

As operações de compra e venda e também de prestação de serviços, são todas simplificadas pelo poder público, o que garante uma maior confiabilidade dos dados, maior controle e também mais agilidade em acessar essas informações.

Quando foi criado, a principal intenção do Sintegra era a de informatizar e digitalizar, tudo que tinha relação com o Fisco, para que os contribuintes pudessem verificar e acompanhar tudo que estivesse sendo realizado, e apurar as informações de fiscalização, junto com o comportamento dos contribuintes de ICMS.

Com esse objetivo em mente, o intuito do Sintegra sempre foi o de facilitar o acesso aos dados do Fisco de cada empresa.

Com isso, tanto a entrada quanto a saída de informações, pode ser controlada pelo Poder Público, que passa a ter um controle sobre as operações das empresas de forma mais apurada.

Na prática, quando se realiza qualquer emissão de documentação, uma nota fiscal, etc, essas informações que são repassadas aos contribuintes, emitem informações de compra e venda, ou até mesmo de prestação de serviços, e nesse caso, elas precisam ser documentadas para que tanto as operações internas quanto as interestaduais, fiquem r...

Toda empresa que precisa realizar uma troca de informações com o Sintegra, assim como toda sua diversidade de dados e informações, se relacionam com o sistema dessa maneira, já que ele serve para que os dados de operações também sejam consultados.

Com isso, para garantir que as operações possam ser envolvidas com empresas perante o Poder Público, o sistema possui várias funcionalidades.

Além de armazenar dados e auxiliar na administração das informações, o Sintegra também serve para que as consultas do CND (Certidão Negativa de Débito) sejam feitas, assim como avaliação e conferência da situação atual do CNPJ, Receita Federal, inscrição com o município, no estado, e até mesmo no próprio Sintegra.

Cada tipo de consulta é realizado por um órgão responsável, que também pode ser consultado através do sistema.

Sobre a Inscrição Estadual de forma específica, as empresas precisam acessar o sistema do Sintegra para poder escolher onde inserir o CNPJ ou realizar as pesquisas de cada estado.

Com isso, fazer as avaliações dos dados e das informações, assim como averiguar a situação da Inscrição em cada instância, sendo ela municipal ou estadual, acaba levando mais tempo, ainda mais dependendo da quantidade de consultas.

Por esse motivo que todo o sistema foi automatizado, para que as consultas cadastrais possam ser feitas de maneira mais rápida.

A solução digital implementada no Sintegra, garante que as consultas sejam feitas de forma mais rápida, e as notificações são automáticas, mostrando o que pode ter sofrido alteração ou não.

O cadastro no Sintegra se faz extremamente importante, principalmente para a emissão de notas fiscais aos clientes e compradores.

Sem o sistema, fica impossível realizar esse tipo de operação, já que ela é um dos requisitos fundamentais para lojistas e comerciantes e também para prestadores de serviço.

Quem possui empresa em sistema de vendas no B2W, realizar o cadastro da empresa junto ao Sintegra pode ajudar a regularizar os negócios junto aos órgãos específicos do governo que fazem essa exigência.

Porém, é válido ressaltar que MEIs, não precisam se cadastrar no sistema, desde que suas notas fiscais sejam emitidas no próprio site da Receita Federal de forma avulsa.

Para fazer o cadastro no Sintegra, é preciso fazer um pedido com a Secretaria da Fazenda do estado em que a empresa se encontra, e acessar o site do Governo Federal.

Normalmente existem alguns links para cada estado e sua secretaria, que separa cada região, portanto, é possível escolher a região onde a empresa possui o registro e realizar o cadastro por lá.