HomeEducaçãoFascismo: O que foi essa ideologia, seu real significado e características

Fascismo: O que foi essa ideologia, seu real significado e características

Web Stories

O fascismo muitas vezes acaba sendo uma ideologia que se equipara ao nazismo. Ela conta com características bastante autoritárias que determinam a ordem Estatal. Neste artigo, o Flame Content pretende abordar um pouco mais sobre o que foi, quando começou, contexto histórico e vários outros aspectos diversos. Portanto, se quiser saber mais sobre o assunto, basta continuar a leitura conosco aqui: preparamos um guia completo para te ajudar. 

Essa ideologia surgiu como uma forma de pressão  do estado em que existe um total desprezo pela democracia: aqui, as pessoas não podem mais votar e escolher o que elas desejam para governar um país. 

Ele está atrelado à guerra e o seu criador, o Mussolini, foi durante muito tempo amigo e comparsa de Hitler. 

Em suma, a ideologia política durante o  tempo em que surgiu estava sempre prezando pelas elites enquanto se esquecia dos menores e minorias – que na maior parte das vezes acabam se tornando em mar volume.  A hierarquia natural acabava sendo uma das características mais fortes deste período: era previsto que algumas pessoas nasceram para mandar enquanto outras nasceram para obedecer, e isso não poderia ser mudado.

Diferente do que muitas pessoas acreditam, ele acaba senod o oporsto do que é previsto pelo marxismo e até mesmo o liberalismo que é uma ideologia de direita que prevê que o estado deixe as empresas e a economia livre para atuarem de acordo com o qie é previsto pelo mercado. 

- Continua Depois da Publicidade -

De modo bastante simplificado, era como se a sociedade tivesse que contar com potências armadas como forma de controle – e que não obedecesse, teria que ser torturado. 

Mas não é somente isso: além dos exércitos e da força militar estavam tão intensamente, o líder do estado tinha a alternativa de alterar leis e criar novas que fossem dos seus agradados. É como se a ideologia estivesse sempre rejeitando o fato de que a violência é algo negativa e que pode ser boa para controlar a população e o que as pessoas fazem.

Já em relação ao tipo de economia que é defendida, esse grupo defende que haja algo que seja misto. Ou seja, o Estado deve deixar com que as empresas atuem e sejam movimentadas pelo mercado (liberalismo) mas ao mesmo tempo tem que intervir nas crises e tentativas de entradas de mercados externos para o país (protecionista). 

O fasvismo existe desde sempre, mas o nome em si ganhou força durante o século passado quando houve o início das guerras e os conflitos da Alemanha por mais poder em toda a Europa.  Hitler previa que somente a raça ariana era digna de viver no mundo e que todas as outras não deveriam estar vivas – e foi assim que houve o surgimento dos campos de concentração. 

O grupo de fascistas acabou vendo que a primeira guerra mundial parecia mais uma revolução:  violência, dominação e briga por território, tudo isso estava fazendo parte de assuntos que eram discutidos pelo grupo até então. Foi então que viram que os estados começaram a intervir no mercado e serem mais protecionistas. 

A guerra acabava sendo para o grupo como uma forma de ter milhões de pessoas brigando por um Estado e por uma ideologia diferente das outras. Por isso, durante muitas vezes acaba sendo vista como solução para os mesmos. 

Depois que houve o final da segunda grande guerra mundial, uitoo poucos partiods estão se declarando fascistas justamente  porque o regime vem sendo criticado duramenete tamnto por pessoas de esquerda quanto de direita (exceto dos extremistas). No entanto, ainda existem casos de pessoas que estão defendendo de forma indireta. 

Um exemplo de pessoa que defende de forma indireta é o deputado Kim que prestou uma entrevista para um podcast em fevereiro do ano de 2022 e defendeu que todas as pessoas deveriam ter o poder e direito de serem nazistas ou fascistas mesmo que a maior parte da população não goste disso. O homem chegou a dizer que era importante ter um partido que defenda essas minorias que possuem ideologias fortes e intensificadas desde a guerra. O apresentador do programa acabou sendo desligado por ter deixado o podcast chegar ao nível que chegou e a Pan afirmou que não defendia as mesmas ideias que eles. O assunto esteve entre os mais citados do Twitter da semana, ao mesmo tempo em que levantou estudos de cientistas políticos. 

Fascismo o que é?

- Continua Depois da Publicidade -

De acordo com cientistas políticos, o termo fascismo acabou surgindo do latim latim fasces que significa um feixe de cordas que devem ser amarradas em um machado. Para muitas pessoas, esse nome tem significado de força militar e de guerra. Hoje em dia, acaba sendo muito relacionada a pessoas que possuem ideologias de extrema direita e que defendem a violência como uma forma de controlar o estado e acabar com uma grande parte dos seus problemas, como o roubo. 

Qual é o símbolo do fascismo?

“Fascio”, em italiano, significa “feixe de varas” e é justamente isso que é representado no símbolo da ideologia visto que ela conta com um pequeno machado que está localizado na sua parte superior. Em suma, os apoiadores desta ideologia acreditam que ela realmente consegue trazer a liberdade através da violência contra as minorias e determinação de regras que sejam mais rígidas que as demais pessoas. 

Quem foi o criador do fascismo?

Mussolini, italiano, foi o responsável por usar o símbolo do fascismo e fazer com que os seus apoiadores se denominassem com esse nome. O fascismo que surgiu na Itália começou de forma ainda mais intensa durante o ano de 1920 e somente na guerra esteve em um dos seus picos de pessoas defendendo. 

O que foi essa ideologia do fascismo?

 A ideologia fascista surgiu durante o ano de 1920 com o Mussolini na Itália e se alastrou para o Brasil durante o ano de 1932 com grupos nacionais que estavam fazendo uso da religião como forma de ter controle do Estado. Bolsonaro,  presidente da República entre os anos de 2018 e 2022, foi acusado de ter características que estejam relacionadas a fascistas. 

Fascismo no Brasil 

O fascismo começou a existir no Brasil após a formação da Ação Integralista Brasileira (AIB) que era um grupo totalmente naionalista, religioso e  totalitário que foi  fundado no governo de Plínio Salgado no  dia 7 de outubro de 1932. No entanto, vale salientar que muitos grupos de oposição falam que o presidente que ganhou as eleições no ano de 2018, Jair Bolsonaro, também conta com características que tenham a ideologia fascista. 

Neste caso, Bolsonaro é acusado de ser nnadcionalista e defender a militarização e ao mesmo tempo em que faz o uso de sua religião como forma de controle da população. 

Em vídeos que já foram compartilhados nas redes sociais, o mesmo aparecia dizendo que era a favor de apenas uma religião dominar o Brasil e todas as outras se abaixarem a ela. O vídeo foi compartilhado antes mesmo dele vencer as eleições no ano de 2018. 

Os cientistas políticos argumentam que o presidente do país que terminou o seu mandato em 2022 não é fascista, mas sim, neofascista. Em suma, o neofascista seria uma ideologia semelhante mas que representa os dias atuais. 

Quais são as principais características do fascismo?

- Continua Depois da Publicidade -

Existem algumas características que podem ser relacionadas ao fascismo de forma prática. Por isso, neste artigo, separamos quais são elas para te ajudar a entender um pouco mais sobre o que é essa ideologia, como ela funciona e vários outros aspectos diversos. Portanto, se quiser saber mais sobre o assunto, basta continuar a leitura aqui conosco porque preparamos um guia completo. 

1. Nacionalismo 

As pessoas desta ideologia  defendem o seu país  mesmo que para isso tenham que entrar em guerra e conflito com outras nações. Em suma, para eles é necessário tomar ciência para que consigam controlar os crimes e a população e, assim sendo, se tenha uma sociedade rica e com paz. 

O nacionalismo acaba estando presente na sociedade de várias formas. Seja pelas propagandas de TV e até mesmo por filmes que são lançados na época que valorizam a Itália  ou outro país em que estava presente. Se você procurar filmes que foram lançados nos anos da guerra, poderá ver que muitos deles contam com características fascistas. 

2. Totalitarismo e Corporativismo

Outro ponto que deve ser observado é que os fascistas defendem, que o estado deverá ter total controle sobre os seus cidadãos: qual é o tipo de arte na qual eles têm acesso? Qual o tipo de cultura que se tem acesso? Quais filmes são vistos? Tudo isso tem que ser determinado pelo Estado no qual se vive e o líder. Foi por isso que Mussolijincritou vários filmes nacionalistas, por exemplo. 

Em suma,  o totalitarismo conta com regras que são violentas contra as pessoas que não estão cumprindo com o que está sendo previsto pelo governante.  Por isso, acaba sendo comum que as prisões comecem a aumentar e a perseguição aos grupos de oposição cresça de forma bastante expressiva. 

3. Força militar

A forma militar é outro ponto que deve ser salientado pelas pessoas que são fascistas devido ao fato de que eles precisam de militares para brigar pelas terras do estado, conquistarem mais locais e não somente isso como também para controlar a população. O controle da população com militares faz com que as pessoas fiquem com medo e não tenham tanto a tendência de fugir dessa regra porque sabem que podem ser punidas amargamente. 

Como consequência ao massivo investimento em forças militares, acaba sendo comum que os grupos desta ideologia  tenham massiva preocupação com a segurança nacional. 

A segurança nacional conta não somente com as invasões como também com qualquer outra ideologia que possa ir contra o fascismo, como o comunismo. 

Outro aspecto é sobre o comércio que pode ser controlado pelo Estado sempre que ele notar que está havendo algo  que pode roubar o espaço das empresas nacionais ou locais.  Ou seja, pode haver intervenção a qualquer momento como forma de proteger e defender a economia. 

4. Direitos humanos sem  paz

Outro aspecto que deve ser salientado é que as pessoas desta ideologia defendem que haja violência para conseguir o que desejam. Por isso, nada impediria que houvesse a violência contra uma pessoa de posição apenas porque ela não segue as ideologias fascistas ou então, para que ela fale algo que faz parte dos interesses do Estado. 

Os direitos humanos acabam sendo deixados de lado nesta ideologia e isso pode ser perigoso porque ocasiona em sequestros, perseguições e até mesmo mortes – o que também acabou sendo bastante comum na Ditadura em que o Brasil começou a viver durante o ano de 1964 após o golpe militar argumentando que o país seria comunista, mas o comunismo nunca existiu. 

O desprezo maior dos fascistas é destinado diretamente aos intelectuais e artistas que são os grupos que geralmente se manifestam contra eles. Outro aspecto é que muitos fascistas acreditam que pessoas boas são aquelas que trazem retorno para o Estado  em bens, o que não é uma garantia que é fornecida pelas pessoas que dedicam a sua vida ao estudo. 

5. Religião serve como manipulação 

O fascismo prevê que haja o uso de religião com manipulação do Estado como forma de controlar as pessoas ao afirmar que seria o que Deus estaria fazendo, o que ele quer que seja feito. Os fascistas também previam o uso da religião como forma de controle. 

Entenda as diferenças entre fascismo e nazismo 

Quando se está no ensino fundamental ou  se começa a estudar sobre o assunto por conta própria depois de já estar formado, muitas pessoas tendem a se perguntar qual é a diferença entre o fascismo e o nazismo. Por isso, neste artigo, trouxemos uma tabela que pode te ajudar a entender melhor como é e como funcionam as duas ideologias de forma prática e simplificada. 

Nazismo Fascismo
Definição Determinava que a raça ariana era melhor que todas as outras e que por isso deveria ser a única a ocupar o planeta terra. O movimento está fortemente ligado a ideologias racistas.  Determina que o conceito de naççao está muito acima do que é o cidsdão e que por isso todso os hoemsn deverm aliutar militarmente pla sua pátria. As suas orugens conta, com catracterísticas extremamente nacionalistas em que a pessoa tem qeu dar a vida ao Estado e é o Estado que o protege (sendo que na verddae são os homens que vão à luta e não os políticos).
Principais líderes Adolf Hitler, Henrich Himmler, Martin Borman, Joseph Goebbels, Hermann Goering, Klaus Barbi. Benito Mussolini, Francisco Franco, Hideki Tojo.
Características
  • Racismo, determinava que as pessoas negras não poderiam existir e que  deveriam ser mortas.
  • Totalitarismo, o Estado era quem criava as regras. 
  • Nacionalismo, a defesa da pátria em que se vive  e ida para a guerra era uma forma de mostrar amor à Alemanha. Isso era mostrado em filmes, músicas e jornais. 
  • Anticomunismo, não defendia o comunismo que até então estava sendo praticado na Rússia. 
  • Antiliberalismo, o mercado não se movia por si só e era necessário que houvesse o controle do Estado. 
  • Totalitarismo, somente o Estado tinha o poder de determinar regra e isso fazia com que a população ficasse de lado em práticas democráticas. 
  • Nacionalismo, determinava que as pessoas deveriam sair para as ruas lutarem pelos seus estudos ao mesmo tempo em que isso era reforçado durante as produções de filmes e músicas. 
  • Populismo, usava-se o argumento de que deveriam ajudar os pobres. No entanto, somente as pessoas de elite acabavam levando vantagens.
  • Antiliberalismo
  • Antissocialismo

[Conclusão]

Neste artigo, abordamos um pouco mais sobre o que é fascismo e como ele esteve presente na prática na vida de pessoas que viveram durante as duas grandes guerras. A ideologia surgiu durante o ano de 1920 e chegou ao Brasil mais especificamente no ano de 1932. 

Hoje em dia, muitos grupos de oposição argumentam que Jair Bolsonaro seria um fascista. No entanto, especialistas políticos argumentam que a ideia acaba sendo equivocada e que na verdade o mesmo seria um neo. 

Existem algumas características que determinam o que é essa ideologia, como é o caso do nacionalismo extremo que faz com que as pessoas entendam que são obrigadas a agir de modo militar para defender o Estado em que vivem. Outro aspecto é que o Estado é muito totalitário e há a perseguição a grupos que são de oposição como intelectuais e artistas.  É como se os intelectuais não fizessem parte da classe trabalhadora. 

Em suma, os fascistas argumentam que são a favor do povo, mas acabam  indo contra os mais pobres ao preferir os grupos que fazem parte da elite e que contam com alta condição financeira dentro do país em que se vive. 

Outro aspecto que acaba sendo bastante comum e está presente nos grupos de fascistas é em relação ao fato de que as pessoas usam a religião atrelada ao Estado como forma de controle. E isso pode ser perigoso, ainda mais quando se faz o uso de religiões que são predominantes como o cristianismo na Europa e no Brasil. 

E então, tem nias alguma dúvida sobre o asunto? Comente aqui com a gente se você conhece outra característica do fascismo que não foi abordada até então. Ou ent]ao, até mesmo se tem alguma putra coisa quw n]ao citamos no texto mas que você considera que seja implrtante. 

 

Deixe seu Comentário

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Talvez Você se Interesse

- Publicidade -